Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Pais e filhos

Como ajudar seu filho a superar a timidez

Listamos sete frases que, se ditas frequentemente pelos pais, podem encorajar os filhos a superar a timidez durante a infância

Que criança nunca teve que enfrentar o monstro da timidez? Afinal, ainda na infância essa dificuldade pode aparecer para todo mundo. Mesmo que algumas consigam se relacionar facilmente, outras não conseguem fazer novas amizades ou conviver socialmente, isso pode ser o maior desafio delas nessa fase da vida. Mas de uma maneira muito simples, os pais podem ajudar incentivando seus filhos a desenvolverem algumas habilidades como coragem e autoconfiança, dizendo frases motivadoras frequentemente a elas.

Mais importante do que as palavras específicas que você usa, será o tom. Além disso, mantenha calma e não tente empurrá-los para as interações sociais antes que estejam prontos. As crianças têm que aprender as lições difíceis por conta própria. Uma sugestão é lembrá-los sempre que podem contar com vocês com pequenos gestos no dia a dia.

1. “Vamos chegar um pouco cedo para nos acostumar ao lugar”

A escola é o primeiro desafio para uma criança tímida se socializar. Entrar em uma sala cheia de crianças barulhentas pode assombrar um pouco no primeiro momento, especialmente se seu filho está passando por alguma situação que o está incomodando. Por isso, tente chegar cedo à escola ou a uma festa. Isso tornará muito mais fácil para eles encontrar o seu lugar, seja jogando com um amigo ou jogando tranquilamente por conta própria.

2. “Sua amiga estará lá”

Dar ao seu filho um aviso sobre quem ele pode esperar vai ajudá-lo a se preparar mentalmente. É claro que o melhor dos mundos é que um amigo com quem ele se sente confortável esteja lá, mas mesmo que não tenha ninguém próximo, saber o que esperar é reconfortante. Avise-o que haverá novas crianças isso ajudará ele a não entrar em pânico.

3. “Você pode ficar comigo até que esteja pronto para brincar”

Deixe o seu filho ficar com você até que esteja pronto para ir brincar, mas tente fazer suas coisas também. Você não precisa ignorar seu filho, é claro, mas incentivá-lo a explorar por conta própria ou a participar brincadeiras é importante. Se você faz com que sua presença seja imprescindível, é muito menos provável que seu filho se arrisque por conta própria.

4. “Eu vejo que você não está pronto para entrar ainda. Gostaria de segurar minha mão?”

Pode ser tão tentador dizer ao filho: “Apenas vá brincar!” quando eles estão agarrados à sua perna em um parque ou festa de aniversário. É natural querer ver seu filho correndo e rindo com as outras crianças, mas é essencial conhecê-lo e entender como ele se comporta com outras crianças por perto. Dizer apenas para “ir brincar” pode soar como uma rejeição, principalmente quando eles estão pisando em um território desconhecido. Por outro lado, se você os abraçar fazendo com que se sintam seguros para explorar o mundo, eles se sentirão mais confiantes.

5. “Você parece ansioso”

Escolha as palavras da maneira correta. Você pode reconhecer os sentimentos de ansiedade dos seus filhos sem rotulá-los como “tímidos”. Se eles ouvirem repetidamente que são tímidos, vão internalizar isso como parte de sua identidade e de como se veem. Em vez disso então, mesmo que você ache que eles não estão ouvindo, reconheça os sentimentos específicos que eles estão sentindo.

Apenas nomear o que eles estão sentindo, sem oferecer uma solução, já é o suficiente. Se eles perceberem que você entende o que estão sentindo e, mais do que isso, que você os aceitam, eles superarão a ansiedade mais rapidamente, pois não enfrentarão a pressão adicional de agradar você.

6. “Que coisas você gostaria de conversar com seus amigos?”

Para algumas crianças, conversar com os amigos vem naturalmente, mas se este não for o caso do seu filho, ajude-os a aprender habilidades de conversação. Ajude seu filho a pensar em três ou quatro coisas sobre as quais gosta de conversar e treinem algumas conversas iniciais que podem usar com outras crianças. Quanto mais eles praticam com você, mais confortáveis eles se sentirão em situações da vida real com outras crianças.

7. “Qual amigo da escola você gostaria de convidar?”

Frequentemente crianças tímidas preferem amizades próximas do que estarem cercadas por um monte de outras crianças. Você pode ajudá-los a desenvolver esses relacionamentos íntimos organizando encontros com as crianças com as quais eles se sentem mais confortáveis. Se seu filho não puder lhe dizer quem ele gostaria de ter, pergunte a seu professor se há alguém com quem ele gosta de brincar ou fazer o lanche na escola. Ter até uma ou duas amizades fortes pode ajudar muito a criança a se sentir mais confiante em situações sociais.

Com informações de Motherly

 

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também