Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
bigstock-Saving-Up-Money
Finanças pessoais

Nunca é cedo para começar a pensar na aposentadoria

Para garantir a tranquilidade financeira na velhice é importante aprender a gerir gastos e investimentos desde a juventude

Pessoas jovens não costumam pensar muito em aposentadoria. Mas isso é um erro. Sem o planejamento adequado, ao se aposentar pode-se descobrir que não tem renda suficiente para manter o estilo de vida. Além disso, despesas com saúde costumam aumentar com a idade e é bom ter uma reserva financeira para isso.

Não existe uma idade padrão para quem quer começar a planejar a aposentadoria, mas especialistas recomendam que quanto antes o assunto começar a ser pensado, melhor. Assim, mesmo jovens que ingressaram há pouco tempo no mercado de trabalho podem começar a reservar parte dos ganhos para os dias de velhice.

Assim como em qualquer tipo de planejamento financeiro, é importante definir aonde se deseja chegar, ou seja, pensar em quando se aposentar e no padrão de vida que se deseja ter durante a aposentadoria. Se você pretender se aposentar mais cedo, terá menos anos para economizar e conseguir a reserva financeira necessária. E, se não estiver disposto a reduzir o seu padrão de vida, também terá de ter uma reserva maior. A partir disso, será mais fácil calcular quanto será necessário guardar mensalmente.

Hoje no Brasil todo trabalhador inserido no mercado de trabalho ingressa automaticamente na Previdência Social administrada pelo Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), mas dificilmente a aposentadoria pública será suficiente para suprir as necessidades do aposentado. O ideal seria pensar na aposentadoria via Previdência Social como sendo apenas parte (no máximo 20%) da renda ideal durante a aposentadoria.

Alternativas

Hoje existem opções de planos de previdência privada que podem ser uma boa opção para quem não tem muito tempo ou disposição para administrar investimentos financeiros. Contudo, nesse caso, é importante escolher uma empresa com credibilidade, pois, se a empresa não tiver saúde financeira, há o risco de ela não conseguir honrar os benefícios.

Mas, mesmo sem os planos de previdência privada ou complementar, é possível garantir uma aposentadoria mais tranquila financeiramente. O segredo, neste caso, é conseguir uma reserva financeira suficiente para custear todas as despesas a partir da aposentadoria até, pelo menos, os 90 anos de idade. Para poder conseguir essa reserva, o consultor de finanças David Blaylock, em matéria do site Business Insider, apresenta algumas dicas:

Agir com racionalidade

Nunca gaste mais do que pode e guarde uma parte do seu salário mensal para a aposentadoria, mas sem prejudicar o orçamento da família.

Defina um objetivo

Estabeleça metas com prazos. Estipule um valor a ser alcançado em um prazo de cinco anos, por exemplo, e planeje como concretizá-lo.

Limite gastos

Há coisas – na maioria das vezes supérfluas – cujo preço está muito acima de nossa condição financeira. Nesses casos, a regra é “não compre”.

Jovem consciente

Não importa qual a sua idade: é hora de pensar na sua aposentadoria. Quando antes começar a poupar, mais fácil será conquistar uma aposentadoria tranquila.

Ganhos extras

Procure formas de aumentar a renda, com trabalhos extras, por exemplo. E, se isso não for possível, tente economizar um pouco mais.

Evite as dívidas

Dívidas estão entre as despesas que mais tumultuam a vida financeira. Analise outras alternativas antes de se endividar.

Gaste menos do que ganha

Essa talvez seja a dica que sintetiza todas as outras. Quem consegue gastar menos do que ganha está no caminho para conquistar uma reserva financeira.

Recomendamos também:

Curta nossa página no Facebook e siga-no no Twitter.

Leia também