5 atitudes para tomar quando você estiver emocionalmente instável

  • Por Equipe Sempre Família
  • 16/10/2018 08:45
Bigstock
Bigstock| Foto:

Já sentiu como se um peso estivesse sobre os seus ombros, mas você não tem ideia do que está causando isso? Ou teve a impressão de que há um nó em sua garganta que nunca desata, mas que a raiz desse sentimento é difícil de achar? Não é que tenha algo te pressionando fisicamente, mas algo está errado, dói e você não sabe o porquê. Uma tristeza sem fundamento, uma ansiedade por tudo e por nada ao mesmo tempo. Você se torna instável emocionalmente e preso a essa situação que parece difícil resolver. Mas há solução e aqui vão algumas dicas para que você comece a se recuperar:

1. Procure a causa: parece complicado, afinal de contas os sentimentos estão confusos e você nem sabe bem de onde vem e para onde vão. Mas pare um pouco, respire fundo e reflita. Faça perguntas a si mesmo e não tenha medo das respostas que poderá obter e nem da sensação de vulnerabilidade que pode vir. Descobrir a raiz do problema é um passo importante para aliviar essa tensão.

2. Peça ajuda: não tenha medo de se sentir fraco e dependente. É preciso compartilhar o fardo que carrega e pedir conselhos às pessoas próximas. Procure por alguém confiável para desabafar e vai ver que ela poderá te ajudar a compreender cada sentimento. Se achar por bem, recorra a um profissional já neste primeiro momento, principalmente porque eles são treinados para isso. E ainda, o fato de ele não ter qualquer laço afetivo com você, pode ajudar ainda mais.

3. Faça exercícios: mantenha-se fisicamente ativo, para que toda tensão possa ser liberada. A atividade física te dará energia e fará com que você extravase o que está dentro de você, incomodando. Corra, caminhe, pedale, faça flexões, abdominais, pule corda. Essa é uma ótima maneira de ocupar a mente e é saudável ao mesmo tempo.

4. Ore: a oração é um bom exercício para a compreensão de tudo o que está acontecendo. Se você é alguém que tem uma fé, isso será algo fácil de fazer, principalmente pelo fato de pedir ajuda a Deus para encontrar a solução. Afinal de contas, para quem crê nEle, é lógico que o criador da vida saiba mais sobre como ela funciona do que você. Mas ainda que você não tenha uma fé em Deus, este será um momento de reflexão sobre a vida que tem levado.

5. Mude a rotina: talvez toda essa situação tenha começado com maus hábitos. Sua vida caiu numa rotina estranha, onde boa parte das suas ações lhe fazem mal e você não está percebendo. Então procure novos hábitos de vida. Hábitos ruins são difíceis de serem mudados, mas pouco a pouco eles podem ser alterados. Para que não haja um choque, comece com coisas simples: mude o caminho para o trabalho, os programas de televisão que assiste à noite, o horário de dormir, o tempo que leva para o café. Desacelere se necessário e reveja a vida que tem levado.

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Deixe sua opinião

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.