Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
São José dos Campos (Foto: divulgação)
São José dos Campos (Foto: divulgação)
Ranking

As 20 melhores cidades de São Paulo para se viver

A lista é composta pelos municípios paulistas com melhor desempenho no Índice de Desenvolvimento Humano Municipal

Depois do estado de Santa Catarina, é a vez de o Sempre Família publicar o ranking das melhores cidades para se viver no estado de São Paulo, com base no Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM). As listas atendem ao pedido de vários leitores que enviaram e-mails à redação ou deixaram comentários em publicações do site nas redes sociais.

Para a construção da lista foram usados dados oficiais. A metodologia do índice foi adaptada do IDH Global pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pela Fundação João Pinheiro.

Basicamente, são levados em conta três itens: vida longa e saudável (longevidade), acesso ao conhecimento (educação) e padrão de vida (renda). A partir dos cálculos de cada um desses fatores, se chega ao índice geral de IDHM, organizado no Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil, divulgado em 2013.

Veja abaixo as 20 cidades paulistas com melhor desempenho no IDHM:

1) São Caetano do Sul

Fábrica da General Motors em destaque. (foto: GM do Brasil/Divulgação)
Fábrica da General Motors em destaque. (foto: GM do Brasil/Divulgação)

O município da região chamada de ABC Paulista, com cerca de 150 mil habitantes, está no topo das cidades com melhor IDHm no estado de São Paulo. O bom resultado se deve principalmente à renda per capita, que é R$ 2.043,74. Além disso, os índices de longevidade e educação também são bons, o que coloca o município não apenas como o mais bem colocado em nível estadual, mas também como a cidade com o maior IDHm no país, superando todos os outros 5.564 municípios brasileiros.

 

2) Águas de São Pedro

Foto: Prefeitura de Águas de São Pedro/divulgação
Foto: Prefeitura de Águas de São Pedro/divulgação

Esta pequena cidade, de apenas 2.700 habitantes, já havia ganho destaque no ranking das melhores pequenas cidades do Brasil para se viver, publicado pelo Sempre Família, em março. Naquela lista, Águas de São Pedro ficou com o primeiro lugar. Quando se consideram todos os municípios paulistas, independentemente do tamanho da população, o índice de 0,854 garante à cidade uma ótima segunda posição, o que comprova a qualidade de vida de Águas de São Pedro.

 

3) Santos

Porto de Santos. Foto: divulgação/Secretaria de Portos
Porto de Santos. Foto: divulgação/Secretaria de Portos

Com cerca de 420 mil habitantes, a maior cidade do litoral paulista tem IDHM de 0,840. De 2000 a 2010, o componente do índice no qual o município apresentou maior evolução foi a Educação, com crescimento de 0,093. Na Economia, Santos se destaca por abrigar o maior porto da América Latina, responsável por abastecer, principalmente, os estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. O turismo da cidade, naturalmente, também está vinculado às suas praias. Os jardins da orla de Santos formam o maior jardim frontal de praia em extensão do mundo.

 

4) Jundiaí

Praça da Cultura. (Foto: divulgação/Governo do Estado de São Paulo)
Praça da Cultura. (Foto: divulgação/Governo do Estado de São Paulo)

Cidade a noroeste da capital paulista com cerca de 370 mil habitantes, Jundiaí apresenta IDHM de 0,822 e dispõe de índices positivos em itens que vão além de renda, educação e longevidade. Em levantamento recente do Instituto Trata Brasil, a cidade ficou com o primeiro lugar no ranking de cidades paulistas com melhor saneamento básico entre municípios com mais de 300 mil habitantes e segundo lugar no ranking nacional, perdendo apenas para Uberlândia, em Minas Gerais.

 

5) Valinhos

Praça Washington Luiz. (Foto: divulgação)
Praça Washington Luiz. (Foto: divulgação)

Conhecida como Capital Nacional do Figo Roxo, a cidade de Valinhos, na região metropolitana de Campinas, também tem se destacado na agricultura pela produção de goiaba, sendo a maior produtora do país. Trata-se de um município jovem, fundado em 1953. Tem em torno de 107 mil habitantes e IDHM de 0,819.

