Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Religião

Cristãos que rezam e vão à igreja com frequência estão em apenas 3 regiões do mundo

Um estudo considerou três critérios: o hábito de orar frequentemente, a presença regular em missas ou cultos e a consideração da religião como algo importante na própria vida.

O cristianismo é a maior religião do mundo, com uma presença significativa em quase todas as partes do planeta. Apesar disso, é fato bem conhecido que nem todos os cristãos manifestam o mesmo nível de comprometimento com a sua fé. Um estudo recente do Pew Research Center constatou que os “cristãos praticantes” se concentram na África Subsaariana, na América Latina e nos Estados Unidos, com base em três critérios: o hábito de orar frequentemente, a presença regular em missas e cultos e a consideração da religião como algo importante na própria vida.

O estudo analisou 84 países, todos com presença considerável de cristãos. Em 35 deles, pelo menos dois terços de todos os cristãos afirmaram que a religião é muito importante em suas vidas. Apenas três desses 35 países se localizam fora da África Subsaariana ou da América Latina: Estados Unidos, Malásia e Filipinas. Na África Subsaariana, todos os países pesquisados computaram mais de 75% de cristãos que afirmam esse nível de importância da religião em suas vidas – o número chega a 79% na África do Sul, 89% em Gana e 98% na Etiópia.

América de fé: saiba quais são os estados mais religiosos dos Estados Unidos

Os menores índices estão na Europa. Apenas 9% dos cristãos da Dinamarca, 12% dos da Alemanha e 16% dos da Rússia consideram a religião muito importante em suas vidas. Índices maiores podem ser observados na Grécia, com 58%, na Polônia, com 32%, e na Espanha, com 30%.

Os Estados Unidos são um ponto fora da curva, por ser o único país desenvolvido que apresenta índices de forte comprometimento religioso entre cristãos. 68% dos cristãos do país consideram sua religião muito importante em suas vidas. O número se aproxima ao de países da América Latina: o índice chega a 77% no Brasil, 80% na Colômbia e no Equador e 94% em Honduras. Outros países da região, como Chile, Argentina e México, pontuam menos – o índice é de 48% em cada um dos três países.

No Senegal, no Chade, na Nigéria, na Libéria e em Camarões, 4 de cada 5 cristãos dizem orar todos os dias. Alguns países latino-americanos, como Guatemala, Honduras e Paraguai, também alcançam o mesmo índice. Em todos os países africanos inclusos na pesquisa, mais de 60% dos cristãos dizem que vão à igreja pelo menos uma vez por semana, índice que se repete em Honduras, Guatemala e El Salvador. Os Estados Unidos pontuam 68% no quesito oração diária e 47% na frequência ao menos semanal em cultos.

Na Áustria, na Alemanha, na Suíça e no Reino Unido, menos de 10% dos cristãos dizem que oram todos os dias. Nove países europeus apresentam índices menores que 10% quando o assunto é a frequência semanal em cultos, incluindo Dinamarca, Rússia e Estônia.

 

Com informações de Pew Research Center.

 

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também