Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Pais e filhos

Por que os brinquedos simples são melhores para as crianças – e para toda a família

Pais e especialistas têm percebido cada vez mais o movimento natural das crianças em brincar com o que é simples e reconhecem que os benefícios se estendem para toda a família

“A vida é simples, nós é que a complicamos”. Você já deve ter ouvido essa frase, não é? Ela nos ajuda a refletir sobre inúmeras situações da vida com as quais nos preocupamos demais enquanto, na verdade, poderiam ser melhor aproveitadas se fossem, simplesmente, mais simples!

Já se perguntou por que as crianças passam horas e horas brincando na areia, na terra, com gravetos de árvores, pedras e até caixas de papelão? Definitivamente, elas parecem se divertir muito mais com isso do que com brinquedos caros e extravagantes. E por que isso acontece?

Como escalar árvores e cavar na terra pode ajudar crianças a desenvolver resiliência

Segundo Gisele Mantovani Pinheiro, pedagoga e diretora do Colégio Amplação, em Curitiba, os brinquedos mais simples permitem uma autonomia maior para a criança, uma vez que esses elementos aguçam o desejo de manipular, a curiosidade de explorar e, automaticamente, desenvolvem a criatividade.

Um brinquedo caro que acende, anda e fala pode até encantar à primeira vista, mas se ele faz tudo sozinho, qual é a graça para a criança? E, mais ainda, no que ele vai ser benéfico para o seu desenvolvimento? Tanto os especialistas quanto os próprios pais têm percebido cada vez mais esse movimento natural das crianças e buscado incentivar a tendência de simplificar os brinquedos e jogos. E há muitas razões que fazem essa tendência ser positiva não só para as crianças quanto para toda a família. Confira quais são elas na lista a seguir organizada pelo site Aleteia:

1. Melhora o desenvolvimento mental

Por mais estranho que pareça, quanto mais brinquedos as crianças possuem, mais difícil é para elas se concentrarem na brincadeira e, consequentemente, gostarem dela. Com brinquedos mais simples, as crianças conseguem desenvolver melhor a sua imaginação e criatividade, além de se divertirem muito mais.

2. Economiza dinheiro

A missão de muitas empresas de brinquedos é fazer os pais acreditarem que se não adquirirem o próximo lançamento as crianças serão infelizes. Mas é importante lembrar que para boa parte dessas empresas tudo gira em torno do dinheiro e, por isso, haverá sempre um brinquedo novo, atrativo, mas totalmente desnecessário, disponível nas prateleiras das lojas. E claro, custando uma fortuna. Brinquedos simples, além de serem melhores para o desenvolvimento das crianças, custam muito pouco e, na maioria das vezes, nada!

3. Aumenta o tempo de convivência em família

Segundo a pedagoga, é a partir desse brincar mais simples, livre e amplo, que a criança se descobre e explora o mundo estabelecendo relações. “Pode ser uma ótima oportunidade para a família trabalhar as habilidades sócio emocionais da criança”, afirma. Uma vez que os pais disponibilizam dentro do ambiente familiar brinquedos mais simples ou incentivam brincadeiras e jogos em família, é natural que a criança expresse nesses momentos a sua afetividade. “Por exemplo, quando a família vai brincar de casinha com a criança, ela vai reproduzir, automaticamente, como é o seu ambiente familiar. A partir dessa escuta que a família faz, é possível fazer uma análise de como está o desenvolvimento psicológico da criança”, explica Gisele.

Nenhum brinquedo caro deixará lembranças tão preciosas para a criança quanto passar um tempo brincando de forma simples com seus pais e seus irmãos. Uma família unida é o melhor presente que os pais podem oferecer aos filhos.

4. Faz com que as crianças aprendam a dar valor ao que têm

Optar por brinquedos mais simples não significa que nunca mais seus filhos poderão ter um brinquedo caro. Porém, assim como em tantas outras circunstâncias, quanto menos se têm, mais valor se dá. Se um dia seu filho quiser muito um brinquedo, espere algumas semanas para ver se esse desejo não é mera empolgação e se, ainda assim, ele o quiser, dê a ele a possibilidade de comprar. Com certeza ele aprenderá a ser grato por isso e dará muito mais valor ao brinquedo que tanto quis.

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também