 

6) Vinhedo

Foto: Wikimedia Commons
Foto: Wikimedia Commons

Município conhecido por abrigar um dos maiores parques de entretenimento do país, o Hopi Hari, Vinhedo tem IDHM de 0,817, índice puxado para cima, principalmente pelos índices educacionais. No ano passado a cidade recebeu o selo de cidade livre do analfabetismo. O município também se destaca pela produção de uva e pelos condomínios de alto padrão.

 

7) Santo André

Praça IV Centenário. (Foto: divulgação/Prefeitura de Santo André)
Praça IV Centenário. (Foto: divulgação/Prefeitura de Santo André)

A cidade do ABC Paulista apareceu em outra lista recentemente publicada pelo Sempre Família. Ela é a quinta melhor grande cidade do país para se criar os filhos e deve isso em parte ao seu bom IDHM de 0,815. Com 679 mil habitantes, Santo André viveu o auge da indústria automobilística na região décadas atrás, mas, com a migração de várias montadoras para a o interior do estado, diversificou sua economia, apostando nos setores de comércio e serviços.

 

8) Araraquara

Foto: Wikimedia Commons
Foto: Wikimedia Commons

Apresenta o mesmo IDHM de Santo André (0,815), mas fica um pouco atrás no item renda, o que coloca o município na oitava posição. A cidade está localizada na região central do estado, tem cerca de 224 mil habitantes e abriga um dos campus da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp). Há discordâncias quanto ao significado do nome da cidade. Uma versão o traduz do tupi com o significado “toca de arara”, mas há a hipótese de que a tradução mais precisa seja “morada do Sol”.

 

9) Santana de Parnaíba

Centro Histórico. (Foto: divulgação/Prefeitura de Santana do Parnaíba)
Centro Histórico. (Foto: divulgação/Prefeitura de Santana do Parnaíba)

Com 0,814 de IDHM, o município que pertence à Região Metropolitana de São Paulo possui em torno de 123 mil habitantes. A fundação da cidade, em 1580, remonta ao início da colonização no Brasil, o que faz dela uma das mais antigas do estado. A longa história também deixou como herança um Centro Histórico bastante visitado, que reúne em torno de 200 casas e construções datadas dos séculos XVII e XVIII. Trata-se do maior conjunto colonial do estado.

 

10) Ilha Solteira

Avenida Brasil (Foto: divulgação/Assembleia Legislativa de São Paulo)
Avenida Brasil (Foto: divulgação/Assembleia Legislativa de São Paulo)

Estrategicamente construída para abrigar os trabalhadores da Hidrelétrica de Ilha Solteira, no fim dos anos 60, o município é exemplo de urbanização e oferece atendimento universal de água, energia elétrica e saneamento básico para seus 26 mil habitantes. A cidade também abriga um campus da Unesp no qual funciona um grande centro de pesquisa responsável pelo desenvolvimento de tecnologia elétrica. O IDH é de 0,812.

 

11) Americana

Avenida Brasil. (Foto: Wikimedia Commons)
Avenida Brasil. (Foto: Wikimedia Commons)

Cidade pertencente à Região Metropolitana de Campinas, faz parte do polo têxtil do estado, tem em torno de 212 mil habitantes e apresenta IDHM de 0,811. O nome da cidade faz referência à imigração de famílias norte-americanas que vieram para a cidade no século XIX, após o fim da Guerra Civil nos EUA.

