Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Educação dos filhos

Brincar com os pés descalços faz mal para as crianças?

Ficar descalço pode trazer alguns riscos às crianças, mas possibilita também importantes benefícios a seu desenvolvimento físico e social.

Você deve ter ouvido muito durante a infância: “Não pisa descalço no chão frio que vai pegar gripe!” ou “Não vá brincar descalço na terra porque vai ficar doente!”. E certamente, se hoje você já é pai ou mãe, deve ter reproduzido essas recomendações aos seus filhos. É fato que criança adora sair por aí com os pés no chão, aproveitando para se refrescar e conhecer o território em que vive. Mas isso é de fato é ruim? Faz mal para as crianças brincarem com os pés descalços? Especialistas mostram que, mantidos os devidos cuidados, isso pode contribuir para o seu desenvolvimento.

Victor Horácio de Souza Costa Júnior, pediatra e professor do curso de Medicina da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), explica que andar descalço pode interferir na saúde da criança, principalmente com relação ao choque térmico que pode ocasionar em caso de pisos como os de cerâmica, por exemplo. “Uma criança que está com o corpo quente e pisa em um chão frio pode vir a ter alguma infecção mais ou menos grave, ou ficar doente com maior frequência”. O mesmo não acontece, segundo ele, quando a criança está em pisos que não transmitem temperaturas tão baixas.

20 ideias de parquinho para montar no quintal de casa

Além disso, observar a superfície onde essa criança vai pisar é de suma importância para os pais, de acordo com Ana Beatriz Wagner, pediatra da Paraná Clínicas. Ela alerta para que eles estejam atentos ao espaço, percebendo se existem objetos cortantes caídos no chão de casa ou em meio ao gramado, se na areia onde a criança vai brincar não há fezes de animais e se não há insetos que causem alergias. “É preciso cuidar com o colocar areia na boca, pisar em pregos, cigarros que não foram bem apagados, prevenindo assim que elas peguem infecções, micoses, bicho-de-pé, etc.”

Desenvolvimento

Apesar desses cuidados, nem tudo está perdido para os pais de crianças que sempre querem brincar com os pés no chão. Em um espaço devidamente higienizado ou livre dos riscos citados acima, ficar descalço auxilia em muito o desenvolvimento dos pequenos.

Ana Elizabeth Luz Guerra, psicóloga do Centro Internacional de Análise Relacional (CIAR), comenta que isso pode favorecer, entre outras situações, o fortalecimento das aquisições psicomotoras, das noções espaço-temporais, lateralidade, ritmo, velocidade, equilíbrio, segurança pessoal e confiança em si. “Quando a criança tira o sapato, outras questões mais profundas se fazem presentes, como comunicar ao outro que há uma aceitação dela em relação àquela experiência”. De acordo com a especialista, esse é um gesto bastante simbólico que pode representar o fato de ela estar disposta a vivenciar aquela brincadeira que tem desafios, riscos e um conteúdo mais afetivo.

Por que muitos bebês nascem com olhos azuis que depois mudam de cor?

Outro fator benéfico relacionado ao desenvolvimento infantil, de acordo com Ana Beatriz, é que a criança que anda descalça melhora a sua estabilidade, porque ao estar com os dedinhos dos pés livres ela consegue se equilibrar melhor. “Brincando descalço ela conhece melhor o ambiente, por meio do tato, reconhecendo os diversos pisos: cerâmica mais frio, tapete mais confortável, e fora de casa as texturas do gramado e a areia”, comenta. As crianças vão se acostumando devagar, segundo ela, mas isso é importante para fortalecer os músculos dos pés.

A recomendação da pediatra é que os pais deixem as crianças livres para explorar os diversos espaços e lembra que o ideal é que elas brinquem sempre fora de casa. Se for preciso que fiquem em um ambiente interno, ela sugere o uso de meias antiderrapantes, porque assim as crianças mantêm as oportunidades de desenvolvimento mencionadas, ao mesmo tempo em que ficam protegidas da mudança de temperatura dos diferentes pisos que podem existir em casa.

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também