Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Casamento e Compromisso

10 perguntas que todo pai deve fazer a seu futuro genro

As respostas a essas 10 perguntas importantes podem ser a chave para a felicidade da sua filha

Você foi o primeiro homem da vida de sua filha. Conhece todos os seus dons, talentos e também as fraquezas e dificuldades. Até hoje, a cuidou e protegeu de tantas situações. De repente, surge um rapaz querendo viver o resto da vida ao lado de sua filha. É um momento de alegria, mas não dá para evitar algumas preocupações. Nada mais justo do que ter certeza de que ele será um bom homem para continuar cuidando e protegendo a sua menina.

Então, quais perguntas você deve fazer a um jovem que quer se casar com sua filha? Greg Smalley, especialista em relacionamentos conjugais na organização cristã Focus on The Family, listou algumas delas, e garante que as respostas a esses 10 questionamentos importantes podem ser a chave para a felicidade de sua filha.

1. Você está pronto para assumir um compromisso para o resto da vida?

É importante perceber se o seu futuro genro tem a consciência de que está escolhendo livremente casar-se com sua filha e, mais do que isso, se ele está preparado para assumir todas as consequências dessa decisão. Procure saber se ele acredita que o casamento é para a vida toda – e que a palavra divórcio não está em seu vocabulário. Isso faz toda a diferença na responsabilidade com que ele irá assumir esse compromisso. Faça perguntas como: “O que você costuma fazer quando as coisas ficam difíceis?”, “Para quem você pediria ajuda se estivessem passando por dificuldades no casamento?”.

2. O que você vê na minha filha que faz você querer se casar com ela?

Com essa pergunta você descobrirá se ele é atraído pelos traços de caráter de sua filha, como integridade, generosidade, bondade e lealdade ou pelas coisas mais superficiais, como a aparência, o gosto pela moda ou a paixão em comum pelo mesmo time de futebol. É importante saber se ele realmente valoriza os traços únicos de personalidade de sua filha, seus dons e talentos, suas paixões, sonhos e aspirações.

Noivado: saiba a importância de um acompanhamento especializado nessa fase

Verifique, principalmente, se ele sabe que sua filha – por mais maravilhosa que ela seja – não é perfeita. Ele deve saber disso desde o início. Perceba se ele valoriza suas diferenças e vê como seus pontos fortes e fracos se complementam.

3. Você concorda com valores fundamentais?

Quais são os valores mais importantes do homem? Ele valoriza a honestidade? Comprometimento? Generosidade? Sacrifício? Ele e sua filha concordam sobre as coisas importantes de uma família, como filhos, objetivos de carreira e coisas do tipo? Os dois querem as mesmas coisas da vida? Pergunte se eles conversaram sobre as paixões, esperanças e sonhos um do outro e sobre como será o futuro. É fundamental que os dois estejam caminhando na mesma direção.

4. Como você planeja se organizar financeiramente?

Para dar esse passo importante em direção ao casamento, o casal deve ter as condições financeiras necessárias para sustentar a nova família. Como primeiro protetor de sua filha, você deve entender o cenário financeiro do jovem casal. Qual é a situação de trabalho do seu futuro genro? Quais são seus objetivos de carreira? Ele está trazendo dívidas para o relacionamento? Em caso afirmativo, quais são seus planos para sair disso? Ele é financeiramente independente agora ou tem planos para ser em breve?

7 ideias criativas para fazer o pedido de casamento

Os recém-casados ​​devem ser financeiramente independentes dos pais. Se o marido e a esposa não puderem se sustentar financeiramente ou morar em seu próprio lugar, sua disposição para o casamento deve ser questionada.

5. Você se casaria com… você?

Com certeza o seu genro não estava preparado para esta pergunta. Mas é através dela que você descobre qual o nível de maturidade dele. Obviamente, você não está procurando a perfeição. Ele provavelmente é muito jovem e ainda tem que amadurecer. Mas você precisa ver se ele está ciente de suas fraquezas e possíveis áreas de crescimento. Tente entender como ele tem lidado com o que há de pior nele mesmo. Ele está crescendo e buscando melhorar ao lidar com suas fraquezas? Quais são as experiências dele com pornografia, álcool ou quaisquer outros assuntos delicados com os quais muitos de nós lidamos? Ele ainda está emocionalmente envolvido com um romance passado? Ele tem filhos de um relacionamento anterior?

