Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Foto: Bigstock
Foto: Bigstock
Curiosidades

Há mais de 1.500 diferenças genéticas entre homens e mulheres, detecta estudo

Centenas de genes se expressam de modo diferente de acordo com o sexo, mesmo em órgãos como o cérebro, a pele e o coração

Existem pelo menos 1.559 diferenças genéticas entre homens e mulheres, que dizem respeito não apenas aos órgãos sexuais, mas a diversos outros órgãos como a pele, o cérebro e o coração. É o que diz um estudo do Departamento de Genética Molecular do Insituto Weizmann, de Rehovot, em Israel, publicado na revista científica BMC Biology no começo deste ano.

Os pesquisadores Moran Gershoni e Shmuel Pietrokovski mapearam milhares de genes de 53 tecidos do corpo humano, com o objetivo de examinar quais genes determinam como certas doenças afetam homens e mulheres de forma diferente.

Leia também: Seis características do cérebro que tornam homens e mulheres diferentes

“Homens e mulheres são diferentes em aspectos óbvios e menos óbvios – por exemplo, a prevalência de certas doenças ou a reações a drogas. Como isso está conectado com o sexo de uma pessoa?”, diz um comunicado do instituto.

“De maneira geral, genes específicos de cada sexo se expressam principalmente no sistema reprodutivo, enfatizando as notáveis diferenças fisiológicas entre homens e mulheres”, diz o estudo. “No entanto, há uma porção de genes que não estão, pelo que se sabe, diretamente associados à reprodução, mas que também têm uma expressão específica de acordo com o sexo”.

A expressão genética é o processo pelo qual a informação hereditária contida em um gene, tal como a sequência de DNA, é processada em um produto genético funcional, tal como proteínas ou RNA.

Com informações de LifeSiteNews.

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também