Prioridades

Como estipular metas para 2021? Especialista dá dicas e alerta: é preciso ser realista

  • PorAngélica Favretto e Lucian Haro
  • 30/12/2020 09:30
Diante do que vivemos em 2020 parece complicado traçar qualquer meta, por isso é preciso colocar no papel aquilo que é realizável.
Diante do que vivemos em 2020 parece complicado traçar qualquer meta, por isso é preciso colocar no papel aquilo que é realizável.| Foto: Bigstock

O ano de 2020 nos mostrou que planos definitivamente podem ser alterados, que ter o controle de tudo nem sempre é possível e que mais do que nunca ser resiliente é fundamental. Os últimos dias de um ano costumam ser dedicados à reflexão sobre o que passou e à organização de metas para um novo ciclo que se inicia. Não que do dia 31 de dezembro para o 1º de janeiro tudo vá mudar, mas é um marco tradicional para quem quer colocar algo em prática.

Siga o Sempre Família no Instagram!

E diante deste último ano que vivemos, parece complexo colocar no papel alguma meta, se o horizonte parece um tanto quanto incerto. Apesar disso, é preciso ter fé. Porque esse é o combustível que nos fará passar pelos dias e cumprir aquilo que é possível. E como explicou o psicólogo Grabriel Resgala, "ter em mente essa inconstância, essa nossa falta de controle sobre as coisas".

A mestre em Administração e professora do curso de Psicologia da Universidade Positivo, Janete Knapik nos ajudou a montar uma lista com sete passos preciosos para criar metas eficientes em 2021. Segundo ela, é preciso “colocar em prática, fazer acontecer e, principalmente, separar o desejável do realizável”. Confira:

  1. Priorize o que é mais importante: definir uma quantidade grande de metas pulveriza muito nossos esforços e dificulta um planejamento. Estabelecer um número menor, mas com metas mais significativas, as mais importantes, ajuda na hora de colocar em prática e de ver os resultados acontecerem.

    O ano de 2021 será ainda um ano que teremos de seguir nos moldando às exigências sanitárias da pandemia e com as limitações impostas pelas restrições econômicas. Então, considere isso na hora de estabelecer as metas.
  2. Estabeleça uma forma de acompanhar e mensurar as metas: o fato de vermos o progresso e que nosso planejamento está tendo bons resultados tem efeito psicológico reforçador, ou seja, é um estímulo para não perdemos e entusiasmo. Ver um gráfico com uma curva descendente em uma meta de emagrecimento, por exemplo, nos mobiliza para querer ver a curva descer cada vez mais. Aposte nos aplicativos que fazem esse tipo de monitoramento.
  3. Defina metas factíveis: 2021 ainda será um ano de incertezas, priorize metas mais práticas, com prazos menores. Isso é algo difícil, pois que às vezes dá vontade de “chutar o balde”, mas eleja o que faz mais sentido, que tem mais impacto e relevância em relação aos seus propósitos.
  4. Deixe um espaço para metas de autocuidado: o ano de 2020 foi desafiador, várias pesquisas que mediram a saúde mental identificaram aumento da ansiedade, do estresse e da depressão, outras mostraram que exageramos na comida já que passamos muito mais tempo em casa. Sendo assim, metas que envolvam atividades físicas, uma alimentação equilibrada, disciplina que contemple o descanso, o lazer e boas risadas são sempre muito bem-vindas.
  5. Descreva as metas com detalhamento: isso ajuda a colocar o objetivo em prática. Estabeleça qual a meta e quais são as etapas necessárias para se atingir. Coloque no papel, acompanhe e faça as mudanças e adaptações que forem necessárias. Na vida, nada é estático, mudanças e adaptação são frutos de aprendizados.
  6. Estabeleça prazos: não existe meta sem um prazo. Uma data nos coloca em movimento para atender o que foi pré-estabelecido. Considere a rotina na hora da definição das datas e pense em um check-list de verificação.
  7. Comemore as conquistas: rituais de comemoração nos trazem uma sensação de vitória, se presenteie nas pequenas conquistas. Isso vai te manter no caminho certo.
Deixe sua opinião

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.