Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Educação dos filhos

6 maneiras de fazer com que seu filho te ouça (sem que você seja repetitivo)

Repetir-se continuamente faz com que você sinta como se seu filho não o respeitasse e como se não precisasse nem mesmo reconhecer sua autoridade de mãe ou pai, não é mesmo?

Existe algo mais frustrante do que pedir ao filho para fazer algo simples como calçar os sapatos, e repetir a mesma fala diversas vezes, sem ter uma resposta? Se seu filho não ouve – ou finge não ouvir –  quando você chama atenção ou pede algo a ele, mantenha calma! Essa questão não é exclusividade da sua família. Mas, repetir-se continuamente faz com que você sinta como se seu filho não o respeitasse e como se não precisasse nem mesmo reconhecer sua autoridade de mãe ou pai, não é mesmo? E há ainda o agravante de que essa insatisfação com sua maneira de conduzir a educação de suas crianças o leva a sentir raiva e impedir que tome decisões corretas acerca do assunto. Não importa quantas vezes você prometa a si mesmo que vai manter a calma, muitas vezes não é possível quando você está fazendo pedidos tão razoáveis ​​e sendo completamente ignorado. Então, como resolver isso? Nós do Sempre Família defendemos que a maneira com a qual você educará seus filhos é própria de sua cultura família. Mas, quem sabe, as dicas a seguir, baseadas em um artigo do site Motherly, possam ajudar:

1. Espere até ter a atenção de seu filho

Gestos simples fazem toda diferença nesse momento. Em vez de pedir à distância e ter de repetir o pedido logo em seguida, tente ir até o seu filho, observe o que está fazendo e coloque uma mão no ombro dele. Faça contato com os olhos e quando você tiver toda a atenção dele, peça o que deseja. Ele ainda pode dizer “não”, mas provavelmente não vai fingir que você nunca falou. É muito mais difícil ignorar alguém que está olhando diretamente para você.

2. Dê uma “ajudinha”

Se você sabe que seu filho ouviu o que você disse, mas ele não está respondendo, vá até ele e o ajude, ainda que seja algo simples de se fazer, como calçar os sapatos. Parece absurdo você ter de ajudá-lo com isso, mas o exemplo pode em algum momento ficar gravado na memória dele e ele não irá mais esperar até que você faça por ele.

3. Fale calmamente

Quando for pedir algo a ele e estiver ocupada com as tarefas de casa, chame pelo seu filho e depois faça uma pausa. A curiosidade certamente fará com que ele responda. Repita o primeiro passo, esperando até que ele te dê atenção e então, com calma, peça o favor. Quem sabe contar mentalmente até cinco ajude.  Essa técnica pode ajudar até mesmo para que você lembre que as pessoas não são iguais. O que diremos das crianças então? O processamento das informações na cabeça das pequenas é infinitamente diferente dos adultos. E não é porque ele é seu filho que pensará como você ou com a mesma agilidade.

4. Use lembretes

Tente usar uma ou duas palavras como lembrete. Em vez de repetir tudo o que precisa sempre que for falar com ele, opte por dizer poucas palavras. Se você tem uma regra de que seu filho leva o prato até a pia após a refeição, evite sempre dizer: “Marcos. Terminando de comer, você pode levar o prato até a pia para que eu possa lavar mais tarde?”, mas escolha, por exemplo, lembrá-lo: “Marcos. O prato.”  É engraçado, não é? Mas acredite, é eficaz ao não demandar de você uma carga excessiva de fala e repetição de pedido.

5. Concordar e praticar uma resposta

Assim como as crianças pequenas precisam aprender a dizer “por favor” e “obrigado”, elas às vezes precisam de um pouco de ajuda para aprender a responder verbalmente quando você pede que façam alguma coisa. E elas não sabem isso instintivamente, até porque é uma organização mental sua. Então explique a ele como gostaria que ele respondesse a um chamado, para que você saiba que ele te ouviu e em breve te retornará. Um “sim, mamãe ou papai” ou “está bem”, podem ajudar. Assim como você precisa entender as necessidades dele, ele também tem de saber o que você espera dele.

6. Discuta as expectativas com antecedência

Se houver uma situação nova para o seu filho ou se você suspeitar que será um desafio para ele, discuta as expectativas antes de tudo. Conhecer as expectativas faz com que ele entenda mais rápido quando receber um lembrete, se tornando mais fácil para ele obedecer. Como dissemos acima, ele precisa entender o que você precisa dele.

 

 

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também