Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Pintura de Luca Pacioli, frade e cientista, considerado o pai da Contabilidade (pintura atribuída a Jacopo de' Barbari).
Pintura de Luca Pacioli, frade e cientista, considerado o pai da Contabilidade (pintura atribuída a Jacopo de' Barbari).
Cultura

“Bíblia e natureza: os dois livros de Deus”, o novo livro que desfaz falsas oposições entre ciência e fé

Obra assinada por quatro autores deixa claro que ciência e fé, quando bem compreendidas, cooperam uma com a outra.

Qual é, afinal, a relação entre a ciência e a fé? Há quem pense que as descobertas científicas dos últimos séculos – como a teoria da evolução – invalidariam boa parte dos ensinamentos das religiões e que a ciência, assim, teria triunfado sobre a fé e assumido a sua tarefa de explicar o mundo. Do outro lado, existem aqueles que reagem a esse grupo menosprezando a ciência e se aferrando a concepções de mundo que, embora sejam comumente vistas como religiosas, não são decorrências necessárias da fé. Entre esses dois extremos há ainda aqueles que, de forma contraditória, mantêm certa prática religiosa e a assimilação das descobertas científicas em paralelo, sem contato, afirmando uma visão de mundo dentro da igreja e outra fora.

A visão defendida pelos autores de Bíblia e natureza: os dois livros de Deus – reflexões sobre ciência e fé, lançamento da Editora Mensageiro de Santo Antônio, é bem diferente. O físico Alexandre Zabot, o bacharel em antropologia filosófica Daniel Marques e os jornalistas da Gazeta do Povo Luan Galani e Marcio Antonio Campos – este último autor do blog Tubo de Ensaio, consagrado na área – estão convictos de que ciência e fé não se opõem, não são rivais e não se confundem. Cada uma tem a sua área de atuação, uma não apita no campo da outra e, bem encaminhadas, cooperam uma com a outra.

Livro_Mockup_CiênciaA citação de São Josemaria Escrivá escolhida pelos autores como epígrafe do livro deixa claro: “Não podemos admitir o medo da ciência, visto que qualquer trabalho, se é verdadeiramente científico, tende para a verdade. E Cristo disse: Ego sum veritas. ‘Eu sou a verdade’”. E a capa também resume a concepção dos autores, trazendo um retrato de Luca Pacioli, frade franciscano e célebre matemático, considerado o pai da contabilidade moderna. Ele é um dos muitos exemplos que o livro apresenta como evidências de que ciência e fé podem caminhar juntas.

O lançamento é uma coletânea de artigos escritos pelos quatro autores na coluna Os dois livros de Deus, da revista O Mensageiro de Santo Antônio, entre 2010 e 2016. O livro, que custa R$ 29,90, pode ser adquirido na loja virtual da Editora Mensageiro de Santo Antônio.

Aos leitores de Curitiba, está previsto um evento de lançamento em março, na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), em data a confirmar.

 

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

 

Leia também