 

12) São José dos Campos

Avenida Teotônio Vilela. (Foto: divulgação/Prefeitura de São José dos Campos)
Avenida Teotônio Vilela. (Foto: divulgação/Prefeitura de São José dos Campos)

Considerada a “capital” da região chamada de Vale do Paraíba, São José dos Campos fica à leste da capital paulista, tem cerca de 681 mil habitantes e apresenta IDHM de 0,807. No passado, o café foi o principal produto na economia local, mas, desde o início do século XX, grandes indústrias chegaram e mudaram o perfil do município. Hoje, estão instaladas lá fábricas como Johnson & Johnson, Philips, General Motors, Monsanto e Panasonic. A cidade também é o principal polo de tecnologia aeronáutica do país. Lá estão a sede da Embraer, o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

 

13) Presidente Prudente

Praça Nove de Julho. (Foto: Wikimedia Commons)
Praça Nove de Julho. (Foto: Wikimedia Commons)

A principal cidade do oeste paulista tem cerca de 220 mil habitantes e recebeu esse nome em homenagem ao ex-presidente da república Prudente de Morais (1841 – 1902), que também foi o primeiro governador do estado de São Paulo. A economia do município já esteve centrada na produção de algodão, mas hoje é o setor de serviços o principal responsável por geração de riqueza na cidade. A vida cultural é movimentada com grandes eventos sazonais como o Festival Nacional de Teatro, o Salão do Livro, o Sushi Fest e a Expo-Prudente. O IDHM é de 0,806.

 

14) São Paulo

Foto: Wikimedia Commons
Foto: Wikimedia Commons

A maior cidade de todo o Hemisfério Sul ficou com IDHM de 0,805. Fundada por padres jesuítas em 1554, a pequena vila foi crescendo gradativamente com o passar dos séculos, mas ganhou proporções gigantescas principalmente no século XX, devido à intensa industrialização. Calcula-se que 11,8 milhões de habitantes vivam nessa metrópole, quantidade superior à população de países como Grécia, Portugal, Uruguai ou Israel.

 

15) São Carlos

Foto: divulgação/Assembleia Legislativa de São Paulo
Foto: divulgação/Assembleia Legislativa de São Paulo

Com o mesmo IDHM da capital paulista, São Carlos só perde no quesito renda. Fica na região centro-leste do estado, tem população de aproximadamente 239 mil pessoas e tem na agropecuária uma de suas principais atividades econômicas, com destaque para a produção de cana de açúcar, laranja, leite e criação de frangos. Essa característica não impede, contudo, que grandes indústrias também funcionem na cidade, como a Faber-Castell, a Volkswagen e a Electrolux.

 

16) São Bernardo do Campo

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Mais uma cidade do ABC Paulista no ranking. São Bernardo do Campo é o berço do forte movimento sindical que deu origem a influentes líderes políticos, como o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. Desde a década de 50 a economia da cidade é movimentada principalmente pela indústria automotiva, como são exemplo as fábricas da Volkswagen, da Ford e da Mercedes-Benz.

 

17) Assis

Catedral de Assis. (Foto: Divulgação/Diocese de Assis)
Catedral de Assis. (Foto: Divulgação/Diocese de Assis)

A cidade do oeste paulista com cerca de 101 mil habitantes também dispõe de um campus da Unesp, além de um campus de pós-graduação da Universidade de São Paulo (USP). O nome da cidade faz referência ao fundador, o capitão Francisco de Assis Nogueira, que atuou como desbravador da região no início do século XX. O IDH do município empata com os de São Paulo, São Carlos e São Bernardo, mas a cidade é superada no quesito renda.

 

18) Campinas

Foto: divulgação/Prefeitura de Campinas
Foto: divulgação/Prefeitura de Campinas

Com 1,1 milhão de habitantes é o terceiro município mais populoso do estado, ficando atrás apenas da capital e de Guarulhos. Campinas é um centro econômico importante, mas ganha destaque ainda maior sua produção científica, graças à Unicamp, considerada por vários rankings como a segunda melhor universidade do país, sendo superada apenas pela USP. Embora não seja uma capital, tem sua própria região metropolitana, dada a influência que a cidade exerce nos 20 municípios que a circundam. Campinas possui o mesmo IDHM das outras quatro cidades citadas anteriormente, mas é superada nos itens educação e longevidade.

 

19) Rio Claro

Divulgação: Wikimedia Commons
Foto: Wikimedia Commons

Localizada na região centro-leste do estado, Rio Claro tem 198 mil habitantes e IDHM de 0,803. A cidade foi colocada recentemente num ranking curioso. A Amazon, gigante norte-americana que comercializa livros pela internet, elegeu Rio Claro como a cidade mais nerd do Brasil. Isso porque, proporcionalmente à sua população, é o município para o qual o site mais enviou livros relacionados à saga Star Wars.

