Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Imagem: Bigstock
Imagem: Bigstock
Educação dos filhos

O que fazer se seu filho não quer tomar café da manhã

Algumas crianças acordam sem fome e têm que esperar duas ou três horas para tomar café da manhã.

Eric, de 3 anos, não toma café da manhã. Enquanto a sua mãe prepara a mamadeira para a sua irmã, ele nem se esforça. “Vamos, querido, coma, porque você precisa ter força para ir para a escola”, insiste Lourdes. Mas não há tempo para discutir: é preciso chegar pontualmente na escolinha e no trabalho. Ao fim, a torrada com apenas uma mordida e meio copo de leite ficam para trás na cozinha – assim como a torrada e o café da atarefada mamãe. “Embora em alguns dias ele coma bem, o mais comum é que tome café da manhã a contragosto. E nem depende da hora em que acordamos: mesmo que seja com muita antecedência, sempre acontece o mesmo”, queixa-se a mãe.

A refeição mais importante do dia?

Assim como Eric, muitas crianças não têm fome logo após acordar – e o mesmo acontece com muitos adultos. Mas até que ponto isso pode ser um problema? É verdade que as crianças que não comem de manhã têm um rendimento intelectual menor do que as que comem? Pelo que parece, trata-se mais de um mito do que de uma realidade.

Quais os 10 piores alimentos para crianças?

“Não se demonstrou isso de forma absoluta, através de um bom estudo. Em geral, as pesquisas evidenciam que as crianças que tomam café da manhã costumam ser mais metódicas ou têm pais que lhes dão mais atenção – ou apontam outras características que as diferenciam das que não tomam café da manhã”, explica o nutricionista Julio Basulto no seu livro Se me hace bola. Por isso, apesar de que tenhamos assimilado, nas últimas décadas, de que essa é a principal refeição do dia, não é preciso obcecar-se. “Convém comer regularmente, e isso inclui o café da manhã. Mas há um abismo entre afirmar isso e dizer que é necessário tomar café da manhã, não importa o que aconteça, e que quanto mais, melhor”, adverte Basulto.

Um bom lanchinho no meio da manhã

Por outro lado, o Dr. José Manuel Moreno Villares, especialista em nutrição do Hospital Universitário 12 de Outubro, em Madri, insiste no lanchinho da metade da manhã, quando a criança não quis comer nada nas primeiras horas do dia. “Durante o jejum noturno, enquanto a criança dorme, consome as suas reservas de glicose. O café da manhã o ajudará a recarregar o depósito. Além disso, é uma refeição com alto valor nutritivo, pois permite que, com poucos alimentos (frutas, cereais, laticínios) em quantidades não muito grandes, seja atendida 40% da necessidade de cálcio, vitaminas B2 e B12, etc. Por isso, é tão importante o café da manhã”, diz ele.

Então é recomendável forçar a criança a se alimentar? “Trata-se mais de acostumá-la”, diz ele. Seu conselho é que os pais se sentem com eles nesse momento do dia e lhes dediquem esse tempo precioso.” Já sabemos que os bons hábitos se inculcam com o exemplo. “É verdade que ele come melhor quando temos tempo para tomar café tranquilos e todos juntos. Mas por mais que tenhamos esse propósito, as manhãs durante a semana costumam ser caóticas e apressadas”, reconhece Lourdes.

É preciso respeitá-lo

De qualquer forma, cada criança é diferente e tem o seu próprio metabolismo e necessidades. Elena, de 3 anos, por exemplo, come sem parar na hora do jantar, mas nunca tem fome ao levantar. “Faz tempo que eu deixei de insistir porque ela não come de jeito nenhum até duas ou três horas depois de acordar, quando então lhe dá uma fome enorme. Nos fins de semana não há problema porque costumamos estar em casa. Quando ela vai para a escola ou temos que sair de manhã, ela sempre leva o seu lanche”, conta sua mãe.

“É uma boa opção. Algumas vezes pode ser recomendável que façam um primeiro lanchinho mais suave, como um pouco de leite ou um pedaço de fruta e depois o completem com o lanche da metade da manhã”, indica Villares.

Nesses casos, quando a criança não quer tomar café da manhã e o seu apetite não se abre até o meio da manhã, convém ser precavidos e ter algo preparado para lhe dar. Senão, ela ficará com um péssimo humor ou, pior ainda, acabará se saciando com a primeira coisa que apareça, seja nutritivo ou não.

Com informações de Ser Padres.

****

Recomendamos também:

Cinco dicas para crianças gostarem de comer vegetais

Quais os 10 piores alimentos para crianças?

10 alimentos essenciais para o desenvolvimento do seu filho

****

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também