Câncer

Menino de 6 anos é recebido com aplauso por colegas de escola depois de vencer leucemia

John Oliver foi diagnosticado com leucemia aos 3 anos e nunca pôde participar de todas as atividades da escola

  • Por Equipe Sempre Família
  • 15/01/2020 11:45
John Oliver, seis anos, é ovacionado por amigos da escola depois de lutar contra a leucemia
| Foto: Reprodução/Facebook

Depois de três anos lutando contra uma leucemia, John Oliver Zippay, de seis anos, foi recebido pelos colegas de escola com uma salva de palmas no corredor do colégio.

O menino passou pela última sessão de quimioterapia logo depois do Natal do ano passado, no dia 27 de dezembro, e no retorno às aulas, agora em janeiro, os amigos lhe fizeram uma surpresa, que foi gravada pelos pais de J.O, como é mais conhecido.

Durante o período de tratamento contra a leucemia linfoblástica aguda (LLA), John Oliver não conseguia acompanhar a rotina da escola. Agora, com a vitória sobre a doença, o menino poderá voltar às atividades normais. O caso ocorreu na escola católica St. Helen, na cidade de Newbury, no estado de Ohio, nos Estados Unidos.

De acordo com informações divulgadas pela imprensa local, o tratamento com esteroides contra a doença prejudicava a mobilidade do menino, que não pôde, nos últimos três anos, participar das mesmas atividades físicas que os colegas.

"Você quer que seu filho cresça e se suje e brinque lá fora, e se divirta. E nós mantivemos ele em uma bolha. Por isso estamos muito felizes e esperançosos pelo futuro e por ter nosso pequeno menino de volta", disse Megan, mãe de John Oliver, à imprensa local.

John Oliver, de seis anos, aperta o botão para começar a última sessão de quimioterapia contra a leucemia Foto: Reprodução Facebook
John Oliver, de seis anos, aperta o botão para começar a última sessão de quimioterapia contra a leucemia Foto: Reprodução Facebook

Diagnóstico

A descoberta da doença de John Oliver veio quando ele tinha apenas três anos, próximo do Halloween de 2016. O menino caiu e bateu a cabeça na cabeceira da cama, o que deixou seu rosto sem cor e letárgico. Os pais o levaram com urgência ao hospital e, depois de vários exames, os médicos diagnosticaram a leucemia.

A leucemia linfonoide ou linfoblástica aguda (LLA) é responsável por 75% dos casos de leucemia em crianças e adolescentes, conforme informações da Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (ABRALE).

A doença ocorre quando há uma alteração na multiplicação dos glóbulos brancos dentro da medula óssea. No caso da LLA, o tipo de glóbulo branco que se divide errado é o linfócito. Atualmente, 90% das crianças diagnosticadas e em tratamento podem chegar à cura, segundo a ABRALE.

Sinais

Confira abaixo alguns dos sinais mais típicos da LLA, de acordo com informações da ABRALE:

  • Palidez, cansaço e sonolência;
  • Hematomas ou pontos roxos pela pele, sangramentos prolongados;
  • Infecções de repetição;
  • Linfonodos e baço aumentados;
  • Dores de cabeça e vômito;
  • Dores nos ossos e nas articulações;
  • Febre.

p

Deixe sua opinião

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.