Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Crédito: Methodist Health System.
Crédito: Methodist Health System.
Natalidade

Bebê nasce 54 dias após a morte da própria mãe

Após um sangramento na cabeça, uma grávida nos Estados Unidos teve morte cerebral, o que obrigou os médicos a manterem seu corpo funcionando por meio de aparelhos para salvar a vida do bebê

Um bebê nos Estados Unidos nasceu 54 dias após sua mãe ter sofrido morte cerebral. De acordo com o site NBC News, Karla Perez, de apenas 22 anos, entrou em colapso em sua casa no dia 8 de fevereiro após ter um sangramento cerebral. Ela estava grávida de 22 semanas e, se o bebê nascesse, não sobreviveria fora do útero materno por ser ainda muito imaturo.

Foi nesse momento que os médicos tomaram a decisão de fazer tudo o possível para manter o organismo da mãe funcionando, mesmo após a morte cerebral, a fim de salvar a vida do bebê, segundo o doutor Andrew Robertson do Methodist Women’s Hospital, onde ela estava internada. Para isso, uma equipe de 100 médicos e enfermeiros acompanhou o caso.

Cesariana

A ideia dos médicos era mantê-la tempo suficiente para que a gravidez chegasse às 32 semanas. Isso não foi possível, porque o estado de saúde de Karla se deteriorou, o que fez com que uma cesariana de emergência fosse necessária. Então, no dia 4 de abril, o bebê Angel nasceu, pesando apenas 1 quilo e 400 gramas. Ele teve de ir direto para a incubadora e passou a ser alimentado por tubos.

54 dias após ter o sangramento cerebral e apenas dois após o nascimento de Angel, Karla faleceu. Os órgãos de Karla foram doados, e o bebê será criado pela avó. Uma história assim, de acordo com os médicos não acontecia nos Estados Unidos desde 1999.

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
4 Comentários
Leia também