Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Educação dos filhos, Terceira idade

10 dicas para adolescentes e jovens conviverem bem com seus avós

Agradeça pela importância deles em sua vida com gestos simples que, na maioria das vezes, só custam um pouco do seu tempo

Pergunte a um adulto qual a importância que seus avós tiveram em sua vida e a resposta será, muitas vezes, relacionada ao cuidado, ao carinho e aos ensinamentos que eles deram. Quando somos pequenos parece que a casa de nossos avós é um lugar para diversões, para ser mimado e é onde passamos as férias, fazendo companhia e aprendendo com eles. Ao chegarmos à adolescência e juventude, porém, a correria que a vida nos impõe, ou mesmo a distância física, nos afastam um pouco desses bons velhinhos. Por isso, trazemos aqui algumas dicas para você, que tem percebido que crescer te deixou um pouco longe dessas pessoas tão queridas:

 

– Ligue ou mande uma mensagem: se seus avós já estão nas redes sociais? Aproveite! Faça uma foto com eles no almoço de domingo e publique, deixe uma mensagem de carinho ou mande um “Oi!” virtual, sempre que puder. Tudo isso vai deixá-los muito felizes. Caso eles não tenham se animado com a internet, ligue. Acredite, o telefonema de um neto amado transforma o dia deles, principalmente quando ocorrem em aniversários.

 

– Conte seus feitos: posso dizer por experiência própria que não há quem fique mais orgulhoso com a sua vida, do que seus avós. Quando for visitá-los ou quando vierem à sua casa, sente com eles e conte um pouco dos seus projetos. Eles ficam maravilhados ao saber o quanto você tem se dedicado e é como um sinal para eles, de que o trabalho que iniciaram lá atrás, ajudando na sua criação, deu certo!

 

– Escute suas histórias: tenho um avô cheio de histórias para contar. Se você também tem avós assim, pare para ouvi-los. Na maioria das vezes, essas histórias são compridas e pode ser que a memória deles dê uma falhada, mas fique ali e ouça com atenção. O tempo vivido por eles é cheio de preciosidades que vão enriquecer sua vida. E lembre-se de mostrar que você está atento. Isso faz com que eles fiquem ainda mais entusiasmados em dividir relatos do passado com você.

 

– Passeios ou viagens: se você tem essa possibilidade, leve-os para um passeio no parque ou para alguma viagem a algum destino que sempre quiseram conhecer. Além de ser um tempo de muita diversão, você fará com que eles se distraiam um pouco. Alguns avós, com o passar dos anos, sofrem com a falta do que fazer, e a vida se torna uma rotina sem muitas novidades.

 

– Jogos: lembro que um dos meus avós que já faleceu, infelizmente, gostava de jogos de tabuleiro. Eu sempre perdia dele em jogos como Damas e Dominó. Era incrível! Se algum dos seus avós também gostar de jogos, sente-se junto dele numa tarde de domingo e divirtam-se. Além disso, com esses jogos você também contribui com a saúde mental deles, pois são atividades que exigem bastante raciocínio.

 

– Assistam TV juntos: tenho uma outra avó que tem seu cantinho marcado no sofá e que gosta de assistir alguns programas de televisão. Sempre que estou na casa dela, e ela já parou com os afazeres de almoço (porque ela sempre está envolvida na comilança, mesmo que não seja a responsável pela refeição daquele dia), sento perto e ela já começa a comentar sobre os programas que estão passando. Às vezes é coisa simples, às vezes tenho que explicar algo mais sério se for um jornal, por exemplo, mas ficamos ali. E se estiver frio, ainda dividimos a coberta!

 

– Almoço de fim de semana: como a correria semanal com trabalho, escola, faculdade ou outras atividades podem te impedir de sentar-se à mesa com eles, aproveite para estar junto no almoço de domingo. Além de encher a casa, que às vezes já está um pouco vazia sem os filhos, você ainda vai comer um prato delicioso, com certeza. Tenho uma avó que faz o melhor bife do mundo, outra que é mestre em massas e um avô, que pela experiência como caminhoneiro, faz um excelente Arroz de Carreteiro.

 

– Ensine algo novo: se seus avós ainda não sabem mexer no computador, e ainda for possível a eles aprender, ensine. Se você aprendeu algum jogo novo e perceber que pode ser legal para que joguem juntos, mostre a eles. Uma técnica culinária ou um novo prato? Vá para a cozinha e mostre como fazer. Esta é a hora de você contribuir na vida deles.

 

– Leitura: um dos meus avós é louco por jornais. Tem assinatura e lê o que chega todos os dias para estar bem informado. Isso rende bastante assunto quando nos encontramos. Mas há alguns que já não têm mais essa facilidade, então, sentar-se com eles e ler algumas notícias ou mesmo livros, fará muito bem. Assim você os estimula a conversar mais e a terem sua própria opinião.

 

– Elogie: às vezes com o passar dos anos a auto-estima diminui bastante, por isso, elogiar seus avós mostrará o quanto você percebe eles e demonstrará seu amor, fazendo muito bem ao relacionamento entre vocês. Diga que ela está bonita com a nova saia que comprou, que ficou ainda mais elegante com o novo corte e cor de cabelo, que o almoço está delicioso, que o novo chapéu de inverno dele o deixou mais bonito, que o jantar que ele preparou está muito bom também, enfim, mostre a importância deles na sua vida.

 

Estas são dicas que aparentemente parecem pequenas e simples, mas que na vida dos idosos fazem grande diferença. Alguns deles não têm mais atividades após a aposentadoria ou, por causa da idade avançada, já não conseguem fazer muitas coisas. Então, tendo a possibilidade de animar o dia deles, faça! Para adolescentes e jovens a vida se torna mais acelerada e por vezes quando se dão conta, dias e semanas passaram num piscar. Apesar disso, não deixe de dar atenção sempre que conseguir, aos seus avós, que são pessoas muito importantes na formação de quem você é hoje. Se tiver mais dicas, sinta-se à vontade em nos contar nos comentários.

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também