Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Comportamento

5 maneiras de reduzir os conflitos familiares

Alguém precisa levantar a bandeira branca da paz em meio a guerra, e por isso trazemos algumas dicas para que você possa ser um agente de transformação no seu lar

Você já teve a impressão que sua casa é um grande barril de pólvora que ao menor sinal de fogo pode explodir? São as opiniões de um que não são bem recebidas, as ações e atitudes de outro que incomodam os demais. Ou seja, ninguém se entende e todos irritados partem para a briga. Os momentos de paz agora só existem quando todos estão separados, mas assim, que família resiste unida? Olhando para esse panorama, parece que não há resolução para a situação. Mas a boa notícia é que dá para resolver sim, e o começo para isso é mais simples do que se imagina: alguém precisa levantar a bandeira branca da paz. Aqui trazemos algumas dicas para que você que nos lê – filho, mãe ou pai – possa ser esse agente de transformação no seu lar:

1. Expectativas deve ser claras
Lembre dos últimos conflitos que você teve, seja em casa ou fora dela. A chance de eles terem acontecido devido a um ruído de comunicação é grande. E isso acontece porque em geral as pessoas têm expectativas em relação às outras, mas por algum motivo não as deixam claras. Seja a falta de tempo para conversar, seja por um medo prévio de criar um atrito. Por exemplo: você e seu marido falam sobre suas agendas? Quantas vezes já aconteceu de um marcar compromisso em que o outro precisa estar presente, mas não avisou e quando perceberam havia um conflito de horários? Talvez você tenha imaginado que seu esposo ou esposa já sabia o que você faria, mas, ele é obrigado a saber?

2. Diminua a velocidade da rotina familiar
Quando tudo em sua casa funciona cronometrado, toda vez que o inesperado acontece uma crise aparece. Não estamos incentivando aqui que você não tenha horários específicos para saída de casa pela manhã ou para refeições. Inclusive temos uma série de conteúdos aqui no Sempre Família para te ajudar justamente com a organização da sua rotina. Mas o que queremos dizer aqui é que criar uma “margem de erro” no calendário familiar é interessante. Deixe um espaço em branco na agenda de todos para o descanso ou procurem uma maneira de criar folgas entre as atividades diárias.

3. Observe sua maneira de falar
Você pode ter sido criado em uma família onde todos são sempre muito diretos em suas falas. Mas talvez seu cônjuge não. E é dessa diferença no tratamento que algumas brigas surgem. Então observem o tom comum entre você, seu cônjuge e mesmo seus filhos, e exercitem essa mudança. Se para você está “acostumado” a dar ordens, tente maneirar no tom e pedir com mais calma o que precisa. Claro que há dias em que você estará cansado e sem vontade de falar com ninguém, mas, lembra do primeiro ponto sobre as expectativas? Explique aos de casa que você está irritado e que deseja evitar ser rude ou ofensivo em suas palavras.

4. Opte por relevar as ofensas
Você até pode ter sempre uma resposta pronta para se defender, mas porque não optar por respirar e não ceder à provocação? Podemos escolher assumir que uma ofensa foi intencional e nos armar para a guerra, mas também podemos decidir que talvez o outro não tenha tido a intenção de dizer ou fazer aquilo. Procure dar um crédito ao outro, sempre.

5. Seja flexível
Nada pode estar sob seu controle o tempo todo e é preciso saber lidar com os imprevistos. Regras são feitas para serem seguidas, mas existem as exceções e elas podem ajudar muito em seu relacionamento familiar, se você estiver disposto a aceita-las. O mesmo conselho do ponto acima vale aqui também: tente dar crédito às pessoas, sendo maleável na resolução de problemas. E não pense que você se tornará um alvo fácil dentro de casa, um capacho em que todos podem pisar. Ser flexível na medida certa te ajudará a ser um referencial em sua família.

 

Com informações de iMom

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também