Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Crédito: Bigstock
Crédito: Bigstock
Ranking

As 10 melhores cidades da Bahia para se viver

Nessa época do ano a Bahia ganha destaque por causa de suas festas, mas o estado tem muito mais a oferecer.

O estado fica famoso durante o mês de fevereiro e recebe milhões de turistas para curtir o Carnaval. Mas você sabe quais são as 10 melhores cidades para se viver na Bahia? Com base nos dados do Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM), publicados no fim de 2015, o Sempre Família apurou as cidades baianas mais bem colocadas.

O sistema de medição foi criado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) e acompanha anualmente os números de cerca de 5 mil municípios brasileiros. São analisados três critérios:  Emprego & renda, Educação e Saúde. Criado em 2008, ele é feito, exclusivamente, com base em estatísticas públicas oficiais, disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde. Confira:

 

1) Guanambi

Crédito: Wikimedia Commons.
Crédito: Wikimedia Commons.

Situado às margens do rio Caraíba de Dentro, o município de Guanambi, com pouco mais de 84 mil habitantes, figura no primeiro lugar da lista, com IFDM de 0,7435. Ao lado de Caetité e Igaporã, Guanambi forma o maior complexo eólico da América Latina. A produção de algodão, considerável número de indústrias, a presença de um aeroporto e universidades vêm impulsionando o desenvolvimento da cidade, que é também referência em saúde pública na região.

 

2) Lauro de Freitas

Crédito: divulgação.
Crédito: divulgação.

O município de Lauro de Freitas (IFDM 0,7430) pertence à região metropolitana de Salvador e é porta de entrada do litoral norte da Bahia. Por isso, lazer e turismo são fortes características do local, que também dispõe de relevantes recursos provenientes do comércio e da pesca. A cidade é considerada um dos grandes centros de investimento do estado, a ponto de ter sido indicada, em outubro de 2015, pela revista Exame como uma das melhores cidades do Brasil para se fazer negócios.

 

3) Mata de São João

Crédito: Prefeitura de Mata de São João.
Crédito: Prefeitura de Mata de São João.

 

Com uma vasta extensão territorial, Mata de São João é um município que se divide em duas partes: a sede – localizada no interior do Estado, na região do Recôncavo Baiano, onde mora 70% da população – e a zona rural, onde a produção de orgânicos coloca o município em local de destaque. Os produtos cultivados ali abastecem parte do mercado da capital e de outros municípios baianos. Destaque ainda para a atividade pecuária com intensa criação de bovinos, caprinos e equinos.

Hoje, contudo, a principal atividade econômica do município – que alcançou IFDM de 0,7418 – é a indústria do turismo. O litoral matense, que vai de Praia do Forte a Sauípe, é um dos principais destinos turísticos do Brasil.

 

4) Santo Antônio de Jesus

Crédito: Universidade do Estado da Bahia.
Crédito: Universidade do Estado da Bahia.

Santo Antônio de Jesus está localizado na região do Recôncavo Sul. Com uma população de 100.550 habitantes, é considerada a “Capital do Recôncavo”. Anualmente é sede de movimentadas festas juninas, que atraem milhares de visitantes. Sua agricultura tem grande produção de amendoim, limão e laranja. Na pecuária o município conta com criadores de bovinos e muares. No setor de bens minerais, é produtor de areia e argila. O IFDM chegou a 0,7380.

 

5) Luís Eduardo Magalhães

Crédito: divulgação.
Crédito: divulgação.

Com apenas 15 anos de fundação, o município de Luís Eduardo Magalhães era antes um pequeno povoado denominado Mimoso do Oeste. Hoje possui a décima maior economia da Bahia, numa região que é responsável por 60% da produção de grãos do estado, com uma renda per capita que figura entre as maiores do Brasil. O parque industrial é composto por grandes empresas, inclusive quase vinte multinacionais. É sede de eventos de grande porte do setor de agronegócio. Possui pouco mais de 60 mil habitantes e alcançou IFDM de 0,7328.

 

 6) Brumado

Crédito: Wikimedia Commons.
Crédito: Wikimedia Commons.

