Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Foto: Ryanny Nunes
Foto: Ryanny Nunes
Casamento e Compromisso

Nem mesmo o Alzheimer a fez se esquecer do amor de sua vida

Dona Izabel foi diagnosticada com Alzheimer há oito anos e, desde então, sofre com a perda de memória e mudanças de humor; a única coisa que não esquece é João Miúdo, seu esposo

“Lá vem o amor da minha vida”, essa é a frase que dona Izabel Cassiano, de 89 anos, diz toda vez que vê o esposo, seu João Miúdo, de 88, voltando do trabalho na roça. O relacionamento do casal paraibano – que completará 64 anos de casados em novembro deste ano – é um verdadeiro exemplo de amor, carinho e cuidado para com o outro. Um amor tão forte que nem mesmo a perda de memória ocasionada pelo Alzheimer foi capaz de apagar.

Dona Izabel foi diagnosticada com a doença há oito anos e desde então sofre com a perda de memória e também com as mudanças de humor. Já chegou a esquecer dos filhos, dos netos, das irmãs, mas do seu João ela não esquece. Agricultor e poeta, o amado de dona Izabel acorda cedo todos os dias para trabalhar na roça, sem deixar de encher a esposa de carinho, poesias e declarações. Enquanto ela, apaixonada, também continua declarando o seu amor todos os dias.

Casal comemora 60 anos de casados com ensaio fotográfico emocionante

“Eles sempre tiveram esse carinho um com o outro, mas na velhice eu percebi que esse amor e carinho só aumenta”, conta Edjunior Cassiano, neto do casal, ao Sempre Família. “Minha avó, que já era apaixonada por meu avô, acorda ainda mais apaixonada a cada dia”. Desde o descobrimento da doença, a rotina da família toda mudou. Os idosos, que até então moravam sozinhos, precisaram do auxílio e cuidado dos filhos e netos, que passaram a se revezar para ficar com eles. “De início foi bastante difícil, mas com o passar dos anos fomos nos adaptando”, conta Edjunior.

O neto chegou a criar uma conta no Instagram para mostrar o dia a dia da avó, que diverte os seguidores com seu humor, espontaneidade e sinceridade. Para ele, o amor dos avós tem muito a ensinar aos mais jovens. “O que todos podem aprender com meus avós é que devemos amar hoje, declarar tudo o que sentimos por alguém, hoje”, afirma. “É isso que vejo neles, todos os dias sempre declarando o amor que sentem um pelo outro”.

Foto: Ryanny Nunes
Foto: Ryanny Nunes
Foto: Ryanny Nunes
Foto: Ryanny Nunes
Foto: Ryanny Nunes
Foto: Ryanny Nunes
Foto: Ryanny Nunes
Foto: Ryanny Nunes

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também