 

20) Bauru

Foto: Wikimedia Commons
Foto: Wikimedia Commons

Com 364 mil habitantes, Bauru é o município mais populoso do centro-oeste paulista e tem IDHM de 0,801. A fundação da cidade, em 1896, fez parte do movimento chamado Marcha para o Oeste, criado pelo governo de Getúlio Vargas para incentivar a ocupação e o desenvolvimento da região central do país. O nome da cidade tem origem indígena, mas não há consenso quanto ao significado. Uma das hipóteses traduz o nome do tupi para “queda d’água”, outra explicação sugere que Bauru é uma variação da palavra que se refere à “cesta de frutas”.

***

Confira também:

As 10 melhores cidades para se viver no Norte do Brasil

As 15 melhores cidades do Paraná para se viver

As 10 melhores cidades do Nordeste para se viver

As 10 melhores grandes cidades do Brasil para se criar os filhos

As 10 melhores pequenas cidades do Brasil para se viver

As 15 melhores cidades para se viver em Santa Catarina

As 15 melhores melhores cidades para se viver no Rio Grande do Sul

As 11 melhores cidades do mundo para se viver

As 15 melhores cidades para se viver no estado do Rio de Janeiro

***

Participe

O que você achou desta matéria? Escreva para nós e dê sua opinião!

Curta nossa página no Facebook e siga o perfil do Sempre Família no Twitter.

119 Comentários
  1. Sou de Santos e moro em SJC , e confesso a estrutura que SJC tem , é muito superior á cidade de Santos . Uma cidade grande , muito mais bonita , infraestrutura melhor , com muito mais emprego , prefeitura cuida muito bem , saúde e educação nem se fala . Santos vive apenas do passado construindo prédios em cima de prédios , lugares muitos feios como algumas parte do centro , muita violência e dificil em parte de emprego .

  2. Lista mal elaborada, uma cidade do pode ser considerada ótima para se viver se oferece boa saúde, sensação de segurança e disponibilidade de vagas de emprego, então nessa lista temos 10 cidades que não se enquadram nisso… A realidade do dia a dia é muito superior a apenas números de um índice qualquer …. Sou de santos e a cidade e um caos no trânsito na péssima saúde e alta criminalidade e mesmo assim esta em 3 nessa lista mal feita

  3. Eu e meu marido moramos na cidade de São Paulo. Eu moro na mesma casa desde que nasci, há 62 anos. Nossa família é toda de SP do bairro da Mooca. Agora, por motivos alheios à nossa vontade temos que mudar. Amamos esta cidade apesar dos pesares, mas já que temos que nos mudar decidimos por mudar também de cidade. Casa + cidade nova = qualidade de vida. Ambos temos enfermidades crônicas, e ambos somos artesãos. Gostaríamos de sugestões de cidades a no máximo 200 km de SP e que tenha estrutura de saúde publica e/ou privada, segurança, plana já que temos um pouco de dificuldade para caminhar. Obrigada pela atenção.

  4. Interessante, mas sou forçado a discordar em parte. Se fosse “as 20 cidades com melhor IDHM” creio que todos concordariam.
    No meu entendimento (e não estou dizendo que eu estou certo), afirmar que uma cidade é melhor que outra para se viver, baseando-se exclusivamente no IDHM é um equívoco. Ora, esse índice não contempla agentes depreciadores da qualidade de vida, como o tempo perdido em congestionamentos, violência, medo em andar na rua, níveis de ruído, falta de paz e tranquilidade, entre outros.
    Penso que é impossível se falar em qualidade de vida, sem paz, tranquilidade, fácil acesso a lazer, esportes, cultura. Ou seja, o assunto é muito mais complexo do que “apenas” o IDHM.
    Cidades como São Caetano, São Bernardo, Santo André, São Paulo?!?!?!? Ora, São Caetano, com 0,862, tem o melhor IDH do estado e do país, índice de países europeus, mas, sendo um grande centro urbano, contribuinte e cercado dos problemas dos grandes centros e de toda a região metropolitana, não há como comparar com o nível de qualidade de vida, proporcionado por Águas de São Pedro, Ilha Solteira, entre outras cidades do interior. Até mesmo Guararema onde resido a 10 anos, com uma população de 28 mil habitantes, IDH de 0,731 e uma estrutura de serviços públicos de causar inveja a muitas metrópoles, situada a 70 km da capital em meio a mata atlântica e às margens do Rio Paraíba do Sul, tenho certeza que tem muito mais qualidade de vida a oferecer.
    Pessoalmente, eu jamais trocaria por São Caetano.