Conhecido como a capital do minério, o município de Brumado está na região sudoeste da Bahia, e faz divisa com os municípios de Livramento de Nossa Senhora, Dom Basílio, Aracatu, Rio de Contas, Malhada de Pedras, Caetité, Jânio Quadros e Rio do Antônio, que formam o Polígono das Secas. Apesar disso, Brumado (IFDM 0,7289) possui os melhores índices de desenvolvimento social e econômico da região. A economia do município está baseada na mineração, particularmente de magnesita e talco, e no comércio. Sua população é de 61.000 habitantes.

 

7º Camaçari

Crédito: Wikimedia Commons.
Crédito: Wikimedia Commons.

Camaçari (IFDM 0,7179) é conhecida como “Cidade Industrial”, por abrigar o importante Polo Industrial de Camaçari, o maior polo industrial do estado, que abriga diversas indústrias químicas e petroquímicas, além de empresas de outros ramos da indústria, como o automotivo, de celulose, de borracha, metalurgia do cobre, têxtil, fertilizantes, energia eólica, bebidas e serviços. É o primeiro complexo petroquímico planejado do país e o maior complexo industrial integrado do hemisfério sul, com mais de 90 empresas instaladas e responde sozinho por 35% das exportações (U$ 2,3 bilhões ao ano).

Possui o segundo maior produto interno bruto municipal do estado (depois de Salvador), é o 5º maior da Região Nordeste e o 38º maior do país. Faz parte dos 71 municípios brasileiros integrados no Mercosul.

 

 8º Salvador

Crédito: Bigstock
Crédito: Bigstock

Cheia de praias e atrações turísticas, Salvador é um convite para conhecer a história do Brasil. Com mais de 2,9 milhões de habitantes, é o município mais populoso do Nordeste, o terceiro do Brasil e o oitavo da América Latina (superado por São Paulo, Cidade do México, Buenos Aires, Lima, Bogotá, Rio de Janeiro e Santiago). Com 466 anos de fundação, foi a primeira capital do país. Centro econômico do estado, Salvador é também porto exportador, centro industrial, administrativo e turístico, com uma grande refinaria de petróleo, uma planta petroquímica e outras indústrias importantes em seu território.

Salvador é, ainda, o segundo destino turístico mais popular no Brasil, depois do Rio de Janeiro. Segundo um estudo recente da da FGV-RJ, Salvador aparece como a 11ª melhor cidade para desenvolver carreiras no país e tem IFDM de 0,7160.

 

 9º Porto Seguro              

Crédito: Bigstock.
Crédito: Bigstock.

 

Com uma população de 141.006 habitantes e IFDM de 0,6985, Porto Seguro tem uma relevante importância histórica, cultural e turística, por ser o local da chegada dos portugueses no ano de 1500, quando o Brasil foi descoberto. O município foi fundado em 1534 e está tombado em quase sua totalidade pelo patrimônio histórico, não sendo permitida a construção de prédios com mais de dois andares. É cortada pelo rio Buranhém, que liga a sede aos badalados distritos de Arraial d’Ajuda, Trancoso e Caraíva.

A cidade é, hoje, considerada um dos mais importantes pontos turísticos do Brasil, recebendo turistas oriundos do centro-sul do país e de países como Argentina, Portugal, Estados Unidos, Israel e França. Além do turismo, outras atividades importantes são a agricultura – com destaque para o caju e o coco –, o reflorestamento com eucalipto, a pecuária, o comércio e os serviços.

 

 10º Simões Filho

Crédito: Prefeitura de Simões Filho.
Crédito: Prefeitura de Simões Filho.

Simões Filho tem apenas 54 anos de fundação e é hoje a 5ª economia do estado da Bahia. Localizada a apenas 20 km de Salvador, a cidade é considerada um dos mais fortes polos industriais da Bahia, com quase 200 indústrias nos mais diversos segmentos e um porto natural protegido, a baía de Aratu, que faz o escoamento de produção das indústrias locais. No contexto econômico, o Centro Industrial de Aratu – CIA e o Polo Industrial de Camaçari – PIC são os dois marcos mais importantes para a economia local. O IDFM é de 0,6905.

