Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
WATARI/Unsplash
WATARI/Unsplash
Comportamento

Você não pode controlar tudo e essas 5 dicas te ajudarão a lidar com isso

Os seres humanos não gostam da incerteza na maioria das situações, mas alguns lidam com isso melhor do que outros

Jelena Kecmanovic*, The Conversation

Um estudo recente mostrou que os norte-americanos estão se tornando menos tolerantes à incerteza. O inquérito de impeachment presidencial dos EUA adicionou outra camada de incerteza a uma situação já instável que inclui polarização política e os efeitos das mudanças climáticas.

Como psicólogo clínico na área de Washington, D.C., ouço pessoas relatando estar estressadas, ansiosas, preocupadas, deprimidas e zangadas. De fato, uma pesquisa da American Psychological Association 2017 constatou que 63% dos americanos estavam estressados pelo “futuro da nação” e 57% pelo “clima político atual”.

Os seres humanos não gostam da incerteza na maioria das situações, mas alguns lidam com isso melhor do que outros. Numerosos estudos vinculam alta intolerância à incerteza com ansiedade e transtornos de ansiedade, transtorno obsessivo-compulsivo, depressão, PSPT e distúrbios alimentares.

Embora ninguém possa reduzir a incerteza da atual situação política, você pode aprender a diminuir a intolerância à incerteza implementando essas estratégias cientificamente corretas.

1. Comprometer-se a enfrentar gradualmente a incerteza

Embora os humanos encontrem situações incertas todos os dias, muitas vezes evitamos sentir o desconforto de enfrentar a incerteza.

5 passos para se tornar uma pessoa mais otimista

Quando você não tem certeza de como proceder melhor com uma tarefa de trabalho, imediatamente você procura ajuda, pesquisa ou procrastina. Enquanto você se prepara para o dia, a incerteza sobre o clima ou o tráfego é rapidamente reduzida ao olhar o celular. Da mesma forma, perguntas sobre o paradeiro ou as emoções da família ou dos amigos podem ser instantaneamente gratificadas por mensagens de texto ou verificação nas mídias sociais.

Toda essa prevenção da incerteza tem alívio a curto prazo, mas diminui sua capacidade de tolerar qualquer coisa que não seja a certeza completa a longo prazo. A tolerância à incerteza é como um músculo que enfraquece se não for usado. Então, trabalhe esse músculo da próxima vez que enfrentar incertezas.

Comece gradualmente: resista ao desejo de verificar o seu GPS na próxima vez que você estiver perdido e não for pressionado pelo tempo. Ou vá a um concerto sem pesquisar no Google. Em seguida, tente sentar-se com a incerteza por um tempo antes de encher seu filho adolescente de mensagens de texto quando ele estiver atrasado. Com o tempo, o desconforto diminuirá.

2. Conecte-se a um objetivo maior

Rita Levi-Montalcini era uma jovem cientista judia promissora quando os fascistas chegaram ao poder na Itália e ela teve que se esconder. Durante a Segunda Guerra Mundial, ela montou um laboratório secreto no quarto dos pais, estudando o crescimento celular. Mais tarde, ela diria que o significado que derivou de seu trabalho a ajudou a lidar com o mal do lado de fora e com a incerteza final de saber se seria descoberta.

Quer dormir melhor? Passe mais tempo com seus amigos e sua família

O que dá sentido à sua vida? Encontrar ou redescobrir o seu propósito de vida pode ajudá-lo a lidar com a incerteza e o estresse e a ansiedade relacionados a ele. Focar o que pode transcender a existência humana finita – seja religião, espiritualidade ou dedicação a uma causa – pode diminuir a preocupação e a depressão induzidas pela incerteza.

3. Não subestime sua capacidade de lidar

Você pode odiar a incerteza porque teme como se sairia se as coisas corressem mal. E você pode desconfiar de sua capacidade de lidar com os eventos negativos que a vida lança em seu caminho. A maioria das pessoas superestima o quão ruim elas se sentem quando algo ruim acontece. Elas também tendem a subestimar suas habilidades de enfrentamento.

Acontece que os humanos geralmente são resistentes, mesmo diante de eventos muito estressantes ou traumáticos. Se um resultado temido se concretizar, é provável que você lide com isso melhor do que poderia imaginar agora. Lembre-se de que da próxima vez a incerteza irá surgir de novo.

4. Reforçar a resiliência aumentando o autocuidado

Você provavelmente já ouviu isso várias vezes: durma bem, exercite-se e priorize as interações sociais se quiser ter uma vida longa e feliz. O que você talvez não saiba é que a quantidade e a qualidade do sono também estão relacionadas à sua capacidade de lidar com a incerteza.

13 coisas que pessoas mentalmente fortes não fazem

Isso acontece porque o exercício, especialmente da variedade cardiovascular, pode aumentar sua capacidade de lidar com situações incertas e diminuir o estresse, a ansiedade e a depressão. Um novo estudo de revisão sugere que o exercício regular pode até ser capaz de prevenir o aparecimento de ansiedade e distúrbios de ansiedade.

Possivelmente, a melhor ferramenta para lidar com a incerteza é garantir que você tenha uma vida social ativa e significativa. A solidão mina fundamentalmente a sensação de segurança de uma pessoa e torna muito difícil lidar com a natureza imprevisível da vida.

Ter até alguns parentes ou amigos próximos transmite a sensação de que “estamos nisso todos juntos” , o que pode protegê-lo de problemas psicológicos e físicos.

5. Entenda que a certeza absoluta é impossível

Nada é certo na vida. Quanto mais cedo você começar a pensar sobre esse fato, mais fácil será enfrentá-lo. Além disso, tentativas repetidas de prever e controlar tudo na vida podem sair pela culatra, levando a problemas psicológicos como o TOC.

Apesar do grande progresso da civilização, a fantasia do controle absoluto da humanidade sobre seu ambiente e destino ainda é apenas isso – uma fantasia. Então, digo para abraçar a realidade da incerteza e aproveitar o passeio.

*Professora de Psicologia, Universidade de Georgetown

Tradução de Janaína Imthurm.

©2019 The Conversation. Publicado com permissão. Original em inglês.

***

Recomendamos também:

***

Acompanhe-nos nas redes sociais: Facebook Twitter | YouTube

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também