Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Kelly Sikkema/Unsplash
Kelly Sikkema/Unsplash
Casamento e Compromisso

Os filhos chegaram. Como fica o relacionamento entre marido e mulher?

É um tempo cheio de descobertas, mudanças, novas emoções e desafios

Na vida de um casal recém-casado vai tudo “muito bem, obrigado”. Filme no sofá, jantar à luz de velas, viagens românticas, até que, de repente, um filho! Automaticamente, as atenções se voltam para essa nova vida que chegou à família e o casal de apaixonados passa a se aventurar nos papéis de pai e mãe.

É um tempo cheio de descobertas, mudanças e novas emoções. Aliás, não há pai e mãe que não expresse a alegria e o amor incondicional que sentem ao ver um filho chegar ao mundo. Mas não dá para negar que essa nova realidade da família também é cheia de desafios para o casal. “É uma mudança muito grande da rotina. Antes eram só eles dois, um dedicando seu tempo ao outro e com a chegada do bebê tudo muda”, explica a psicóloga Graziela Becker. A especialista falou sobre o tema em uma palestra na Feira Cute Cute, evento voltado à apresentação de produtos para mães e bebês, e que acontece duas vezes ao ano, em Curitiba.

O tempo fica mais escasso, as responsabilidades aumentam, o cansaço toma conta e há grandes chances de a relação conjugal ser deixada de lado. Com as emoções ainda à flor da pele nos primeiros meses de vida do bebê, talvez o casal não sinta tanto esse “espaço vazio”, mas se nenhum dos dois se preocupar em cuidar também do relacionamento, as consequências desse desgaste vêm a longo prazo.

Estabelecer novas conexões

Segundo a psicóloga, um dos principais pontos é compreender que, junto com os outros fatores, a relação conjugal também precisa passar por uma transformação. “O casal amadurece junto, o amor muda e, por isso, estabelecer novas conexões entre marido e mulher é importante”, explica.

As 5 fases do casamento e o que se pode aprender em cada uma delas

A radialista Thais Araújo de Andrade é mãe do pequeno Miguel, de três anos, e agora, grávida pela segunda vez, acredita que encontrou o caminho para conseguir alimentar a relação e se reconectar com seu esposo após a chegada dos filhos. “Vejo que o ideal é manter o diálogo. Expressar o que sentimos é um ótimo caminho”, afirma. “Esse novo momento na vida do casal traz tantas mudanças que podemos acabar cometendo o erro de nos calarmos, o que só piora a situação”.

Como evitar ou reverter o afastamento entre o casal?

Apesar de só aprendermos a lidar com algumas situações quando estamos as vivendo na prática, é possível o casal se antecipar e começar a se preparar para esse momento antes mesmo da chegada dos filhos. Confira duas dicas essenciais que a psicóloga Graziela pontua:

1. Fortalecer a comunicação antes da chegada dos filhos

É fundamental conversar, expor suas opiniões e ter uma comunicação madura. Isso favorece muito o processo no futuro. Para os casais que perderam esse hábito por algum motivo, o primeiro ponto é restabelecer essa clareza, essa facilidade de dialogar.

A comunicação entre os pais é importante até para diminuir as expectativas, isso porque os conflitos geralmente surgem porque você espera que o outro faça alguma coisa que você gostaria, mas não verbaliza isso. Então, é preciso estabelecer esse canal de comunicação porque a outra pessoa não tem como adivinhar aquilo que a gente espera, aquilo que a gente quer que ela faça.

2. Incluir na rotina momentos que possam compartilhar

Fazer exercícios juntos, assistir ao episódio de uma série quando o bebê estiver dormindo, almoçar juntos pelo menos uma vez na semana, utilizar a rede de apoio para poder jantar em algum lugar ou ir ao cinema, enfim, façam o que for possível para ficarem um tempinho juntos dentro da rotina da família. É somente essa proximidade que mantém a chama do relacionamento acesa.

Toda relação necessita de troca, de apoio mútuo, de cuidado um com o outro e muitas vezes isso exige sacrifício. Junto com as fases do casamento, a maneira de expressar e viver o amor também muda. Mas é fundamental que o casal vá se reinventando nesse processo para que, até o fim da vida, saibam aproveitar e desfrutar da companhia um do outro da melhor forma possível.

***

Recomendamos também:

***

Acompanhe-nos nas redes sociais: Facebook Twitter | YouTube

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também