Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Entretenimento

Russos fazem aulas especiais para aprender a sorrir durante a Copa do Mundo

Na Rússia, sorrir em espaços públicos pode ser mal visto pelas autoridades e considerado até suspeito.

Para boa parte dos brasileiros que são acostumados a ser receptivos e a esbanjar simpatia por onde passam, é estranho imaginar que um simples sorriso possa causar problemas. E mais esquisito ainda é pensar que sorrir ao caminhar pelas ruas pode chamar a atenção da polícia. Mas na Rússia isso é comum.

Foi justamente por um sorriso em local público que a cineasta russa Yulia Melamed, foi parada pela polícia certa vez. Ela estava caminhando na rua quando foi chamada por um policial, que pediu sua documentação. Confusa com a situação, ela perguntou ao oficial a motivação daquilo e ouviu: “Porque você está sorrindo”. Na Rússia sorrir em espaços públicos pode ser mal visto, considerado estranho e até suspeito.

Defender a família é obrigação do chefe de Estado, diz Putin sobre lei que pune propaganda gay

Os russos normalmente não sorriem e, por isso, quando estrangeiros visitam o país, acham que os cidadãos não são amigáveis, diz a psicóloga Elnara Mustafina, à BBC. Só que a chegada da Copa do Mundo à Rússia fez com que esse hábito precisasse ser flexibilizado.

Para receber o mundial e seus apaixonados, uma parceria entre as companhias estatais de trem, metrô e a Fifa têm proporcionado treinamentos para sorrir mais. “Temos que mudar o comportamento deles”, explicou Elnara.

Além disso, muitos russos já têm buscado aulas especiais que os ensinem a sorrir mais, e parecem estar gostando bastante. Zemfira Kamalayeva, aluna de um desses cursos, diz ficar muito alegre e com o sentimento de que tudo é possível.

Confira o vídeo da rede britânica BBC sobre a iniciativa:

 

Com informações de BBC.

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também