Família

Esta mãe cria 12 filhos desde que sua irmã morreu por causa da Covid-19

  • Por Equipe Sempre Família
  • 10/12/2020 15:30
Francesca cria sozinha os sete filhos e com a morte da irmã e do cunhado, por Covid-19, agora ela cuida de mais cinco crianças.
Francesca cria sozinha os sete filhos e com a morte da irmã e do cunhado, por Covid-19, agora ela cuida de mais cinco crianças.| Foto: Reprodução/CNN

Há alguns anos, as irmãs norte-americanas Francesca McCall e Chantale prometeram que cuidariam dos filhos uma da outra, caso algo acontecesse a uma delas. Só que elas não imaginavam que isso aconteceria num futuro tão próximo. Desde setembro, Francesca cuida dos filhos da irmã mais nova, depois que Chantale e seu marido Rance morreram por conta da Covid-19.

Siga o Sempre Família no Instagram!

"Sempre dissemos que não queríamos que nossos filhos se separassem. Queríamos que nossos filhos ficassem juntos", disse Francesca, à CNN. Aos 40 anos, com sete filhos que já criava sozinha, agora Francesca tem sob seu teto mais cinco crianças. São 12 filhos com idade entre 1 e 17 anos que movimentam os dias desta moradora do estado do Alabama.

O desafio de cuidar de tantas crianças e adolescentes ao mesmo tempo é grande, mas Francesca diz que está conseguindo administrar. "Temos todos os meninos em um quarto e todas as meninas nos outros dois quartos. Estamos tirando o melhor proveito da situação", contou. Francesca agora também está trabalhando de casa e tem recebido a ajuda da mãe e dos membros da igreja que frequenta.

Ainda assim, alguns dias são mais caóticos, porque quase todas as crianças têm aulas online e há todo um trabalho para que elas façam as refeições nas horas certas. Os sobrinhos de Francesca têm sido muito resilientes, apesar de suas perdas, de acordo ela. "Eles estão indo bem, mas às vezes têm dias ruins. Além dos pais, eles perderam seus amigos de vizinhança, escola e da igreja", explica.

A doença

Na primeira vez em que foi internada, o quadro de Chantale, de 35 anos, não era grave. Mas poucos dias depois ela precisou ser transferida para outro hospital, porque passou a precisar de oxigênio auxiliar. No dia 16 de setembro ela acabou não resistindo à infecção e acabou morrendo. Um mês depois, Rance, seu marido, também morreu por conta da Covid-19. Apesar de os pais terem sido infectados, seus cinco filhos testaram negativo para a doença.

Deixe sua opinião

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.