Ajude-o a entender que a questão de se casar não deve ser “aprovada” ou “negada”. Você não o procurou para essa conversa para descobrir seus erros passados. Você não vai julgá-lo. Ele precisa se sentir seguro para se abrir e lidar com essa questão de maneira honesta e direta. Para ajudar a facilitar esse espaço seguro, compartilhe primeiro algumas das lutas com as quais estava lidando na idade dele.

Como equilibrar a vida financeira no início do casamento

Seja respeitoso. E então, quando esse espaço seguro for criado, comece a fazer essas perguntas difíceis: “Qual área da sua vida precisa melhorar mais?”, “Quais são algumas das maneiras pelas quais você frustra minha filha?” “Quais são os motivos das brigas entre vocês?”

6. Como você se comunica?

A comunicação é a força vital de um casamento. Quão bem sua filha e seu possível marido se comunicam? Pergunte a ele sobre o que eles falam. Eles se atentam somente nas coisas mais práticas? Ou falam sobre questões emocionais mais profundas?

9 verdades que ninguém conta sobre o casamento

Focalize se ele está comprometido em ser aberto e conhecido. Existem tópicos fora dos limites sobre os quais eles não podem falar? Se eles não puderem falar sobre certas coisas, como relacionamentos passados, lutas pessoais, finanças etc., isso pode se tornar uma “bandeira vermelha”.

7. Como você gerencia conflitos?

Antes de nos casarmos, alguns de nós imaginam que o casamento será um conto de fadas. Mas isso é mentira. Ele entende isso? Mais importante, como ele e sua filha gerenciam conflitos? Ele é respeitoso e amoroso quando eles discordam? Ele valoriza o ponto de vista e as emoções dela? Eles são capazes se reconciliar em um período de tempo razoável após uma briga? Eles encontram soluções que são boas para os dois?

Não existe uma situação em que um saia ganhando e o outro perdendo em um casamento. Vocês ganharão juntos ou perderão juntos. Seu objetivo é entender melhor como sua filha e seu possível marido funcionam em equipe e incentivar seu futuro genro a sempre tratar sua filha como uma parceira igual.

8. Vocês compartilham a mesma fé?

Muitos não ligam para isso, mas a fé é fundamental em um casamento e ela tem muita influência na forma como marido e mulher exercem seus papéis dentro de casa. Quando o casal não compartilha a mesma fé, muito provavelmente terão problemas para conseguir viver sua espiritualidade na prática do dia a dia e, principalmente, dificuldades na educação dos filhos.

9. Vocês já tiveram várias experiências juntos?

A experiência é uma chave importante para navegar em qualquer coisa que a vida jogar para você. Para realmente ver como um casal trabalha juntos, eles precisam lidar com uma variedade de experiências e desafios, o que permite que o casal se veja como indivíduos reais e aprenda como eles lidam com o estresse e as crises.

A pessoa perfeita não existe: aceitar os defeitos do seu parceiro faz bem para o relacionamento

Esse rapaz já viu sua filha quando ela está estressada? E ela, o viu quando ele está sofrendo ou frustrado? Estar juntos e apaixonados em momentos de alegria é fácil, mas será que eles já passaram por momentos de dificuldades e sofrimento? É isso que prova o verdadeiro amor.

10. Existe alguma “bandeira vermelha” no relacionamento?

Peça para ouvir a “história de amor” da perspectiva dele. Como eles se conheceram e se apaixonaram? Esta não é apenas uma oportunidade para o possível noivo da sua filha recordar a história. O objetivo é procurar temas negativos que possam surgir. Por exemplo: Eles terminaram e se reconciliaram várias vezes? Houve algum abuso ou violência? Eles moram juntos? Eles estão simplesmente entrando no casamento porque “sentem que deveriam”? Ele está tentando fugir dos pais? Eles estão escondendo uma gravidez? Ele acha que o casamento resolverá os problemas que eles já estão enfrentando?

Ao mesmo tempo em que uma bandeira vermelha não significa necessariamente que um casamento está condenado antes mesmo de começar, também significa que todas as partes devem ser extremamente cautelosas no futuro. Incentive-o a iniciar um aconselhamento individual ou de casal antes de lhe dar sua bênção.

E lembre-se: apesar dos conselhos, no final das coisas é sua filha – não você – que escolhe o marido.

***

Recomendamos também:

***

Acompanhe-nos nas redes sociais: Facebook Twitter | YouTube

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também