Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Educação dos filhos

7 dicas para estimular a autonomia nos filhos

Tarefas cotidianas que ajudam as crianças a serem independentes com responsabilidade

A autonomia é a última fase do desenvolvimento moral de um indivíduo e é que garante o bom uso da independência para viver melhor em sociedade. “É autônoma a pessoa que tem consciência de regras e normas da sociedade onde vive e as segue voluntariamente e intencionalmente”, explica Thaís Oliveira, psicóloga escolar do Colégio Nova Dimensão, em Fortaleza. E não existe ambiente mais adequado para desenvolver a autonomia do que a família.

Por que e como incentivar os filhos a ajudar nas tarefas domésticas

Aos pais cabe estar atento às possibilidades físicas e cognitivas da criança, em cada fase da infância. “Comece com pequenas atividades, possíveis de serem realizadas por ela, e que se repitam com frequência determinada, fixando uma responsabilidade cotidiana”, sugere Thaís.

Veja algumas dicas simples que podem ser colocadas em prática em todas as fases do desenvolvimento dos filhos:

01) Uma criança com dois ou três anos pode tranquilamente tirar a roupa sozinho e colocar no cesto de roupas sujas, por exemplo;

02) Ensine a criança a guardar sapatos no lugar adequado, assim como seus brinquedos. A ação deve ser realizada mais de uma vez até que haja a compreensão do ato;

03) Coloque na lista de tarefas da criança o cuidado com um animalzinho de estimação. “Ele pode ser o responsável por averiguar se o pratinho do pet está abastecido com água e ração”, diz;

04) Se a criança errou a atividade e não atendeu a expectativa estabelecida, os pais devem intervir e incentivar novas tentativas. “Elas precisam aprender bem cedo que os erros são uma via para o acerto”, alerta Thaís;

05) Não entenda autonomia como largar a criança aos próprios desígnios. Elas estão em formação e precisam de constante mediação em suas aprendizagens. A compreensão de autoridade é fundamental;

06) Estabeleça bem essa autoridade, coloque regras e a responsabilize pelas escolhas feitas. “Isso funciona não como repressão, mas como modelo, apoio e oferece à criança ou adolescente a possibilidade de desenvolver segurança, autocrítica e autodomínio”, comenta;

07) Permita que eles lidem com a frustração e não exagere na proteção. Independentemente da idade, a frustração é a melhor amiga da resiliência e da maturidade. Aprender a lidar com situações ruins e delas extrair algo bom, é uma habilidade importantíssima à autonomia;

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos  Twitter.

1 Comentário
Leia também