Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Educação dos filhos

Como motivar um filho com déficit de atenção

Atitudes simples, mas que podem ter grande efeitos sobre os caminhos que seu filho vai seguir

Para cada ação exige-se um empenho e um objetivo a ser alcançado. É isso que faz com que um indivíduo coloque seu esforço e atenção em determinada tarefa. E em se tratando das crianças, são os pais os maiores incentivadores dessa busca por êxito naquilo a que o pequeno é motivado a fazer. Mas, e as crianças que têm déficit de atenção? Como os pais podem contribuir para que seus filhos se saiam bem e tenham sucesso nas atividades solicitadas?

Membros da Fundación Cantabria Ayuda al Déficit de Atención e Hiperactividad, da Espanha, explicam que os país precisam saber que a motivação está intimamente relacionada à autoestima de cada pessoa. A conquista de determinados objetivos, portanto, faz com que a pessoa se torne mais positiva em relação a si mesmo e deseje seguir em frente. Aos poucos, essa sensação faz com que a autoestima se eleve. Por isso, aos pais de crianças com esse déficit cabe a tarefa de valorizá-las, elogiá-las e acreditar em seu potencial, para que elas mesmas percebam sua importância.

Aqui estão alguns outros conselhos a esses pais

1. Crie expectativas adequadas às habilidades daquela criança

Cada pessoa tem suas próprias habilidades. Exigir um objetivo acima disso acabará frustrando e causando a perda de atenção da criança. A melhor coisa é sempre saber em que pontos específicos aquela criança é boa e agir de acordo com seu nível.

2. Ajude-a a definir metas

Que futuro essa criança imagina para si? Os pais devem ajudar os filhos a compreender o que ela pensa em relação à sua vida e contribuir para a definição de seus objetivos, sempre tendo em mente quais são os desejos e sabendo o que de fato os motiva a ser alguém dentro da sociedade.

3. Defina o caminho para que ela alcance seus objetivos

Uma vez que metas foram estabelecidas em conjunto, os pais devem se certificar de que as crianças têm as ferramentas adequadas para alcança-las. Lembrem-se sempre, pais, de que vocês têm muito mais conhecimento sobre os instrumentos que podem ser utilizados para alcançar esse objetivo.

Com informações de Hacer Familia

***

Recomendamos também:

****

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

1 Comentário
  1. Muito boa Matéria. Crianças que são ativas, super ativas e chegando ao limite de Hiperativas, são muito inteligentes, criativas e podem prestar atenção em algo que lhes interesse. Nenhuma necessidade de remédios, vê? Não são crianças doentes, mas com atenção espalhada por tudo que vêem, ouvem ou imaginam. Basta isto, direcionar a motivação das crianças, cuja ação hoje poucos pais se dispõe a fazer pelo tempo que possuem, esta a questão!

Leia também