Companheirismo

Metas para 2021: como o casal pode aprender e crescer junto

  • PorRossana Bittencourt, especial para o Sempre Família
  • 28/12/2020 09:00
Os planos podem ser muitos, mas o mais importante é se conhecer, conversar com o parceiro e estipular metas possíveis.
Os planos podem ser muitos, mas o mais importante é se conhecer, conversar com o parceiro e estipular metas possíveis.| Foto: Unsplash/Shea Rouda

No mês de dezembro, perto da virada, é comum começar a pensar nos objetivos para o próximo ano. Especialmente depois desse conturbado e nada convencional 2020.

Siga o Sempre Família no Instagram!

Reformar a casa, ter mais um filho, mudar de emprego, ficar mais perto da família e até começar a praticar exercícios. Os planos podem ser muitos, mas o mais importante é se conhecer, conversar com o parceiro e estipular metas possíveis.

Autoconhecimento

Para a psicóloga Ana Carolina De Carvalho Pacheco, um casal está junto porque tem desejos em comum, mas nunca pode esquecer das vontades individuais. “É comum que os ritmos sejam diferentes. Normalmente um é mais controlador e o outro mais, passivo”, diz ela. Por isso essas características particulares devem ser levadas em conta na hora de fazer planos.

Diálogo é fundamental

Outro aspecto que a psicóloga considera fundamental é avaliar se os dois têm vontade de definir metas. “Se eu quero, mas meu marido não tem esse desejo, posso convidá-lo a participar comigo. Se não for a vontade da pessoa, devo respeitar”, ensina Ana Carolina. Agora se os dois chegam à conclusão de que definirão objetivos, o primeiro passo é conversar.

Muitas vezes é no bate papo descontraído que se conhece melhor o outro. Ana dá um exemplo prático sobre como é possível saber de novidades mesmo depois de anos juntos. Quando já estava casada há 12 anos, começou a pensar em doar os livros que tinha em casa para que passassem às mãos de outros leitores. Ao pegar os exemplares do marido, soube que ele sempre sonhou em ter uma biblioteca própria. Foi uma surpresa pra ela. “Relacionamento, de um modo geral, é uma escola. Sempre tem como descobrir coisas novas com diálogo”, revela.

Propósito comum

Checar prioridades, conferir o orçamento, saber o que quer... Isso tudo é o segundo passo. Mais do que sonhar juntos, o segredo, de acordo com a psicóloga, é conseguir estabelecer um tronco comum de propósitos possíveis, alcançáveis. “Chegar no fim do ano e não ter cumprido nada é frustrante para a pessoa e para o casal”, explica. Quando se estabelece um objetivo, ao alcançá-lo, é possível dar outro passo, estabelecer desafios mais arrojados.

Escrever e fazer um plano

Colocar tudo no papel e ser bem específico também ajuda. Registrar as metas auxilia na visualização do que é possível de fato. Quanto mais detalhes, melhor o cérebro define as estratégias para conquistar o que se deseja. Por exemplo: fazer uma viagem, para onde, quando, com qual orçamento. E não apenas: viajar mais em 2021. Diferentes áreas da vida podem ser abordadas e não apenas um assunto específico. Saúde, finanças, profissão, família, casa. São inúmeras possibilidades. O ideal é periodicamente acompanhar a evolução dos planos para, talvez, mudar o caminho rumo aos objetivos.

Crescer e construir

Incentivar e apoiar o parceiro são características dos casais de sucesso, defende Ana Carolina. É desse tipo de relação que se constrói casa e educa filho e o autoconhecimento é a ferramenta para se buscar um sonho a dois. Se estipular metas é importante para o casal, atingi-las é um passo bem relevante para a saúde da relação. “São duas pessoas que optaram por estar juntas. A gente vai crescendo e construindo esse relacionamento”, conclui.

Deixe sua opinião

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.