Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Annie Spratt/Unsplash
Annie Spratt/Unsplash
Educação dos filhos

O que fazer para que a hora da lição de casa seja menos estressante

Dicas que podem ser aplicadas imediatamente para tornar essa atividade mais prazerosa

A hora da lição de casa pode ser uma tortura para boa parte das crianças e adolescentes. É que a compreensão de que aquele momento é fundamental para o entendimento de tudo o que foi transmitido a ele em sala de aula demora a acontecer. Por isso, é comum que os filhos se demorem na resolução das questões e testem a paciência dos pais, por não quererem deixar a brincadeira ou outro momento mais agradável de lado, e se concentrar no que é importante.

Seu filho é viciado em smartphone, tablet ou televisão? Saiba o que fazer

Assim, esse momento acaba sendo estressante para os pais e os filhos, já que todos acabam se desgastando, se a lição de casa não for conduzida da melhor maneira possível. Essa tarefa de indicação do melhor caminho e busca de soluções para tornar a lição de casa algo prazeroso e eficaz cabe aos pais. E para ajudá-los, Roberta e Taís Bento, especialistas em educação e autoras do livro Socorro, meu filho não estuda, sugerem cinco dicas que podem ser aplicadas imediatamente.

1. Definam um horário para estudar e cumpram ele

O cérebro se habitua a rotinas. Assim, escolham juntos um horário que acharem melhor para essa atividade e façam dele um compromisso. Exceções podem acontecer, mas a disciplina tem de partir dos pais. Aos poucos, os filhos entrarão no ritmo.

2. Use um cronômetro 

Além de se habituar a rotinas, o cérebro precisa de oxigenação. Falar “senta aí e não levanta da cadeira até acabar de estudar tudo” é contraprodutivo e contra o bom funcionamento do cérebro. O ideal é estudar com intervalos de 5 minutos a cada 25 concentrados totalmente na tarefa. Nesses 5 minutos de  é importante que a criança se movimente. Pode beber água ou dar uma volta, por exemplo.

3. O cérebro não é multitarefa

Ao contrário do que muitos acreditam, nosso cérebro só consegue aprender uma coisa de cada vez. Portanto, na hora da lição de casa ou dos estudos para as provas, a atenção tem de ser exclusiva. Estudar com o celular, computador ou televisão ligados só vai fazer o processo parecer mais cansativo e menos produtivo.

4. Faça com que seu filho assuma alguma responsabilidade em casa

Quando a criança ou adolescente assume uma responsabilidade doméstica, além de desenvolver o senso de responsabilidade, que é fundamental para os estudos, o cérebro dela se enriquece de memórias de procedimentos, que são essenciais para que o aprendizado aconteça.

5. Pare de falar “saia do celular”

O celular, computador ou qualquer tecnologia não é o problema. Qualquer luta contra eles será uma batalha perdida, porque eles já estão integrados no dia a dia dessa geração. O que as crianças precisam é de alternativas de atividades que não precisem dessas tecnologias. Troque o “saia do computador” pelo “vamos ao parque”, por exemplo. Ensine você ao seu filho como ele pode se divertir se desconectando.

***

Recomendamos também:

***

Acompanhe-nos nas redes sociais: Facebook Twitter | YouTube

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também