  5. Na minha opinião, Águas de São Pedro, Piracicaba, Saltinho e Sorocaba são ótimas cidades para se viver. Gosto de Saltinho devido à proximidade de Piracicaba (10km em rodovia reta, com velocidade em alguns pontos de 110km/h e duplicada) – cidade calma, limpa e com transporte público integrado com Piracicaba (você vai de Saltinho até qualquer ponto de Piracicaba pagando apenas uma passagem).

  6. Elaborar um ranking das “TOP 20” cidades do Estado de SP, baseado “apenas & exclusivamente” em um ranking de IDHM, é, no mínimo, temerário… Esse índice foi criado para avaliar, basica/e, nível de educação formal, longevidade e nível de renda.
    Com todo respeito a cidades “nanicas” que foram incluídas nesse ranking, como explicar cidades da envergadura de RIBEIRÃO PRETO, SÃO JOSÉ do RIO PRETO, SÃO JOSÉ dos CAMPOS & SOROCABA ficarem “fora” ???

  7. O melhor da matéria sem dúvida são os comentários…. rindo muito…. cada um puxando a sardinha pro seu lado kkkkk
    É muito complicado fazer uma lista assim, o que é bom pra um não é pro outro…. depende tanto…. do estilo de vida… da profissão… da família…. vim me inspirar pra ver se encontro um lugar melhor pra morar, e fiquei mais confusa…kkkkk

  8. Jundiaí é uma ótima cidade, mesmo com alguns problemas típicos de uma cidade média próxima de grandes centros urbanos. O nível da educação municipal básica é ótimo, pois a cidade arrecada bem em virtude da presença de inúmeras empresas. Moradores antigos é que reclamam demais da cidade, uma vez que a mesma cresceu nos últimos vinte anos. Troquei São Paulo por Jundiaí há 4 anos e não me arrependo.

  9. Troquei São Paulo por Jundiaí há 4 anos e não me arrependo. Pra quem diz que é uma matéria criada por empreiteiras, primeiro leiam que tratam-se de índices oficiais (IDH-IBGE). Os índices de violência e trânsito ficam bem abaixo dos de São Paulo, embora existem em virtude de se localizar perto de grandes centros urbanos. Moradores muito antigos de Jundiaí reclamam demais da cidade, afinal, é claro, o município cresceu nos últimos 20 anos. Mas ainda é um lugar que possui uma população média e aceitável (400 mil habitantes). Gosto da proximidade com Campinas e São Paulo no que se refere a outras opções culturais, profissionais, gastronôminas e de lazer, mesmo sendo uma cidade autosuficiente. O nível da educação municipal é muito bom e a arrecadação é alta pela presença de diversas empresas. A cidade é cortada por várias rodovias. Há diversas opções de parques (bem mais vazios do que os de São Paulo). Nenhum lugar nesse país é um paraíso, mas morar em uma cidade tediosa e sem opções de lazer e de emprego não dá.

  10. Olha, nasci em Americana e moro aqui até hoje. Amo a cidade, mas infelizmente está jogada às traças com a péssima administração pública de pelo menos dez anos pra cá. Campinas, São Paulo e Santos jamais mereciam estar nessa lista. Gosto de São José do Rio Preto e Sorocaba, mas não estão na lista. Vai entender…

  11. Tem gente falando mal de São Pedro que a cidade é pequena,tamanho não vos nada,pra que não conhece são Pedro, é uma ótima cidade,cercada de águas naturais,cidade limpa,não troco são Pedro por nenhuma dessas grandes cidades que cheiram a esgoto em céu aberto’povou apressa do que mal olha pra cara da gente de tanta pressaudade!

