Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Virtudes e Valores

6 dicas para desenvolver a habilidade da empatia

Aprender a colocar-se no lugar do outro traz benefícios em todas as áreas de nossa vida.

A empatia é a habilidade de se colocar no lugar do outro, de modo a entender suas necessidades, sentimentos e problemas. Favorece uma escuta ativa e um relacionamento próximo e compreensivo, bem como a relativização do próprio “eu” em favor do outro. A empatia beneficia as relações na família, com os amigos, com o parceiro e com os colegas de trabalho.

Viver o valor da empatia é simples se buscamos nos colocar mais no lugar dos outros e agir de forma correspondente a isso. Por isso, é preciso estar atento a pequenos detalhes que nutrem o nosso crescimento na capacidade de sermos empáticos. Confira algumas dicas:

 

1) Procure sorrir sempre

Habitue-se ao sorriso. Isso transmite leveza, confiança e cordialidade. A serenidade e a abertura demonstradas por um sorriso são capazes de desarmar mesmo quem esteja mais exaltado.

 

2) Dê prioridade aos problemas dos outros

Primeiro escute bem a pessoa que se aproximou de você para contar algo. Espere ela terminar de contar o que a aflige e só depois a conforte, aconselhe ou fale de seus próprios problemas, mas sem minimizar a situação pela qual ela passa.

 

3) Não julgue sem saber

Existe uma infinidade de variáveis que fazem com que a gente não saiba o suficiente sobre a situação de outra pessoa a ponto de sermos capazes de julgá-las. Mantenha-se alerta para não rotular os outros e busque compreender os sentimentos que a incomodam.

 

4) Seja gentil se não puder ouvir no momento

Às vezes não temos tempo para ouvir no momento em que a outra pessoa se achega a nós, ou até mesmo não estamos em condições de ajudar. Sempre, porém, expresse isso com cortesia e delicadeza, assegurando que logo vai arranjar um tempinho para ouvi-la com atenção. A pessoa se sentirá tão atendida como se você tivesse tido disponibilidade.

 

5) Evite demonstrar pressa, tédio ou cansaço

Se outra pessoa conversa com você, demonstre interesse e fique alerta para que, mesmo sem querer, você não acabe demonstrando que não quer ouvi-la.

 

6) Use a sua linguagem corporal

Um olhar, um toque, um abraço, um segurar as mãos são demonstrações de afeto que valem muitas vezes mais do que palavras. Esses gestos são capazes de confortar pessoas que estiverem passando por um mau momento.

 

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também