Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Pais e filhos

Como pais podem estabelecer uma relação de confiança com os filhos

Pais e filhos devem saber que para construir essa relação de confiança, a correspondência é necessária

É na adolescência que seu filho viverá muitas descobertas e vai querer conhecer novas pessoas. Nessa fase, ele se relaciona facilmente e é quando seu círculo de amizades vai aumentar cada vez mais. Alguns  também acabam criando uma maior relação de confiança com os amigos, nesse período da vida, e a eles confidenciando situações e compartilhando momentos, o que pode ser preocupante para os pais.

Esse comportamento de buscar fora, alguém que possa servir de apoio, acontece em grande parte porque o adolescente não encontra abertura para determinadas conversas em casa. E sabemos que os filhos buscam antes de mais nada nos pais, o exemplo a seguir durante a vida. Por isso, você deve estar preparado para acolher e ajudá-lo com todas as dúvidas que vão aparecer.

7 maneiras de ajudar os filhos a superarem um fracasso

Os pais devem dar o primeiro passo para estabelecer essa relação de confiança, começando com o fato de não tratá-lo mais como uma criança,  não e nem ser irônico quando ele contribuir com uma opinião, por exemplo. Caso isso aconteça, além dele se fechar, seu filho não vai mais recorrer a você quando precisar contar algum problema ou desilusão.

Da mesma maneira, os filhos não podem subestimar os pais, tratando-os como alguém que é incapaz de compreender um tempo que não é o seu. Pais e filhos devem saber que para construir uma relação de confiança, a correspondência é necessária. Ambos precisam estar envolvidos no relacionamento e serem leais uns aos outros.

Os próximos passos que os pais devem seguir para melhorar essa relação de confiança são:

1. Ouvir atentamente as crianças como iguais. Ao ouvi-lo, você pode encontrá-lo, e, portanto, entendê-lo;

2. Nunca traia a confiança do seu filho. Confissões são sagradas e devem ser mantidas em segredo, se uma das partes assim desejar;

3. Demonstre que o considera digno de sua confiança, tanto fazendo com que ele compartilhe preocupações, projetos e alegrias;

4. Delegue responsabilidades de acordo com a idade dele;

5. Responda imediatamente. A disponibilidade recíproca é outra das bases da confiança;

6. Respeite o confidente. Tanto pais quanto filhos precisam de um espaço de privacidade que o outro tenha que respeitar.

7. Aceite críticas e correções. Os pais devem aprender a discutir com os filhos em clima de diálogo aberto. Acima de tudo, aprenda a ouvir críticas e tenha humildade suficiente para reconhecer quando estão certas. Tudo isso, é claro, exigindo o respeito que lhe cabe.

Com informações de Hacer Familia

***

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também