Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Unsplash
Unsplash
Casamento e Compromisso

Os 10 “nunca” do casamento

Se você quer proteger e fortalecer seu casamento, conheça os dez comportamentos que precisam ser evitados

Para que as adversidades da vida não atrapalhem o casamento, é preciso que marido e mulher estejam unidos acima de tudo. Afinal, no dia do casamento, os dois se tornaram um e é a vivência desse compromisso que fará com que eles superem até mesmo as situações mais difíceis.

Mas, para isso, o casal também precisa estar atento a alguns comportamentos nocivos que, com o tempo, podem se tornar comuns dentro da rotina. Esses costumes – que podem parecer até bobos – têm o poder de desgastar qualquer relacionamento. Então, se você quer proteger e fortalecer a relação com seu cônjuge, comece não repetindo os seguintes “nunca” do casamento:

1. Nunca fale mal do seu parceiro com ninguém

Esse costume pode gerar desconfiança e abalar seu relacionamento. Quando a confiança acaba, tudo fica mais difícil. Por isso, não fale mal do seu parceiro a ninguém. Resolva todos os problemas com diálogo. Roupa suja se lava em casa, já diz o ditado popular. Então, envolver outras pessoas pode complicar as coisas ainda mais.

Seja sempre sincero. E, se precisar buscar um conselho de fora, fale com alguém que não seja da família, preferencialmente um assessor espiritual, terapeuta familiar ou algum casal com mais experiência e capacidade de orientação.

2. Nunca fale, nem pense no singular

Um “sim” dito no altar é para a vida toda! E esse compromisso implica também compartilhar os bens materiais, motivo pelo qual é preciso pensar sempre no plural ao tomar decisões, especialmente as que envolvam dinheiro. A vida financeira precisa ser sempre decidida entre marido e mulher.

4 maus costumes que podem destruir seu casamento

Da mesma maneira, a linguagem deve ser coerente com este compromisso, ou seja, falar no plural quando se referem a projetos ou atividades comuns. Troque “minha casa” por “nossa casa”, “meu carro” por “nosso carro” e assim por diante.

3. Nunca grite

Abaixe o volume quando os ânimos se alterarem. Os gritos são uma falta de respeito que deteriora as relações, não são próprios da linguagem do amor. Existem outras formas de expressar os desacordos e as diferenças. Além disso, não é este o exemplo que querem dar aos seus filhos, não é mesmo?

4. Nunca durma sem terminar uma discussão

Não deixe nada pendente! Às vezes, a indiferença e o silêncio parecem resolver os problemas, mas isso não é verdade. A melhor ferramenta é a comunicação oportuna, quando ambos têm seus pensamentos claros. Busque o equilíbrio sempre. Nunca deixe que a discussão continue no dia seguinte, pois pode piorar a situação. Trabalhem juntos nisso, sem culpar e agredir um ao outro, mas aprendendo a ceder sempre que necessário.

5. Nunca deixe de dar seu feedback ao outro

Não é fácil lidar com os defeitos do outro, mas é importante aprender a conviver sempre em busca da harmonia na relação. Quando algo do seu cônjuge lhe incomodar – um gesto, palavra, comportamento etc. –, comunique isso a ele de imediato e, juntos, busquem uma saída. Solucionar as coisas a tempo impede que os problemas se tornem maiores do que são na realidade.

6. Nunca coloque seus filhos antes que seu parceiro

Saiba separar o momento certo para cada prioridade. Ainda que os filhos exijam cuidados por parte dos pais, é fundamental ter em mente que o casal precisa de tempo juntos. Seu parceiro também precisa da sua atenção. Se o casal está bem, os filhos também estarão. A harmonia entre vocês gera um ambiente estável e feliz para os filhos.

7. Nunca discuta na frente dos seus filhos

Nunca deixem que uma discussão aconteça na frente das crianças. Os filhos devem ser um fator de união no casamento. Uma briga na frente deles pode gerar insegurança nos pequenos, além de ter efeitos a longo prazo, como agressividade, ansiedade e depressão. Procurem um momento adequado para discutir a relação.

8. Nunca perca o romantismo

Continuem namorados por toda a vida. O romantismo é um dos maiores aliados do casal para manter o amor vivo ao longo dos anos. Reservem tempos para estar sozinhos, sem os filhos. Gestos e palavras são fundamentais para que a admiração perpetue. Ressalte sempre as virtudes de seu parceiro e não seus defeitos.

9. Nunca entre em conflito com a família do parceiro

Evite especulações e acusações. Julgar o outro não é uma atitude que seu parceiro espera de você, ainda mais da família dele, pessoas que ele também ama incondicionalmente. É preciso conservar um mínimo de cordialidade e respeito, pelo bem de todos. Demonstre afeto também pelos familiares dele em momentos de confraternização.

10. Nunca se esqueça de manter a fé

Finalmente, o mais importante: praticar a fé que vocês têm e colocá-la como prioridade na vida matrimonial e familiar é fundamental, principalmente nos momentos de decisões.

Com informações de Aleteia

***

Recomendamos também:

***

Acompanhe-nos nas redes sociais: Facebook Twitter | YouTube

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também