Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Pais e filhos

O que fazer para que seu filho não fique ansioso à noite e durma bem

Rotina agitada durante o dia, inconstância na hora de se deitar e até o excesso de preocupação dos pais para que os filhos peguem no sono, pode deixá-las ansiosa neste momento

A rotina de nossas crianças está mais agitada do que nunca. Desde muito cedo expostas à televisão, celulares e outros eletrônicos que as estimulam, elas quase não têm tempo para um descanso mental. Ainda, à medida em que vão crescendo elas passam a ter uma série de atividades extracurriculares que preenche quase que totalmente seu dia, sobrando somente a noite para que se sintam livres e possam brincar. Esse comportamento familiar gera ansiedade na criança que pode ter dificuldade para pegar no sono ou mesmo não conseguir dormir tranquilamente.

Aliado a isso, uma inconstância na hora de se deitar e mesmo uma dificuldade lá no início da vida da criança, de os pais as deixarem pegar no sono sozinhas, contribui para o quadro de ansiedade noturna. Para ajudar os pais a lidarem com essa questão, o canadense Freedman Smith, co-fundador da Parenting Power, trouxe algumas recomendações ao site Today’s Parents. A organização que ele administra oferece cursos para ajudar pais a criarem estratégias para educar os filhos.

8 dicas para ajudar o seu filho a não ter pesadelos

Para começar, segundo Smith, o sono pode ser algo programado desde cedo. “Se seus filhos não conseguem dormir sozinhos quando pequenos, isso vai prejudicá-lo mais tarde”, alerta. Mas também há casos em que os bebês dormiram profundamente aos seis meses, mas de repente se recusam a ir para a cama aos seis anos. Aí, o estresse pode ser o culpado, o grande vilão.  “Nesta idade, as crianças estão passando por mudanças de vida que podem levar à ansiedade e dificuldade para dormir, muitas vezes terão que ir para a escola em tempo integral, acumulando trabalhos de casa, atividades que são menos reconfortantes”, reforça.

Portanto, criar na criança a rotina do sono é importante. Iniciá-las no caminho para os bons sonhos passa por ensinar que dormir é algo que lhes fará bem, tanto emocionalmente quanto fisicamente. Tirar eletrônicos de suas mãos entre 19h30 e 20h30, levá-los ao banho e incentivar um momento de leitura ou ler com eles, é a indicação do especialista. E mais que isso, permitir que elas fiquem por um período sozinhas até que peguem no sonos.

Tracy Braunstein, consultora pediátrica em Montreal, no Canadá, atenta para o fato de que a preocupação excessiva dos pais com esse momento, também pode atrapalhar. Conduzi-las a momentos de relaxamento não quer dizer sobrecarrega-las com mas tarefas. “Um dos erros mais comuns que vejo é que os pais sentem que seu filho precisa de ajuda para dormir”, diz ela. “Mesmo que seu filho insista que ele precisa de você lá, tente resistir. Um abraço na hora de dormir pode ser uma bela parte da rotina para o momento em que ele está na cama”.

Mas se mesmo com essas estratégias você ainda vez ou outra se deparar com seu filho tendo dificuldade para dormir durante toda a noite, Smith sugere que os pais criem um pequeno mantra. Ao invés de somente dizer às crianças para que voltem a dormir, ajude seu filho a relaxar falando palavras como “Coloque sua cabeça no travesseiro, feche os olhos e pense em coisas que você ama, até que o sono venha”. Criando esse hábito e encorajando seus pequenos para que durmam tranquilamente, aos poucos elas se sentiram seguras e prontas para deitas e pegar no sono ou não acordar mais na madrugada sentindo-se ansioso.

 

***

Recomendamos também

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

 

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também