Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Pais e filhos

Pais precisam se cuidar tanto quanto cuidam dos filhos, mas geralmente não fazem isso

Querer se tornar um bom pai pode motivar os homens a trabalhar mais do que eles acham possível, e essas escolhas vêm com um preço

Derek M. Griffith* e Elizabeth C. Stewart**, The Conversation

Se precisasse escolher, o que você preferiria: um bom pai ou um pai saudável? Estudos mostram que os homens geralmente escolhem ser bons pais do que levar uma vida saudável.

Tornar-se pai é um grande passo na vida do homem, muda o ângulo do foco de “mim” para “nós”. Mas a paternidade também pode mudar como os homens percebem a sua saúde. Nossa pesquisa descobriu que os pais podem entender saúde não em termos de ir ao médico ou comer vegetais, mas de estarem empregados, de alimentar sua família, proteger e ensinar seus filhos e pertencer a uma comunidade.

O papel do pai faz toda a diferença na saúde de uma criança, diz estudo

Como fundador e diretor do Center for Research on Men’s Health at Vanderbilt University e uma pós-doutora do Meharry Medical College, nós estudamos a razão para homens viverem menos do que mulheres, o comportamento masculino sobre paternidade, como ajudar homens a adquirirem hábitos saudáveis.

Trabalho, sexo e saúde

Ao trabalhar com homens na tentativa de fazê-los praticar mais atividades físicas, ter uma alimentação controlada e manter um peso saudável, descobrimos que, para muitos, a sua própria saúde física e mental não são uma prioridade. Descobrimos que homens tratam o seu corpo como ferramenta para completar um trabalho. A saúde não é importante ou não é um assunto que os preocupe até que prejudique sua habilidade para trabalhar ou fazer sexo. Esse comportamento é o que os define como homens e o que os faz serem socialmente aceitos e ter seu valor definido.

Muitos aspectos dos papeis desempenhados por diferentes gêneros mudaram, mas descobrimos que a maioria dos homens apenas reconhecem seu sucesso se tiverem um emprego que lhes pague o suficiente para cuidar de seus filhos e de outras responsabilidades. Os pais aspiram serem capazes de cuidar de seus filhos, suas esposas, parceiras ou entes queridos. Isso pode significar menos horas de sono, mais tempo no trabalho e menor prática de exercícios físicos ou interesse por hobbies.

10 maneiras de melhorar suas habilidades como pai ou mãe

Querer se tornar um bom pai pode motivar os homens a trabalhar mais do que eles acham possível, mas essas escolhas vêm com um preço, principalmente se eles não têm tempo para cuidar de si mesmos.

Nós já vimos sinais de desespero, tais como sintomas depressivos, pensamentos suicidas, alcoolismo e vício em maconha entre adultos de 20 e 30 anos. Esses sinais tendem a ser maiores em homens durante o período em que se tornam pais pela primeira vez. Em consonância com isso, suicídio e danos não intencionais são as principais causas de morte para homens em qualquer grupo étnico entre seus 20 e 30 anos. Esses fatos não se aplicam a mulheres.

Aos 45 anos de idade, doenças cardíacas e câncer são as principais causas de morte masculinas. Essas doenças crônicas podem ser prevenidas, até certo ponto, por uma alimentação saudável; não fumar e beber menos álcool. Além disso, melhorar a qualidade de sono e fazer exercícios físicos são atitudes importantes para manter uma boa saúde.

Ao invés de retomar essas atitudes após um período de intervalo, estudos descobriram que é importante conscientizar os homens de que eles devem manter hábitos saudáveis durante toda a vida.

Quantidade de tempo ou tempo de qualidade: do que seus filhos mais precisam?

Conforme envelhecem, eles provavelmente não optariam por um comportamento menos saudável, mas talvez seja o caso, já que o seu contexto social e de vida faz com que hábitos não saudáveis sejam mais fáceis do que hábitos saudáveis. Os autores das leis devem pensar em como tornar escolhas saudáveis mais fáceis na rotina dos homens e incorporar a preocupação com a saúde no tempo que eles passam com filhos, família ou no trabalho. Homens não possuem o mesmo acesso a alimentação saudável ou as mesmas oportunidades para ir ao médico e fazer exercícios diariamente. Mesmo assim, se questionados, todos querem ser mais saudáveis e desempenhar um papel positivo na vida de seus filhos e de sua família.

Onde é possível encaixar mais tempo para a saúde mental e física nas rotinas estressantes dos pais? Nós descobrimos que cada caso é diferente, mas também que a família precisa ajudá-los. Baseados na nossa pesquisa, acreditamos que, particularmente mulheres na vida de homens, podem ter um papel importante ao encorajá-los a se alimentar melhor e a cuidar mais de sua saúde.

Sono dos pais só se recupera 6 anos depois de ter um bebê, diz estudo

Particularmente esposas geralmente proporcionam suporte emocional, dão conselhos, facilitam as idas ao médico e apoiam um comportamento mais saudável. Esposas, filhas e outras mulheres na vida de um pai são fontes importantes de informação sobre a saúde masculina, e elas desempenham um papel fundamental para que pais e maridos compreendam essa necessidade e lidem com o estresse.

Conforme convivemos com nossos pais, é importante reconhecer que, geralmente, eles não colocarão a saúde no topo das prioridades. Muitos pais sacrificam isso para ver seus filhos felizes e seguros. O problema é que, se os pais pensarem apenas nisso, haverá um declínio em sua própria saúde.

*Professor de Medicine, Saúde e Sociedade, Fundador e Diretor do Centro de Pesquisa em Saúde do Homem da Universidade de Vanderbilt

 ** Pós-doutoranda da Universidade Vanderbilt

Tradução de André Luiz Costa.

©2019 The Conversation. Publicado com permissão. Original em inglês.

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também