Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Pixabay
Pixabay
Casamento e Compromisso

Nas mudanças de estação do casamento, não desista no inverno

Quando o casamento passa por uma crise é preciso observar se não é somente um inverno a atravessar, esperando a primavera que está por chegar

Qualquer marido ou esposa sempre espera ser prioridade um do outro em todos os momentos e é exatamente isso que juram no altar. Só que mesmo diante dessa promessa é importante entender que naturalmente o casamento passará por fases de crescimento e mudança, e por temporadas, assim como as estações do ano.

Pode ser uma alteração no nível de empatia um pelo outro, a diminuição na capacidade de se comunicar bem, interesses compartilhados que não se ajustam mais e, também, a vida sexual que mudar. Dana Hall, colunista de casamento e parentalidade do site iMom, considera que novos ciclos sempre surgem e, assim como há temporadas na vida como filho, como pai e mãe, no casamento também não é diferente.

Por sua experiência com casais, Dana sugere quatro maneiras simples para continuar comprometido no casamento ainda que os dias frios do inverno emocional cheguem. “Quando vejo um casamento desmoronar, me pergunto se o casal desistiu no meio de um inverno, sem saber que a primavera estava se aproximando”.

1. Lembre-se das alegrias da última primavera

Contemplar os ótimos momentos que viveram juntos é um passo importante. Pode ser que as atitudes do seu cônjuge estejam frustrando você, mas procure olhar para as características dele que te fazem feliz. Ou ainda, pondere que as coisas podem estar ruins agora, mas há alguns meses elas já estiveram muito melhores e que essa é uma fase. Não gaste tanto tempo pensando no que está errado, mas concentre-se em buscar junto com o outro, soluções para o problema vivido.

2. Mantenha-se firme durante o inverno

Uma vez que você tenha um pouco de clareza sobre o que está fora de equilíbrio, fale com seu cônjuge sobre isso. Compartilhe sua inquietação, porque talvez ele não tenha percebido o que está te sobrecarregando.

Pergunte a si mesmo o que é mais importante: achar maneiras de como sair de um buraco ou simplesmente cair nele sem esforço de se levantar? É mais saudável sempre optar pela primeira opção. Em vez de perder tempo jogando o jogo da culpa e tentando estar certo, seja um adulto e apenas conserte. E tome cuidado para evitar ruídos de comunicação nesse momento.

3. Falando de soluções…

Qualquer um pode apontar um problema, mas é necessário um nível diferente de comprometimento para ser proativo em relação às soluções. Se sua vida sexual está em crise, procure ajuda com um médico. Se é a sua vida financeira que está fora do curso e causando tensão no relacionamento, faça um trabalho de análise dos rendimentos e descubra soluções para reestruturar seu orçamento. Se você se esqueceu completamente de como conversar um com o outro, quem sabe uma viagem à dois, um retiro religioso voltado ao casamento, ou algumas sessões com um conselheiro matrimonial podem ser úteis.

4. Tenha a esperança de que a primavera voltará em breve

Na teoria pode ser fácil, mas a prática pode ser desafiadora. É sempre mais fácil falar do que fazer, certo? Gary Chapman, autor do livro As cinco linguagens do amor, disse certa vez que “na vida, raramente tudo está bem e raramento tudo é ruim”. Cada um de nós vive constantemente tendo arestas a aparar em nossa personalidade e é algo que deve ser trabalhado diariamente.

 

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também