Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Crédito: Bigstock.
Crédito: Bigstock.
Comportamento

Como ser mãe, mulher, dona de casa e profissional sem perder a pose

A especialista em administração familiar Kathy Peel traz uma série de dicas preciosas para organizar a rotina e permitir que mulheres consigam dar conta do recado com pequenas mudanças na rotina e na criação de novos hábitos de organização

Mãe, mulher, dona de casa, profissional. O acúmulo de funções tem desgastado as mulheres que engrossam a fila de doentes cardíacos e outras complicações. Um estudo publicado pelo Journal of the American College of Cardiology mostra que mulheres correm mais risco de sofrer com doenças cardíacas provocadas pelo estresse, já considerada a epidemia do século pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

A especialista em administração familiar e autora do livro Donas de Casa Estressadas, Kathy Peel, traz uma série de dicas preciosas para organizar a rotina e permitir que mulheres consigam dar conta do recado com pequenas mudanças na rotina e na criação de novos hábitos de organização. Para ela existem princípios importantes na administração familiar com departamentos distintos que devem ser supervisionados:

Casa & Propriedade: manter e cuidar de todos os ativos tangíveis, incluindo seus pertences, os carros, a casa e o que está a sua volta.

Alimentação: satisfazer as necessidades de nutrição diária de sua família.

Família & Amigos: cuidar de relacionamentos, como pais e cônjuges e com parentes, amigos e vizinhos.

Finanças: administrar o orçamento, pagar contas, economizar, investir e fazer doações de caridade.

Eventos Especiais: planejar e coordenar ocasiões especiais (aniversários, datas comemorativas, férias, brechós, reuniões familiares e celebrações) que saem da rotina normal.

Tempo & Agenda: gerenciar a agenda da família e a rotina diária (mandar a pessoa certa para o local certo na hora certa e com o devido preparo).

Autogerenciamento: cuidar do corpo; melhorar a mente; alimentar o espírito.

Crédito: Bigstock.
Crédito: Bigstock.

Ao separar esses sete tópicos, é hora de agir na administração do seu tempo. A sugestão é fazer uma lista de dicas diárias para classificar todas as tarefas em seu devido tópico. A ideia é definir o que é trivial, o que é prioridade, quais tarefas podem ser divididas e quais podem ser delegadas. Essa lista deve ser separada por horas considerando o momento em que você se levanta até o momento em que vai se deitar.

  • Liste tudo o que deve ser feito: isso inclui coisas óbvias como refeições para as crianças, abastecer o carro, passando por agendamento de compromissos e todas as tarefas que você se lembrar.
  • Olhe para a lista e avalie o que pode ser delegado para as pessoas que moram com você (marido, filhos).
  • Ao delegar, exclua essa tarefa da sua lista.
  • Verifique quais são as tarefas dispensáveis pelo menos por hoje.
  • Convoque uma reunião familiar, peça a opinião de todos e estabeleçam juntos uma lista “Quem é responsável pelo quê?”.
  • Trabalhe em seu ritmo e organize um tópico de cada vez.
  • Para cada item não utilizado em sua casa questione: quando ele foi usado pela última vez? Isso merece espaço em minha casa? Existem memórias relacionadas a isso?

Para a autora, o importante é encontrar coragem para mudar, sair da zona de conforto e admitir a necessidade de mudança. Trocar um hábito adquirido por um novo e mais saudável pode ser bem difícil no começo. Ela lista ainda alguns problemas relacionados ao gerenciamento do tempo e sugere soluções.

Problema 1: Você tem filhos pequenos e, inevitavelmente, perde tempo e se atrasa por causa de algo que alguém derramou, uma fralda suja ou um bebê resmungão.

Solução: Planeje-se. Deixe tempo extra na sua rotina para imprevistos. Tenha sempre no carro fraldas limpas, lenços, rolo de papel, mudas de roupa para as crianças, recipientes plásticos para lanches não perecíveis e garrafa de água.

 

Problema 2: Suas tarefas domésticas estão se acumulando.

Solução: Gaste dez minutos por dia naquilo que você tem adiado. Quando terminar uma sequência de tarefas elogie-se. Se tiver seis gavetas para limpar, parabenize-se a cada uma que terminar.

 

Problema 3: Quando você tenta agendar um corte de cabelo, seu cabeleireiro favorito está com a agenda lotada. O mesmo acontece com as consultas médicas de seus filhos.

Solução: Quando você corta o cabelo ou faz outro serviço, sabe que precisará fazer novamente. Então já agende enquanto estiver pagando. O mesmo vale para o pediatra.

5 Comentários
  1. Me desculpa a sinceridade, mas são totalmente sem noção essas dicas, primeiro porque se tivéssemos tempo ele seria preenchido por pendencias atuais, segundo que tipo de atividade da para se fazer em 10 minutos? seja sincera consigo mesma, terceiro, como vamos prever a disponibilidade para agendar um corte de cabelo ou outra coisa com tanta antecedência? Sinceramente, quem escreveu esse texto não vive de realidade ou não tem essas tarefas em casa!

  2. Dicas fantásticas, quando eu descobri a possibilidade de trabalhar em casa, ficar perto do meu filho que tem 5 aninhos, que passa o dia me chamando rsrsrsrsr, sem esquecer do meu lado como profissional e ter meu dinheiro, sem tá dependendo do marido, foi maravilhoso, eu estou amando trabalhar com a internet, nunca pensei que conseguiria remunerações tão altas, mais do que as que eu já recebi em toda minha vida trabalhando como funcionária, e ainda ficava doente com a falta de reconhecimento e cobranças acima do normal. Eu amo ser dona do meu próprio negócio. Graças aos cursos que estudei consegui criar uma excelente estrutura online. Quem quiser passar lá pra dar uma espiada, fique a vontade, bjs bjs bjs. http://maesconect.com.br/trabalheemcasa

  3. Eu vou ser sincera, preferiria ser uma mãe ‘ a moda antiga’ do que a que sou hoje…tempo com os filhos é precioso. Ótimo texto! Serviço maravilhoso.
    Esse tal de feminismo está deixando as mulheres cada vez mais azedas…por conta disso as mulheres estão trabalhando muito mais (casa, trabalho, filhos..) e ainda tem q estar bonitas, cheirosas, dispostas…quase um robô. Qual a recompensa? Se eu pudesse escolher seria somente dona de casa e mãe, sinceramente. Perdemos o cavalheirismo dos homens e o tempo com a educação dos filhos. Não vejo evolução.
    Beijosssssssssssss

    • Olá, Karine. Ninguém está falando que o homem não deve ajudar. Pelo contrário, o texto, inclusive, fala que as tarefas devem ser delegadas, com o marido e com as próprias crianças. Se achássemos que estamos na década de 60, não estaríamos falando de mulher profissional, pois naquela época poucas trabalhavam fora de casa. Hoje esta é a realidade: quem é casada e tem filhos acaba tendo de trabalhar fora e ainda ter de cuidar da família. Mesmo com a divisão de tarefas entre homem e mulher, a tarefa não é fácil tanto para um quanto para o outro. E dicas de como fazer isso são sempre bem-vindas. Espero ter esclarecido. Em caso de mais dúvidas ou críticas, estou à disposição.

Leia também