  12. JUNDIAI: moro a 41 anos, portanto conheço muito bem minha cidade: Alto indice de violência, roubo de carros, pessoas, trafico de drogas, invasão de domicilios, transito caotico em qualquer horário, destruição da serra do japi (espec. imob.), hospitais publicos e particulares falidos inclusive. Se vc ganha no minimo 4.000 reais por mês e moro num condominio é otimo cidade para si viver, abaixo disso… Eu vi a lenta degradação da minha cidade ao longo de anos infelizmente; Não se deixem enganar pela propaganda da Prefeitura e das empreiteiras, infelizmente não tenho condições financeiras de ir embora para uma cidade melhor e com qualidade de vida;

  13. O que não consigo entender, como que uma cidade como Atibaia foi eleita a 2ª Cidade do MUNDO climática e de bem estar, e desenvolvimento econômico e serviços públicos são ótimos, não estar nesta lista…..deve ter bons pagadores e deputados corruptos envolvidos nesta classificação……..

  14. bom dia a todos se esta lista esta incompleta ou nao eu nao sei so sei que atraves dela fui com minha familia conhecer aguas de sao pedro uma cidade muito linda e muito tranquila para se viver agradeço a pesquisa e nao me arrependo de ter ido ate la e nao e uma cidade morta nao e uma cidade turistica apenas

  15. Legal a reportagem, morro em São Paulo e concordo em ela esta entre as 20, aqui tem muitos parques, Sesc, shoppings e cinemas e teatros resumindo só fica sem fazer nada no fim de semana quem quer, pois muitos são de graça, os hospitais pode não ser os melhores mas sempre que precisei tivemos a quem recorrer, trabalho é corrido e tem muito transito, mas…. nem tudo são flores e Educação é o maior desafio o mais triste, bem pra mim aqui é muito bom, mas isso é uma opinião minha hoje, amanha pode mudar rs ….

  16. a melhor ciddade da grande s’ao paulo e ribeirao pires so quem conhece e que sabe nao estou morando la atualmente mas devo voltar assim que puder . de qualquer ponto fda cidade vc ve o verde o numero de homicidios por ano nao cabe nos dedos das maos ou seja menos de dez , tem 90 por cento do esgoto tratasdo e 97 coletadoexelente localizacao geografica para ser para praia ou interior assim como outros estados

  17. Sou de presidente prudente e moro em ribeirão preto. Parabéns a matéria, conheço todas as cidades citadas e concordo totalmente com seus resultados. A meta agora é voltar e viver em presidente prudente. O curioso é que pessoas que vivem em cidades com péssima administração acharem que estão no melhor lugar do mundo. O primeiro passo para melhorar e enxergar que está ruim.

  18. Parece que o reporter so foi nestas cidades, porque entre americana e piracicaba prefiro piracicaba, muito melhor, e acho que ele nao foi a estas cidade , tem Riberao Preto, tem São Jose do Rio preto, tem atibaia, que muito melhor que morar em Aguas de São Pedro, fazer o que la? Morar em Campinas que nem São Paulo lugar muito ruim de se viver, sao caetano do sul lugar onde mais tem assalto, morar em santos ta de brincadeira.

    • É, morar em Santos não é brincadeira mesmo, Sr. Armando !
      É maravilhoso morar aqui, nem precisamos de carro, a cidade é linda e limpa, muitas atividades culturais.
      Infinitas opções de lazer !!!
      Enfim, é tanta coisa boa que nem dá para falar.
      Só que não é para quem quer, é para quem pode.

