Contadores de histórias fazem transmissões ao vivo para interagir com crianças durante quarentena
| Foto: Facebook/Samara Rosa

É nos momentos mais difíceis que o espírito de união entre os seres humanos mostra a sua força. O atual cenário de pandemia do novo coronavírus já nos fez testemunhar centenas de iniciativas pelo mundo que são um verdadeiro acalento ao coração.

O Sempre Família já mostrou que, a exemplo da Europa, pessoas estão criando redes de solidariedade por todo o Brasil para oferecer ajuda àqueles que fazem parte dos grupos de risco e não devem sair de casa. Com esse mesmo espírito, um grupo de contadores de histórias decidiu ajudar as famílias que, por conta do fechamento das escolas, precisam ficar em casa com as crianças. Afinal, para os pais que continuarão trabalhando de casa, entreter os pequenos será um desafio e tanto.

Em entrevista ao Sempre Família, a contadora de histórias Samara Rosa comentou que a iniciativa surgiu em São Paulo, primeira região do país a anunciar o fechamento das escolas. Segundo ela, a paulista Marina Bastos, que é sua colega de profissão, percebeu que contar boas histórias e interagir não só com as crianças, mas com toda a família durante esses dias difíceis de quarentena poderia ser possível através de lives nas redes sociais.

“Apesar de já ter vídeos gravados com contação de histórias em vários canais do Youtube, em tempos como esse, a ideia do ao vivo é muito melhor por causa da interação com quem assiste”, explica Samara, que mora em Curitiba e também é professora da rede pública. “A pessoa pode dizer: ‘Olha, você está em casa, eu também estou. Não estamos sozinhos’”.

O projeto já reuniu cerca de 15 contadores de histórias de todo o país. A ideia é fazer diversas lives em horários diferentes do dia para atender o maior número de famílias possível. Para isso, cada profissional usará sua própria conta no Instagram, o que garantirá um alcance maior em todas as regiões do Brasil. As transmissões começaram na manhã desta quinta-feira (19).

“Queremos proporcionar às famílias a oportunidade de ouvir boas histórias e também de interagir com pessoas de outros lugares”, afirma Samara. “É um momento que a gente deseja, de coração, que todas essas histórias acalentem o coração de todos nesse momento de angústia e, principalmente, desperte nas crianças o desejo de estar no meio dos livros, de ouvir histórias, de se colocar no lugar do outro, porque essa é a grande potência da contação de histórias, é criar essa empatia”.

Segundo a professora, o trabalho desses profissionais também vai envolver a reflexão e a conscientização sobre a importância de ficar em casa para evitar a circulação e disseminação do vírus.

“Acreditamos que é a arte que vai ajudar todo mundo a superar esse momento de pânico. A arte cênica, os filmes, a música, a contação de histórias, a leitura...”, afirma Samara. “Esperamos que essa arte seja muito bem aproveitada e que todas as famílias consigam passar por esse momento de uma forma muito gostosa. E as histórias irão fazer parte disso”.

Confira os horários e as contas de Instagram onde você e sua família podem conferir as transmissões ao vivo diariamente durante a quarentena:

10h30 - @fafaconta
11h - @maequele
11h30 - @carollevy
12h30 - @marinabastoshistorias
14h30 - @abigailcontamaisdemil
15h - @camila.genaro
16h - @ralphenr
16h - @samaracontadora
16h30 - @fafaconta
17h - @umcantoqueconta
18h - @marianebigio
18h - @paula.dugaich
19h - @tiaamandinha
19h - @elisescritora
20h - @flavinha.gama

semprefamilia

Deixe sua opinião