Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Educação dos filhos

10 passos para fazer o seu filho dormir na cama dele

É importante mostrar à criança que dormir em seu próprio quarto lhe garante autonomia e mostra que vocês, pais, estão confiantes nela

Há muitas razões pelas quais a criança não gosta de ficar na sua cama e não faltam motivos para ela querer procurar os pais quando acorda de forma abrupta no meio da noite. Encontrar uma solução que funcione na sua família requer um pouco de tentativa e erro, mas com alguma dedicação, você vai ter sucesso.

É importante mostrar à criança que dormir em seu próprio quarto lhe garante autonomia e mostra que vocês, pais, estão confiantes nela. Mostre que agora ela será mais responsável, que terá mais independência e que ganhará ali um espaço todo para se desenvolver e fazer suas atividades – sob supervisão, claro.

Mas, apesar de todo o otimismo, sabemos que este será um momento delicado a todos, portanto, separamos aqui dez passos para ajudá-los nessa transição:

1. Encontre a raiz do problema

O primeiro passo é descobrir por que o seu filho está tendo problemas com isso. Algumas crianças saem da cama à noite porque têm medo de monstros imaginários e outras simplesmente porque algo as acordou e elas não conseguem pegar no sono sozinhas.

2. Comece uma rotina nova

Mudar um pouco a rotina da hora de ir para a cama pode ter um bom impacto, sobretudo se o motivo pelo qual o problema acontece são os pesadelos ou o medo. Mostre que não há perigo nenhum no quarto e tire um tempo para lhe contar uma história. Isso vai fazer vocês atingirem o objetivo sem tanta pressão.

3. Estimule o seu filho a pegar no sono sozinho

Se você costuma passar um tempo no quarto do seu filho até que ele pegue no sono, pode ser bom repensar a estratégia. Se a criança depende de você para dormir, é natural que ela procure por você quando desperta durante a noite e não consegue adormecer sozinha. Se você trabalhar para que ela se acostume a pegar no sono sozinha, possivelmente vai perceber que o grosso do problema já está resolvido. Neste caso, o tempo de leitura sugerido acima deve ser limitado.

4. Saiba chegar ao objetivo acontecerá de forma gradual

Você não vai conseguir dormir em uma cama “livre de crianças” na primeira noite em que estiver trabalhando nesse projeto – e talvez nem mesmo na primeira semana. É importante manter o foco no objetivo final, mas lembrando que o resultado não será imediato. Afinal, você quer uma solução definitiva, e não algo temporário.

5. Mantenha uma linguagem positiva

Quando você conversar com o seu filho sobre dormir sozinho, assegure-se de que a sua linguagem é otimista e positiva, e não severa e autoritária. Faça com que passar uma noite inteira na própria cama pareça para ele uma grande conquista, e não algo que ele precisa fazer para não ser castigado ou para não desapontar você.

6. Envolva o seu filho no processo, claro

É importante dar ao seu filho um pouco de autonomia sobre a situação, deixando-o escolher lençóis novos, um bicho de pelúcia especial para dormir junto com ele ou até mesmo deixando ele falar um pouco com você antes de dormir. Faça com que seu pequeno saiba que você quer que ele esteja empolgado com esse novo capítulo na sua vida de “gente grande”.

7. Invente um jogo

Estabelecer um sistema de recompensas após cada noite passada com sucesso na própria cama faz a coisa parecer divertida e desafiadora. 

8. Seja firme

Quando você ouve passinhos se aproximando do seu quarto no meio da madrugada, pode parecer mais fácil simplesmente dar espaço, em vez de se levantar e encarar o desafio. Porém, consistência é a chave, porque você não quer enviar mensagens confusas para o seu filho. Simplesmente levante-se, leve o seu filho de volta para a cama dele, evitando confrontos no caminho.

9. Seja paciente

Não é fácil manter a calma quando você se vê privado do sono e frustrado, mas perder a paciência e o controle é uma maneira infalível de fazer as coisas darem errado. Quando você estiver levando a criança de volta para o quarto dela, se esforce para ser compreensivo, em vez de expressar raiva e insatisfação.

10. Recompense o sucesso e não castigue os retrocessos

Em vez de castigar o seu filho ou fazê-lo ficar envergonhado quando ele está se esforçando, procure recompensar as suas vitórias. Entenda que ele quer que você se sinta orgulhoso dele, mesmo se a mudança que você está pedindo é grande e um pouquinho assustadora.

***

Recomendamos também:

***

Acompanhe-nos nas redes sociais: Facebook Twitter | YouTube

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também