Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Foto: Bigstock
Foto: Bigstock
Saúde

O que fazer (e evitar) para ter uma voz saudável

A família toda pode adotar hábitos simples, mas importantes, que ajudam a manter a saúde das cordas vocais; não gritar é apenas um dos cuidados básicos.

Hidratação

Manter as cordas vocais hidratadas ajuda a preservar a saúde da voz. Beba água com frequência, preferencialmente em temperatura ambiente. Se tiver de falar por períodos mais longos, como numa palestra ou apresentação, beba pequenos goles de água em intervalos regulares, mesmo que não sinta sede.

Gritos

Um hábito muito prejudicial à saúde da voz é gritar ou falar muito alto. Policie-se para evitar que isso aconteça e estimule seus filhos a fazerem o mesmo. Diminuir os sons ambientes – abaixando ou desligando a tevê durante a conversa, por exemplo – evita a necessidade de falar muito alto.

Como o gosto do seu filho por música alta pode acabar com a audição dele

Pastilhas

Essa dica vale principalmente para as crianças que adoram pastilhas de menta extra-fortes. Se a garganta já estiver irritada, evite consumir esse tipo de bala. Devido ao seu sabor, as pastilhas acabam tendo um efeito analgésico na garganta, e a pessoa tende a forçar a voz sem perceber, o que pode piorar a irritação.

Pigarro

Sabia que aquele rãn-rãn que fazemos para “limpar” a garganta é prejudicial à voz? A tosse forçada com o mesmo objetivo também. O ideal é inspirar profundamente ou tomar um golinho de água para hidratar.

Ambiente

Fatores ambientais são um dos maiores culpados por problemas na voz. Pó, ar-condicionado sem manutenção adequada e mesmo o frio podem interferir nas cordas vocais. Mas o principal vilão é a fumaça. O cigarro prejudica todo o sistema respiratório, podendo levar a doenças graves. Nas cordas vocais, causa rouquidão, pigarro e pode desencadear câncer de laringe.

Resfriados

Durante resfriados, gripes ou crises alérgicas evite forçar a garganta, que está mais sensível e sujeita a sofrer mais com o atrito do ar nas cordas vocais. Fale mais baixo, não grite e evite alimentos e bebidas em temperaturas muitos extremas (muito quentes ou geladas).

Exercícios físicos

Se você pratica exercícios físicos, evite conversar muito enquanto se exercita. E nada de gritar nas aulas de condicionamento físico. Isso provoca sobrecarga na musculatura da laringe, prejudicando a saúde da voz. Além disso, o esforço normalmente deixa a garganta mais seca e sujeita a lesões.

Respiração

Lembre-se: a voz é formada pela vibração do ar nas cordas vocais. Por isso, respirar corretamente ajuda na saúde da voz. Procure inspirar profundamente, expandindo as costelas e levando o ar até o abdômen.

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também