Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Foto: divulgação
Foto: divulgação
Esporte, Religião

Freira de 86 anos completa 370 provas de triatlo e vira estrela da Nike

A irmã Madonna Buder, conhecida como “a freira de ferro”, é especializada na modalidade Ironman, uma prova que compreende aproximadamente 3,8 km de natação, 180 km de ciclismo e 42,2 km de corrida.

Uma freira de 86 anos é a estrela do mais recente comercial da Nike para a campanha Unlimited You, que usa o bom humor para quebrar estereótipos e mostrar que verdadeiros atletas não tem limites. A irmã Madonna Buder, conhecida como “a freira de ferro”, é uma triatleta especializada na modalidade Ironman, uma prova que compreende aproximadamente 3,8 km de natação, 180 km de ciclismo e 42,2 km de corrida.

Foto: divulgação/Nike
Fotos: divulgação/Nike

Madonna completou sua primeira prova de Ironman aos 65 anos. Hoje, aos 86, já soma mais de 370 provas completas de triatlo, sendo 45 na modalidade Ironman. Ela até mesmo já obrigou os organizadores a criarem uma nova categoria, acima de 80 anos.

Buder tem um jeito doce de encarar desafios. Faz as dificuldades da vida parecem leves, com seu sorriso fácil e grandes olhos azuis. O primeiro foi aos 14 anos de idade, quando comunicou à família que seria freira. Apesar de religiosos, os pais foram contra, pois não era o que planejavam para a filha.

“Eles gostariam que eu tivesse uma família, marido, filhos, e foi duro vê-los abrirem mão deste sonho. Mas eu sentia o chamado de Deus e sabia o que tinha que fazer”, conta ela à reportagem do Globo Esporte.

Vivendo em Spokane, no estado de Washington, nos Estados Unidos, Madonna é membro da congregação Sisters for Christian Community e presta serviços na Igreja de Santo Antônio. E foi ali que teve o primeiro contato com o triatlo, aos 48 anos de idade. Aos 55, completou a sua primeira prova no Ironman World Championship, no Havaí.

Aos 75 anos, ela se tornou a mulher mais velha a completar o Ironman e aos 82 se tornou a competidora mais velha a disputar uma prova da modalidade – na ocasião, ela não conseguiu terminar a prova. Agora ela tenta retomar o título de mais velha a completar a prova, depois que Harriet Anderson a superou em 2012, aos 78 anos.

madonna 02“Comecei a pedalar porque não tinha transporte, o único carro da igreja era usado para trabalhos comunitários. E eu nem sabia nadar direito”, relata . Ela continua treinando por conta própria até hoje e diz que seu treinador é “o cara lá de cima”. Corre entre as igrejas onde trabalha, nada em um lago perto de onde vive e pedala pelas ruas da cidade.

A alimentação também não segue nenhum padrão rígido, e os únicos suplementos que toma são vitaminas e sais minerais. “Procuro comer frutas e vegetais frescos, além de equilibrar carboidratos e proteínas da melhor forma. Nas viagens, não me preocupo com o que vão me servir, no geral é bem melhor do que sou capaz de cozinhar!”, diz irmã Madonna, que já sofreu pelo menos nove lesões sérias.

Em 2014, ela chegou a fraturar a pélvis, mas dois meses depois completou o Meio Iron, em Cambridge. Participou ainda do mundial no Havaí naquele ano, mas abandonou a prova depois de nadar 3,8 km e pedalar 119 km.

“O maior segredo é nunca perder a criança dentro da gente. Sempre me vejo como uma menina correndo livre. Quando me faltam forças, imagino que vou cruzar a linha de chegada e ganhar um grande abraço dos meus pais”, diz a freira.

Assista ao vídeo da campanha:

 

 

Recomendamos também:

Leia também