Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Pais e filhos

Qual o valor de viver intensamente os momentos em família?

Alguns pequenos detalhes do dia a dia podem fazer toda a diferença e aumentar o carinho e a confiança entre os membros da família

Não é que a tecnologia seja uma coisa ruim. Quando bem usada ela pode ser muito útil para facilitar a nossa vida e aperfeiçoar tudo aquilo que está a serviço do bem do homem e da sociedade. Mas também não dá para negar que ela se tornou uma das grandes vilãs das relações atuais e, principalmente, das famílias. Há alguns anos, os momentos em família eram regados a boas conversas, refeição com todos à mesa e até a hora das notícias na televisão era uma oportunidade de estarem todos juntos, mesmo após um dia cansativo de trabalho ou escola. Hoje tudo isso acontece cada vez menos.

Sim, sabemos que a culpa não é só da tecnologia e existem muitas famílias que sempre tiveram dificuldade em fortalecer esse vínculo que é tão importante. Pais muito sérios, rígidos e autoritários, por exemplo, são também um grande obstáculo para uma afetividade familiar saudável. Segundo a psicóloga Eloise Rocha de Almeida, investir em momentos que aproximam os membros da família é essencial, porque é no lar que o indivíduo vai definir o seu jeito de ser, vai se formar e aprender a lidar com os diversos sentimentos e emoções que a vida lhe proporcionará. Claro, isso vale para o bom desenvolvimento das crianças, principalmente, mas também para todos os outros, que precisam sentir a segurança de poder contar com seus pais, filhos, esposos nas diversas situações da vida.

Presença de qualidade

A psicóloga alerta que isso não significa que é preciso ficar 24 horas por dia com o filho, por exemplo, mas que é importante ter sempre uma presença de qualidade. Então, aproveitar alguns momentos da rotina da família para se aproximar uns dos outros, para ter uma conversa sincera ou simplesmente para dar umas boas risadas pode fazer toda a diferença. “Durante uma refeição, dentro do carro quando leva ou busca da escola e passeios, nos ambientes familiares, casa da vó… tudo isso vai construindo e fortalecendo os vínculos”, explica Eloise. “São nesses detalhes no dia a dia, na simplicidade, que uma criança pequena é bem formada e se desenvolve adequadamente”.

Outra dica é estar sempre prestando atenção em quem nos cerca. Muitas vezes, com a rotina agitada, as pessoas esquecem de contemplar o outro, olhar no olho, reconhecer as expressões, as alegrias e os sofrimentos. O risco é conviver em um ambiente onde tudo funciona no automático. “Os pais não têm conversado com seus filhos. É preciso olhar no olho, conhecer o seu filho, não só o que ele digita, se ele escreve correto ou não, mas saber conversar mais com ele, conhecer as expressões, o tom de voz. Isso é muito importante na família”, orienta a psicóloga. “Esse vínculo estreito e bem estabelecido previne muitas coisas, inclusive situações doloridas para muitas famílias”.

Separamos alguns pequenos detalhes que podem significar muito tanto para as crianças, quanto para os adultos. Afinal, o fortalecimento das relações familiares é benéfico para todos.

1- Durante as refeições, convide cada membro da família a partilhar uma coisa boa que lhe aconteceu no dia e também uma coisa que não foi muito legal. Isso ajudará a compreender os sentimentos e atitudes de cada um, gerando um ambiente de empatia e generosidade

2- Deixe algum recadinho ou doce no lanche da escola ou na bolsa de trabalho

3- Aumente o volume da música enquanto faz trabalhos domésticos e tenha um momento de dança divertido

4- Vejam fotos antigas juntos e deem boas risadas

5- Use em público os presentes que seu filho fez

6- Crie um slogan familiar e repita-o para se encorajarem quando precisar

7- Mostre entusiasmo pelo o que o outro gosta

8- Tenha um dia especial por semana para algum ritual: o filme e a pipoca às sextas-feiras, o passeio no parque aos sábados, o almoço aos domingos, e assim por diante

9- Deixe seu filho ouvir você dizer algo bom sobre ele. E filhos, digam aos seus pais algo que os inspira neles

10- Troquem experiências: peça ao seu filho para lhe ensinar a fazer algo que só ele sabe e vice-versa

11- Cozinhem juntos de vez em quando

12- Preparem o prato favorito de alguém quando essa pessoa estiver triste

13- Façam uma viagem juntos

14- Agradeçam uns aos outros pelas tarefas domésticas que o outro faz ou pelos favores

15- Cantem juntos em casa ou no carro.

 

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também