Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Facebook/Hannah Brandt
Facebook/Hannah Brandt
Esporte

Irmãs defendem países diferentes no hóquei no gelo durante os Jogos Olímpicos de Inverno

Duas irmãs participando juntas das Olimpíadas já rende uma bela história, mas há um detalhe que deixa isso ainda mais especial: Hannah compete pelos EUA, enquanto Marissa defende a Coreia.

Hannah e Marissa Brandt são irmãs e estão competindo na modalidade de hóquei no gelo nos Jogos Olímpicos de Inverno 2018, que acontecem em PyeongChang, na Coreia do Sul, até 25 de fevereiro. Só o fato de duas irmãs participarem juntas de um evento esportivo como esse já seria uma bela história, mas há ainda mais um detalhe: elas estão competindo em delegações diferentes.

Isso porque, Marissa, de 25 anos, foi adotada por uma família norte-americana quando era bebê – ela nasceu na Coreia do Sul, com o nome de Park-Yoon Jung. Esse é o nome que ela está usando para competir pela equipe coreana, enquanto Hannah, de 24 anos, faz parte do time dos Estados Unidos.

Outro detalhe torna a competição mais especial: as Coreias estão competindo juntas na modalidade de hóquei no gelo, com uma equipe unificada que reúne atletas norte-coreanos e sul-coreanos – um belo auspício da busca pela unidade da península.

A escola católica Hill-Murray, em Maplewood, Minnesota – onde as meninas estudaram –, fez camisetas e blusas para torcer pelas meninas e está televisionando as partidas em que elas participam a todos os alunos.

“Elas não são apenas grandes atletas, mas foram estudantes fora de série e jovens maravilhosas”, contou a diretora da escola, Erin Herman, à revista America. “Ambas são humildes e bondosas. Você sequer desconfiaria que são atletas olímpicas se as encontrasse no corredor”.

A equipe norte-americana, no grupo A, venceu a Finlândia por 3 a 1 no dia 11 e a equipe das atletas russas por 5 a 0 no dia 13. No dia 15, enfrentou o Canadá e no dia 19 ao competir com a Finlândia, venceu o jogo por 5 a 0 indo para a final. O jogo acontece no dia 22 e o adversário é novamente o Canadá. Os Estados Unidos foram medalha de prata nos jogos de 2002, 2010 e 2014 e ouro em 1998. Hannah, que fez um gol na partida contra os russos, já foi campeã mundial em torneios de 2015 e 2017.

Já o time coreano, no grupo B, perdeu de 8 a 0 duas vezes: para a Suíça e a Suécia nos dias 10 e 12, respectivamente, além de mais uma derrota para o Japão de 4 a 1 no dia 14. Já no dia 18 o time coreano perdeu para a Suíça por 2 a 0, e no dia 20 jogou contra a Suécia perdendo de 6 a 1 e ficando em último lugar na competição.

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também