Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Educação dos filhos

As 7 habilidades sociais mais importantes para as crianças

Uma criança que desenvolve boas habilidades sociais desfruta de melhores relacionamentos com todos a sua volta, mas os benefícios vão muito além disso

As experiências vividas na fase da infância são as que mais determinam como será o futuro de uma pessoa. É nesse período que a criança passa a se compreender como parte de uma família, de uma comunidade e do mundo, ao mesmo tempo em que desenvolve seu corpo, seu psicológico, sua afetividade e também suas habilidades sociais.

Uma criança que desenvolve boas habilidades sociais desfruta, é claro, de melhores relacionamentos com todos a sua volta, mas os benefícios vão muito além disso – e eles são tanto futuros quanto imediatos: maior facilidade em fazer amizades – relações que são fundamentais para a saúde mental dos pequenos –, capacidade de solucionar problemas e conflitos e, ainda, mais chances de um futuro profissional promissor.

9 rotinas familiares para criar crianças mais gentis

Em contrapartida, um estudo realizado por pesquisadores da Penn State e da Duke University em 2015 revelou que as crianças que careciam de habilidades sociais e emocionais eram mais propensas a ter problemas legais, de relacionamento e com abuso de substâncias.

Mas os pais não precisam se preocupar: habilidades sociais podem – e devem – ser ensinadas. Confira quais são as habilidades mais importantes que seu filho precisa aprender e o que você pode fazer para ajudá-lo a conquistá-las:

1. Dividir suas coisas

Saber compartilhar um lanche ou um brinquedo é um gesto muito bonito e que ajuda as crianças a fazerem amigos e mantê-los por perto. Alguns estudos mostram que crianças que se sentem bem consigo mesmas têm mais chances de compartilhar suas coisas. Portanto, ensinar seus filhos a dividir pode ser a chave para aumentar sua autoestima.

Generosidade: é possível ensinar um filho a compartilhar suas coisas desde pequeno

De início, você pode criar o hábito de mostrar a ele o que é compartilhar, faça isso sempre que tiver a oportunidade. Não o force a dividir algo se ele não quiser. Com o tempo, ele vai aprender e começar a colocar em prática. Quando ele conseguir, elogie-o e diga quais foram os bons sentimentos que ele proporcionou à outra pessoa, por exemplo: “Você escolheu compartilhar seu lanche com sua irmã. Aposto que ela se sente feliz com isso. Isso é uma coisa muito legal de se fazer”.

2. Trabalhar em equipe

Boas habilidades de cooperação são essenciais para se dar bem em qualquer comunidade. Para os adultos, ela é importante tanto para os ambientes de trabalho quanto para os relacionamentos amorosos. Por volta dos três anos e meio de idade, as crianças pequenas podem começar a trabalhar com seus colegas em um objetivo comum, pode ser desde a construção de uma torre de brinquedos até o jogo que exige que todos participem. Alguns podem assumir uma posição de liderança, enquanto outros se sentirão mais confortáveis ​​seguindo as ordens. De qualquer forma, a cooperação é uma grande oportunidade para as crianças aprenderem mais sobre si mesmas.

4 formas de praticar a gratidão com seus filhos

Fale sobre a importância do trabalho em equipe e como o trabalho fica muito melhor quando todos contribuem. Crie oportunidades para toda a família trabalhar em conjunto. Você pode atribuir a cada membro da família um trabalho específico na hora de fazer uma refeição, por exemplo. Enfatize com frequência o quanto isso é importante.

3. Saber ouvir

Ouvir não é apenas ficar quieto, significa realmente absorver o que alguém está dizendo e, por isso, é um fator essencial da comunicação saudável. Grande parte da aprendizagem na escola depende da capacidade da criança de ouvir o que o professor está dizendo. E isso se tornará ainda mais importante à medida que seu filho avança academicamente. Ao desenvolver essa habilidade, ele não terá dificuldades na hora de ouvir um futuro chefe, um amigo e até mesmo quando estiver em um relacionamento amoroso.

Como escalar árvores e cavar na terra pode ajudar crianças a desenvolver resiliência

Para incentivá-lo nessa habilidade, leia um livro para ele, pare periodicamente e peça que ele conte o que lembra da história até agora. Se ele esquecer de algo, ajude-o a lembrar e o incentive a continuar ouvindo. Outra dica importante é não permitir que ele interrompa outras pessoas enquanto estiverem conversando.

4. Seguir instruções

Crianças que têm dificuldade em seguir instruções costumam ser conhecidas por mau comportamento e isso também faz com que elas tenham que refazer dezenas de vezes as tarefas que lhe foram solicitadas. Mas para que seu filho se torne bom nisso, você também precisa saber orientá-lo de forma eficaz.

A primeira dica é não dar mais de uma direção por vez. Em vez de dizer: “Pegue os sapatos, guarde os livros e lave as mãos”, espere até ele pegar os sapatos antes de dar o próximo comando. Depois de dar instruções ao seu filho, pergunte: “O que você deve fazer agora?” E espere que ele explique o que ouviu você dizer. É normal que crianças pequenas se distraiam, se comportem impulsivamente ou se esqueçam do que devem fazer. Veja cada erro como uma oportunidade para ajudá-lo a aprimorar suas habilidades.

5. Respeitar o espaço de cada pessoa

Há crianças extremamente tímidas, mas há também aquelas que simplesmente se jogam no colo de qualquer pessoa sem ter a mínima ideia se está sendo inconveniente ou não. É importante ensinar as crianças a respeitar o espaço de outras pessoas.

5 dicas para incentivar a generosidade nos filhos

Crie regras domésticas como: “Sempre bata antes de abrir a porta” ou então “Não pegue o que é de outra pessoa sem antes perguntar”. Se seu filho pegar coisas das mãos das pessoas ou empurrar quando estiver impaciente, estabeleça consequências.

6. Fazer contato visual

Um bom contato visual é uma parte importante da comunicação. Algumas crianças lutam para olhar para a pessoa com quem estão falando. Se seu filho é tímido e prefere olhar para o chão ou simplesmente não olha para cima quando está envolvido em outra atividade, enfatize a importância de um bom contato visual. Pergunte: “Para onde vão seus olhos quando alguém está falando com você?” Em seguida, elogie quando ele se lembrar de olhar para alguém quando estiver falando.

Você pode até mostrar a ele como é conversar com alguém que não está fazendo contato visual. Diga a ele para contar uma história e, enquanto isso, olhe para o chão, feche os olhos ou olhe outros lugares, exceto para ele. Em seguida, convide-o para contar outra história e faça contato visual enquanto ele estiver falando. Depois, discuta como ele se sentiu em cada situação.

7. Ter boas maneiras

Dizer por favor e obrigado durante alguma refeição, por exemplo, pode ajudar seu filho a chamar a atenção pelos motivos certos. Professores, outros pais e outras crianças respeitarão uma criança educada. Ensinar boas maneiras pode ser uma tarefa difícil, afinal, crianças continuam sendo crianças. No entanto, é importante que elas aprendam a ser educadas e respeitosas, principalmente quando estão na escola ou na casa de outras pessoas.

5 mudanças de atitude que reduzem drasticamente as birras dos filhos

Seja você um bom exemplo com suas maneiras. Isso significa dizer “não, obrigado” e “sim, por favor” a seu filho regularmente. E lembre-se de agir da mesma forma quando interagir com outras pessoas. Chame a atenção quando seu filho esquecer de usar essas boas maneiras e elogie-o quando você perceber que ele foi educado.

Com informações de Very Well Family

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também