Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Casamento e Compromisso

5 verdades sobre relacionamentos que não devem ser esquecidas durante o casamento

Atitudes valiosas a qualquer relacionamento social devem ser relembradas dia a dia no casamento

Com o passar dos anos e a intimidade que o casal adquire, infelizmente, vez ou outra, regras básicas para qualquer bom relacionamento são esquecidas. Em alguns casos, as atitudes de um dos cônjuges com amigos, colegas de trabalhos ou clientes é tão melhor do que a dele com seu parceiro em casa, que o casamento entra em crise. Mas a vida de casado requer compromisso e ajustes dos dois lados. Então, como evitar algumas situações ruins e o que fazer para que, como casal, vocês fortaleçam o relacionamento se algo piorar? Gary Chapman, autor do livro “As cinco linguagens do amor”, dá seis dicas importantes para te ajudar, caso seu relacionamento tenha entrado em uma fase difícil, independentemente do tempo de casamento. Para ele, ações básicas de relacionamento interpessoal oferecem a verdade que pode fortalecer qualquer casamento.

1. Eu sou responsável pela minha atitude

Somos responsáveis ​​por nosso próprio estado de espírito. O problema é inevitável, mas a miséria é opcional. Atitude tem a ver com a maneira como escolhemos pensar sobre as coisas. Tem a ver com foco.

2.Minha atitude afeta minhas ações

Este princípio da realidade nos lembra que nossa atitude demonstra o que sentimos. Se tivermos uma atitude negativa, derrotista e pessimista, vamos expressá-la em palavras e comportamentos negativos. Nesse ponto, nos tornamos parte do problema e não parte da solução. A atitude afeta as ações e as ações influenciam os outros.

3.Não posso mudar os outros, mas posso influenciar 

“Não se pode mudar o outro”. Quantas vezes você já ouviu isso? Mas lembre-se de que é possível exercer influência sobre ela. Por sermos indivíduos com livre arbítrio, ninguém pode nos forçar a mudar nossos pensamentos ou comportamentos. Por outro lado, por sermos criaturas relacionais, os que estão ao nosso redor nos influenciam. Então, cada ação sua ou palavra proferida influencia seu cônjuge para melhor ou para pior. Isso significa que suas palavras e comportamento podem causar dor, mágoa ou desânimo, mas por outro lado podem incentivar uma mudança positiva.

4.Minhas emoções não controlam minhas ações

Se você permitir que suas emoções negativas controlem seu comportamento, você se sentirá ainda mais negativo. Mas se você optar por realizar ações positivas, apesar de suas emoções negativas, suas atitudes provavelmente mudarão e podem influenciar positivamente seu parceiro. Você pode aprender a reconhecer suas emoções negativas, mas não segui-las. Você não deve negar que se sente desapontado, frustrado, zangado, magoado, apático ou amargo, mas pode se recusar a deixar que essas emoções controlem suas ações.

5.O amor é a arma mais poderosa do mundo

O amor é a arma mais poderosa para o bem, e isso se aplica especialmente ao casamento. O problema para muitos maridos e esposas é que eles pensaram no amor como uma emoção. Na realidade, o amor é uma atitude demonstrada com comportamento adequado. Afeta as emoções, mas não é em si uma emoção. O amor é a atitude que diz: “Eu escolhi cuidar de seus interesses. Como posso ajudá-lo? ”Então o amor é demonstrado em comportamento. O fato de que o amor ser uma atitude e não uma emoção significa que você pode amar seu cônjuge mesmo quando tudo entre vocês parece estar dando errado.

Com informações de Imom

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também