      • Hahaha Sônia, ou vc é aposentada ou é muito rica, eu vou ficar com a primeira opção porque quem é rico vai pra Dubai. A limpeza que vc se refere é na orla da praia? Já deu um
        Pulo no centro da cidade? Muuuuitas opções de lazer, vc esta referindo aos shoppings?? Essa pesquisa aí está totalmente equivocada. Em Santos vc é assaltado na porta de casa. Cadê polícia? Cade segurança? imóveis caindo aos pedaços com
        Preços à beira da morte, comer fora está impossível de tão caro, a cidade está abarrotada de carros, ao meio dia já tem trânsito na avenida da Costa. Santos já foi boa, nasci aqui mas não me vejo criando meus filhos aqui. Grande coisa poder ir de um lugar para o outro a pé, o mais importante é saber se vc vai chegar vivo no seu destino porque estão esfaqueando pessoas em assaltos na avenida Francisco glicério! Santos tá péssima, não tem segurança , a qualidade de vida sumiu e infelizmente eu não vejo a hora de sair daqui!

      • To na mesma pegada da Sara, e olha que ela fala de Santos, se pegarmos as cidades vizinhas a coisa ainda vai a pior, Santos é no máximo cidade para aposentados mesmos, muitos sobem e descem de SP todo dia para trabalhar pq aqui se resume a porto, tem hora q penso em SP mas já imagino o caos de viver lá, complicado, penso em cidades “capitais” como São José dos Campos ou de repente Campinas para equilibrio possível entre trabalho x qualidade de vida…

    • Concordo meu deus como deixaram Ribeirão preto de fora a Califórnia brasileira que vergonha Ribeirão preto e excelente uma cidade linda rica limpa bem desenvolvida e muito mais bem mais presidente Prudente também é uma boa opção são José do rio preto também bem melhor que Sorocaba santo andre kkkk e até melhor que Jundiaí aquele caus de cidade.

  19. Quem fez essa ésquisa nunca pisou em Sorocaba a Manchester Paulista que liderou a ferrovia do pais durante todos os tempos. Hoje abriga um dos maiores complexos industriais do Brasil e agora acaba de inaugurar a Toyota entre outras empresas. Política a parte fizeram injustiça com minha Sorocaba. Metade dessas cidades não competem nem com alguns bairros de Sorocaba que tem hoje cerca de 700 mil habitanters e cerca de 10 Shoppings Centers. Cidade Operária que fabrica de tudo. Gente tenham dó né, pesquisem direito. Acho que essa pesquisa é feita por acaso.

    • Moro em Sorocaba tambem .Acho que vc deve fazer parte do grupo politico desse prefeito.
      Vc não costuma andar nos bairros entao nao percebeu o quanto esta cidade esta largada .Sistema de saude municipal vergonha mal atendimento ,transito na cidade caotico com respeito a palavra temos os motoristas mais burros do pais educação não da nem pra falar .PANNUNZIO o que esse cara fez pela cidade em 6 anos de prefeito?

      • Sai de Sorocaba mudei para Santos tem três anos, decisão acertada !
        Parece que todos os recursos da prefeitura de Sorocaba vão apenas para bairros privilegiados como Campolim !
        O resto esta largado de fato.
        Faltam opções de lazer para a população, cursos gratuítos.
        Isso sem comentar o básico !
        E um absurdo o número de shopping center.
        Segurança esta cada dia pior, na maioria dos bairros não se vê pessoas caminhando na rua após escurecer.
        É lamentável.

      • Claudia, eu gostaria de dizer que Indaiatuba é ruim, para parar de vir tanta gente pra cá, mas é uma cidade boa, fazer o que!
        Cidade gostosa, limpa, pontos bem arborizados outos nem tanto e o ponto que chama mais a atenção é o parque ecológico.
        O transito está aumentando (e você vai odiar que ninguém dá seta), mas dificilmente eu demoro mais que 30 minutos pra chegar a algum lugar, mesmo que seja de bicicleta.
        Fazemos parte do circuito gastronômico do interior. Agora que a zoff fechou a vida noturna está concentrada nos bares e clubes de campo. Todo mundo acha que aqui não tem cultura, porém cada mês tem um tema cultural, como o maio musical, setembro em dança, entre outros, é só ficar ligado.
        A cidade não é livre de violência, porém dificilmente você verá mendigos pela cidade e os bairros mais humildes passam longe de ser favela. E até pra morar nesses bairros, é caro, se prepare.

