França proíbe vídeo para não ofender quem abortou bebês com síndrome de Down

  • Por Equipe Sempre Família
  • 27/11/2016 16:14
Imagem: Divulgação/CoorDown
Imagem: Divulgação/CoorDown| Foto:

O Conselho de Estado francês manteve uma decisão que proíbe a veiculação de uma campanha de conscientização sobre a síndrome de Down na televisão do país, alegando que “a expressão de felicidade” das pessoas com a condição retratadas no vídeo “seria capaz de perturbar a consciência” das mulheres que optaram pelo aborto ao ter seu filho diagnosticado com a síndrome.

Atriz de Bridget Jones alerta: grávidas são pressionadas a abortar bebês com síndrome de Down

O órgão do governo francês que fiscaliza as rádios e televisões do país já havia proibido a veiculação da campanha, intitulada Dear Future Mom, mas portadores da síndrome e suas famílias haviam recorrido com um apelo, derrotado pelo Conselho de Estado.

O texto do Conselho de Estado não fala explicitamente de aborto, mas se refere a mulheres “que fizeram legalmente diferentes escolhas de vida pessoal”. Por isso, a veiculação da campanha seria “inapropriada”. Na França, 96% dos fetos diagnosticados com síndrome de Down são abortados.

O vídeo de dois minutos foi criado pela CoorDown, um órgão italiano formado por portadores da síndrome, para o Dia Mundial da Síndrome de Down de 2014. A produção apresenta pessoas com Down de vários países respondendo a uma mulher assustada cujo feto tinha acabado de ser diagnosticado com a condição. “Estou com medo: que tipo de vida meu filho terá?”, questiona a mulher em uma carta.

Em resposta, portadores da síndrome explicam o que podem fazer: falar, ler, escrever, ir à escola, trabalhar, consertar bicicletas, viver de forma independente, amar e muito mais. Suas histórias refletem a realidade de como é viver com a síndrome de Down e têm o objetivo de tranquilizar as mulheres que receberam esse diagnóstico no pré-natal, deixando de lado estereótipos ultrapassados.

Assista ao vídeo:

Com informações de Huffington Post.

****

Recomendamos também:

Atriz de Bridget Jones alerta: grávidas são pressionadas a abortar bebês com síndrome de Down

Agência de modelos rejeita bebê com síndrome de Down, mas ele ficou famoso mesmo assim

“Sou muito bom limpando mesas e o chão”: um jovem com Down à procura de trabalho

****

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Deixe sua opinião

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.