Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Marcílio, ao lado da esposa e da superiora da congregação fundada por Madre Teresa (foto: Rádio Vaticano/divulgação)
Marcílio, ao lado da esposa e da superiora da congregação fundada por Madre Teresa (foto: Rádio Vaticano/divulgação)
Religião

Entenda o milagre ocorrido com brasileiro que resultou na canonização de Madre Teresa

Em 2008, médicos não conseguiram explicar a cura de um engenheiro paulista que tinha oito abscessos no cérebro

Neste domingo (04/09), o papa Francisco canonizará Madre Teresa de Calcutá. A cerimônia que declarará santa a fundadora das Missionárias da Caridade vem, como de costume, depois do reconhecimento de um milagre atribuído à sua intercessão. O Brasil tem um lugar especial nessa história: o milagre aconteceu com o engenheiro paulista Marcílio Haddad Andrino, que hoje mora no Rio de Janeiro e foi curado de oito abscessos no cérebro, em 2008.

No começo daquele ano, Andrino – então com 34 anos – teve alguns sintomas estranhos, como visão dupla e um pouco de falta de equilíbrio, mas de início não deu muita importância. Depois de alguns meses, teve uma convulsão mais forte e sofreu um desmaio. Foi então que começou a procurar diversos médicos, que não conseguiram descobrir qual era o problema do engenheiro.

Foi o chefe da noiva de Andrino, Fernanda Rocha, que sugeriu ao casal que rezasse a Madre Teresa, assegurando que ele mesmo havia sido curado por intercessão dela de um aneurisma. Eles começaram a rezar, mas de início a situação só piorou. Andrino perdeu em grande parte os movimentos do lado esquerdo do corpo e teve também dificuldades na área cognitiva.

O casamento dos dois estava marcado para 27 de setembro. No dia 5 – dia da celebração litúrgica da Beata Teresa de Calcutá – Fernanda conversou com o seu pároco, em São Vicente, que naquele dia havia celebrado a missa na casa da Missionárias da Caridade, em Santos, e havia ganho uma relíquia da religiosa. O padre a deu a Fernanda e recomendou que o casal pedisse mais uma vez a intercessão de Madre Teresa.

Fernanda e Andrino se casaram na data marcada, ainda que ele estivesse muito debilitado, com muita dificuldade para se locomover. No mês seguinte, ele teve uma convulsão ainda mais forte e foi levado a um hospital em Santos. Só então Andrino foi finalmente diagnosticado. O médico disse que a situação era extremamente grave: havia três abscessos maiores e cinco secundários no cérebro do engenheiro. Ele começou a tomar antibióticos que visavam a redução dos abscessos.

Todos os dias, o casal rezava a Madre Teresa diante da relíquia presenteada pelo pároco. Dez dias depois da internação, entretanto, o lado esquerdo do corpo de Andrino paralisou completamente. No começo de dezembro, ele acordou com uma dor de cabeça fora do comum. Vários médicos acorreram ao seu quarto. Andrino logo foi sedado, não sem antes pedir à esposa que continuasse rezando e pedisse à família e aos paroquianos que também rezassem por ele. Fernanda, em casa, rezou fervorosamente à “santa das sarjetas”.

Uma cura inexplicável

Quando o engenheiro acordou, estava no centro cirúrgico. “O que eu estou fazendo aqui?”, perguntou ele ao médico, dizendo que se sentia muito bem. O médico decidiu então adiar a intervenção cirúrgica para o dia seguinte. Andrino conseguiu dormiu bem, sem dores. No dia seguinte, soube que os médicos realizaram exames enquanto estava sedado e descobriram que houve uma drástica redução de 70% dos abscessos presentes em seu cérebro. A cirurgia foi dispensada. Três dias depois, outro exame foi feito, dando a ver que não havia mais nenhum abscesso.

Poucos dias depois, Andrino saiu do hospital, já conseguindo andar, embora com alguma dificuldade, e passou o Natal com a sua família. Seis meses depois, voltou ao trabalho, já sem sequela alguma. Recém-casados, ele e Fernanda desejavam ter filhos, mas Andrino foi alertado pelos médicos de que, devido aos medicamentos tomados durante o tratamento – bem como alguns anos antes, quando passou por um transplante de rim – a chance de que ele pudesse ter filhos era de menos de 1%. Um mês depois de voltar a trabalhar, porém, eles descobriram que Fernanda estava grávida. Três anos depois, em 2012, nasceu o segundo filho do casal.

“Não há precedente”, explica Carlo Jovine, um dos médicos que analisou o milagre. “De um só abscesso cerebral é possível curar-se, mas com oito abscessos cerebrais e uma hidrocefalia aguda, a percentagem de morte é praticamente de 100%. A partir desta cadeia de eventos e dos exames clínicos, especialistas e peritos, concluímos necessariamente que estamos lidando com um evento cientificamente inexplicável, acontecido de modo resolutivo, imediato, duradouro e total. E isso, para a Igreja, equivale a um milagre”.

“Após o milagre, minha fé aumentou muito”, conta Andrino, em entrevista à Arquidiocese do Rio de Janeiro. “Acredito que existe um Deus que olha por cada um de nós. Vejo Deus em todas as coisas, até mesmo nas pequenas. Antes, eu não conseguia dar um passo, hoje eu agradeço por poder andar. Vejo que tudo tem a mão de Deus, até no simples andar”.

O primeiro milagre atribuído a Madre Teresa, que permitiu a sua beatificação em 2003, foi a cura de uma mulher de 30 anos, em Bangladesh, que sofria de um tumor abdominal.

 

Com informações de Arquidiocese do Rio de Janeiro, Sala de Imprensa da Santa Sé, Zero Hora e Zenit.

*****

Recomendamos também:

Leia também