Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Foto: Bigstock
Foto: Bigstock
Casamento e Compromisso

5 frases proibidas no casamento

Ainda que venham os desacordos, é preciso evitar algumas frases durante uma discussão

Em um casamento, como em qualquer fase da vida, existem altos e baixos. Por isso, é importante que o casal saiba administrar qualquer problema com paciência e autocontrole e de maneira coerente, sem usar palavras que possam machucar um ao outro. Mas, ainda que venham os desacordos, é preciso evitar algumas frases durante uma discussão, por exemplo. “Você nunca me escuta”, “Você é um idiota” são frases inúteis e desnecessárias que apenas desconstroem o relacionamento e ferem a pessoa amada.

Para reconstruir a cultura do casamento, comece sendo um exemplo

Isso porque, uma relação não é apenas dividir a rotina, os sonhos e as alegrias, mas também os desafios diários e as tristezas que surgem ao longo do caminho. De acordo com a psicóloga Gleice Justo, a relação conjugal é um adaptar-se diariamente. “Um precisa abrir mão de si pelo outro em prol do relacionamento”, afirma. “Muitas uniões se perdem e acabam não por grandes problemas ou dificuldades, mas por pequenas pedrinhas colocadas dia após dia e que em algum momento se tornam gigantes”, compara.

Portanto, para manter seu casamento em pé, evite criar o hábito de reclamar de tudo porque, mesmo que pareça inofensivo, é algo nocivo. “Um exercício fundamental para todo relacionamento é começar uma conversa dizendo: ‘Eu me sinto assim quando você faz isso’. E não: ‘Eu já falei para não fazer isso”, sugere Gleice. “E se você se der conta que disse algo para seu parceiro que não foi assertivo e que isso pode prejudicar a relação, o pedido de desculpas sincero e de coração é o melhor remédio para que o relacionamento siga em frente”, garante a especialista.

1. “Você nunca faz isso” ou “Você sempre tem esse péssimo hábito”

Evite palavras como “sempre” e “nunca”. “Você sempre faz isso!” ou “Você nunca me dá atenção!” Dessa maneira você generaliza e acaba desmotivando seu parceiro. Na verdade, exigir demais é um erro e esse comportamento acaba se tornando um cenário perfeito para conflitos. Para a psicóloga, o casal que age dessa forma se desgasta e o clima fica cada vez pior.  “Se você diz que o problema é ele, que o outro nunca faz dar certo ou sempre faz tudo errado, se tira o foco da solução e se coloca o foco no problema, ambos irão criar mais conflitos e pensar que o outro nunca está satisfeito ou só reclama”, explica.

2. “Que Burra!” ou “Seu idiota!”

Esses xingamentos não podem fazer parte do diálogo de um casal. São termos pejorativos que só desmotivam e o respeito vai se perdendo aos poucos. Às vezes, o cônjuge trouxe isso da sua história e acha que o outro tem que aceitar isso, mas não é bem assim. Corte qualquer insulto ainda na raiz. Exija respeito para não dar margem para brigas, inclusive com agressão.

3. “Vai lá e pergunta para seu pai/mãe”

“Mãe, posso ir à casa do Pedro?” Essa é uma frase comum para os filhos. Eles sempre precisam consultar os pais sobre algo. Mas ela não pode vir seguida de um “Vai lá e pergunta para seu pai”, e vice e versa. Dessa forma, um acaba perdendo a autoridade.  Na verdade os filhos estão com dúvidas do que se deve fazer e um joga para o outro. Com essa insegurança, a criança vê uma brecha. Estar em comum acordo e não transferir a responsabilidade para o outro é importante. Se não tem segurança, consulte seu marido para não haver discordância.

4. “Sua mãe é uma descontrolada!” ou “Seu pai é um endividado!”

Nunca fale mal da família do seu parceiro porque, por pior que sejam, ninguém gosta de ouvir falar mal deles. Jogar as fraquezas na cara do outro não solucionará nada. Isso pode ferir o outro. “Olhe sempre primeiro para si e como você se sente a partir do comportamento do outro. Se o parceiro compreender que aquele comportamento que tem gera determinada emoção em você, provavelmente terá mais chance de refletir e buscar melhorar suas ações”, aconselha a especialista.

5. “Você pode me emprestar uma quantia em dinheiro?”

Essa divisão que existe na vida financeira entre o casal não é recomendada. Nunca deve existir uma competição entre vocês. Nunca devem pensar que unir sua parte à dele vai comprometer a sua.  “Os casais precisam perder a vergonha de se colocar diante do outro sem medo de ser verdadeiro e transparente, quanto mais o outro conhecer sobre você e vice e versa, melhor será a relação”, conclui Gleice.

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também