*****

Confira também:

As 10 melhores cidades para se viver no Norte do Brasil

As 15 melhores cidades do Paraná para se viver

As 10 melhores cidades do Nordeste para se viver

As 10 melhores grandes cidades do Brasil para se criar os filhos

As 15 melhores cidades para se viver em Santa Catarina

As 15 melhores melhores cidades para se viver no Rio Grande do Sul

As 20 melhores cidades de São Paulo para se viver

As 11 melhores cidades do mundo para se viver

As 15 melhores cidades para se viver no estado do Rio de Janeiro

35 Comentários
  1. kkkkkkkkkkk baseado em que isso? eu sou cidadão de Simões Filho (10º lugar no ranking). no poste diz que tem mais de 200 empresas vamos dizem 150 destas empresas estão fechadas ou seja não funciona a prefeitura estar falida, a cidade é uma das mais violentas do Brasil (isso esta em toda internet). não temos cultura popular a região do comercio e fraca, a educação precária, somos imigrantes na área da educação pq nossa cidade ñ oferece (não temos faculdade na cidade) sem falar na saúde que da vergonha (um hospital acabado que na emergia apenas possui de 2 a 4 médicos que nem tocam em você). resumindo.

  2. Feira de Santana, Sertão.Vitória da Conquista, Sudoeste. Santo Antonio de Jesus, Recôncavo. Juazeiro, Norte. Ilheus, Itabuna, Sul. Teixeira de Freitas, Eunápolis, Extremossul. Alagoinhas, Nordeste. Barreiras, Oeste. E a Zona Nobre do Caldeirão de desemprego, Salvador. Essa lista é mais sensata!!!!

    • Concordo plenamente, isso é uma matéria insensível e demonstra um desconhecimento do comprometimento em que as cidades estão à nível de segurança, pois os índices crescentes de violência nos lugares listados comprometem o tema pesquisado.

  3. Fiquei admirado por encontrar nesta pesquisa, a cidade de Guanambi como a primeira colocada neste ranking. Onde fica então Vitória da Conquista? Apesar de clima de capital, preços exorbitantes, ainda é uma das melhores cidades da Bahia para se viver, no meu ponto de vista.

  4. Gente tira essa matéria do ar antes que alguém leia por favor. Conheço todas essas cidades, inclusive já morei e trabalhei em algumas delas, menos Simões Filho, porque não tive coragem de entrar. Quem redigiu isso nunca veio Bahia. Olha a foto de Luis Eduardo, ruas quase todas no barro, pelo5amor de Deus.

  5. Sobre Guanambi? Só li mentiras. Nosso aeroporto é um verdadeiro elefante branco, só serve de enfeite, já que não funciona. A saúde publica agoniza, junto com seus pacientes, em filas de espera que chegam a 6 meses por uma simples consulta ( a menos que você seja amigo de um vereador e ele te de uma vaga das cotas que eles recebem da secretaria de saúde). A terra saturada já não produz algodão como antes e emprego que é bom, falta. Somos o 32º no PIB da Bahia e se sobram universidades, falta ao aluno um transporte publico que o leve e traga da escola pra casa. Aliás, transporte publico é algo que se não é lenda, chega bem próximo a isso, já que quando tem ônibus, os mesmos só rodam até as 19hs. Tá achando isso pouco? Te convido a passar uns dias por aqui e se arriscar a ter seus pertences roubados durante seus passeios por nossas ruas, afinal a policia militar aqui anda bem capenga.

  6. Acho que erraram quando incluíram Salvador e Lauro de Freitas,essas cidades são uns verdadeiros de humanos,e quanto a cobrança pela falta de Itabuna e Feira de Santana,aí vcs estão de brincadeira,não resta dúvidas que Itabuna é a pior cidade para se viver no País,Feira de Santana só tem tamanho,muito atrasada,nenhuma dessas ganha para Vitória da Conquista…..É a cidade que mais se desenvolve no interior do Norte/Nordeste….Comeram moscas nessa pesquisa,deveriam apontar os critérios..

  7. Eu morro em Guanambi nascir Guanambi gosto muito dessa cidade Guanambi é uma cidade Boa de se morar Guanambi pra ser melhor de se viver só falta lazer quê não têm Guanambi têm um Shopping não têm cinema não têm carnaval não têm micareta o único lazer é ir para os barzinho é encher a cara Guanambi no meu tempo de criança era bem melhor Eu ia ao cinema com meus irmãos o cinema onde era hoje o banco Itaú eu brincava muito o carnaval quê era na praça do antigo mercado da feira.

Leia também