  20. Vivo em Rio Claro/SP e adoro aqui. Meu trabalho é aqui, mas deixem de ser hipócritas vai. Sejamos honestos pelo menos nessa pesquisa. Cansa ver tanta palhaçada e mentira. Cidade boa pra se viver é onde a criminalidade é baixa, o povo tem um mínimo de educação, etc.. pois não é o que acontece aqui.

  21. Moro em uma das 20 cidades citadas e posso garantir que aqui temos prós e contras também, talvez o que seja pior é a administração pública que de um modo geral ignora seus deveres para com a população e legisla em benefício próprio, aliás muito comum em nosso país nos dias atuais.

  22. Eu moro em uma cidade do Vale Do Ribeira , chamada Jacupiranga , para nos moradores , o melhor lugar do mundo, temos ar puro , muito verde , pássaros , água em abundancia , pertinho de Curitiba , se precisar de médicos especialista , cinema teatro musica , vai e volta no dia a maioria dos jovens estudam lá, ou em Registro e ate em Santos , São Paulo perto e ainda vai ficar melhor , a Educação e boa a saúde também bom atendimento temos festa regional , motocross , trilha , cachoeira, feira do produtor . Ei aqui e o melhor lugar do mundo para criar os nossos filhos , temos de td em especial o povo que maravilhoso , os políticos daqui também são podre.Ei façam um ranking do vale do Ribeira o nosso e o melhor IDEB da região

  23. Já morei em 7 municípios diferentes em São Paulo, a metodologia dessa pesquisa na minha opinião não atinge resultados válidos. Santos? São Paulo? Campinas? Acredito que o fator renda pesou muito na avaliação, renda per capita costuma ser uma média mentirosa num país onde impera a desigualdade social.

  24. Eu procuro uma cidade que precise de trabalho American Style -Faxineira Estilo Americano,mas que não fosse Capital . . . tenho um desejo enorme de mudar de cidade,refazer minha vida e criar meus filhos,enfim unir o útil que é meu serviço com o agradável bem viver em uma cidade tranquila(…)http://faxineiraestiloamericano.blogspot.com
    Espero um dia encontrar e mudar!!!!

  25. Essas listas de cidades para se morar…são baseadas em critérios meramente estatísticos…que não servem para muita coisa além de…fazer listas desse tipo. Exemplo claro e bem acabado é Nova Lima, em MG. Pelos critérios do IDH, figura fácil e bem colocada em toda lista de melhores cidades para se viver em MG. Eu imaginava que fosse uma cidade super aprazível, bonita, agradável…e não é. São os dados referentes aos ricos moradores de seus condomínios de luxo (que sequer frequentam a cidade, vão para BH) que turbinam os dados do IDH.

  26. Essa pesquisa é furada, não leva em conta itens como segurança, transporte… São Paulo e Campinas nunca poderiam estar nessa lista. Bauru não está na frente de Marília e São José do Rio Preto (apesar de Marília ter caído demais no últimos anos com Bulgarelli e Vinícius.

  27. Bom faltou à linda Lençóis Paulista, Jaú, Botucatu, Bebedouro e Sertãozinho.
    Porém ai teria que ser as cinqüenta melhores
    O que é engraçado que a cidade a qual nasci, e moro é o segundo município mais rico do estado oitavo mais rico dos pais e não entra na lista por que será?
    Como o colega comentou pra começar a mudar tem que ter escola em tempo integral e 100% de esgoto tratado e salário mínimo de Dois mil Reais.

  28. OK! Agora diga-me: Quais delas tratam 100% do esgoto gerado? Quais delas, 100% das crianças ficam em período integral na escola?
    O resto é tudo balela!!!!!
    Por exemplo: o que adianta São Caetano ter o melhor IDH, se todo o esgoto gerado na cidade vai para o rio Tamanduateí e consequentemente para o rio Tietê????

Leia também