Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
A nova igreja, dentro de um centro esportivo em Novara, na Itália. Foto: La Stampa.
A nova igreja, dentro de um centro esportivo em Novara, na Itália. Foto: La Stampa.
Atualidades

Réplica de mosteiro sírio destruído pelo Estado Islâmico é inaugurada na Itália

O mosteiro de Mar Elian datava do século V e um clube de futebol decidiu revivê-lo na Itália.

Um mosteiro sírio de 1600 anos destruído pelo Estado Islâmico em 2015 ganhou uma réplica no Piemonte, no norte da Itália. Localizada na cidade de Novara, a igreja é uma iniciativa do clube de futebol Novara Calcio e se localiza dentro do seu complexo esportivo, considerado o melhor da Itália.

O complexo esportivo onde fica a igreja. Foto: La Stampa.
O complexo esportivo onde fica a igreja. Foto: La Stampa.

A ideia surgiu em agosto de 2015, quando Michelangelo de Salvo, 69 anos, viu as imagens da destruição do mosteiro de Mar Elian, construído no século V, local por excelência de peregrinações de cristãos. Como o clube, presidido atualmente por seu filho, Massimo de Salvo, já pensava em construir uma capela no centro esportivo, a família se propôs a construir uma réplica do mosteiro.

“É uma mensagem de esperança”, declarou Michelangelo à AFP. “Queremos manifestar assim a nossa proximidade”, assegurou. O projeto custou 1,5 milhões de euros. “Não podemos promover o futebol sem cultivar a dimensão espiritual”, explicou.

Foto divulgada pelo EI mostra destruição do mosteiro.
Foto divulgada pelo EI mostra destruição do mosteiro na Síria.

“A réplica depende agora de minha paróquia”, contou emocionado à AFP o padre Mauro Pozzi, pároco da localidade mais próxima, e que celebrou a primeira missa no templo há algumas semanas. “Esta igreja é realmente incrível, é realmente bonita” – reconheceu – depois de elogiar o que qualificou de “projeto ambicioso e inteligente”.

O estilo oriental da construção é pouco usual nesta região, rodeada de montanhas, na fronteira com a Suíça.

Mosteiro

O mosteiro sírio, antes de sua destruição. Foto: Bom Dia Europa.
O mosteiro sírio, antes de sua destruição. Foto: Bom Dia Europa.

O mosteiro de Mar Elian, na cidade de Homs, era dedicado a São Julião de Emesa, um médico cristão martirizado no século III. O seu sepulcro se encontrava no local.

O mosteiro sírio havia sido refundado em 2000 pelo jesuíta italiano Paolo Dall’Oglio, que dirigia uma outra comunidade monástica da região, Mar Musa (São Moisés). Dall’Oglio foi sequestrado em julho de 2013 pelo Estado Islâmico. Seu paradeiro é desconhecido.

Em agosto de 2015, o Estado Islâmico destruiu o mosteiro, com o uso de explosivos e escavadeiras. A região foi retomada pelo exército sírio em abril de 2016. Na ocasião, os ossos de São Julião foram encontrados e sepultados novamente.

A tumba do santo, antes e depois da destruição.
A tumba do santo, antes e depois da destruição. Fotos: Daily Mail/AFP.

****

Com informações de Rádio Vaticano.

****

Recomendamos:

Quem era Jacques Hamel, o padre morto pelo Estado Islâmico enquanto celebrava missa

EUA reconhecem como genocídio o massacre de cristãos no Oriente Médio

10 mosteiros incríveis que você precisa conhecer

****

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também