Sempre Família - Porque cuidar é fundamentalAtivo 1

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
varias fotos de viagens de familia
foto 5
Flávia Sphair

Turismo em Família

Dicas para passeios com as pessoas que você ama

Volta de viagem longa com filhos pequenos: o que esperar?

Adaptar filhos pequenos para a rotina diária depois de uma viagem pode não ser tão rápido quanto o esperado, mas dá pra se preparar para isso.

Bebê olhando para cima
Crédito: Arquivo Pessoal

Talvez você nunca tenha pensado nisso, mas depois que retornamos de uma viagem longa com filhos pequenos, a vida não volta “ao normal” na mesma velocidade que gostaríamos.

Escrevo agora então sobre este assunto, e tenho certeza que vai te ajudar – e muito – no planejamento total de sua viagem (ou seja, até mesmo depois do fim).

Quando planejamos uma viagem com crianças, pensamos no roteiro, serviços e várias necessidades que facilitem o trajeto e os passeios. E tudo exige uma adaptação que, especialmente aos menorzinhos, pode não ser tão simples para eles entenderem tudo. Mesmo que consigamos prever o máximo possível de problemas e situações, é impossível controlar suas reações, não é? Afinal, eles vão dormir em um lugar diferente, comer coisas novas, sair da rotina. Podem até mudar o fuso horário e ficarem facilmente cansados. Não é  fácil para nós, quanto mais para eles.

 

Viagem com crianças pequenas sem Seguro Viagem é muito arriscado. Pesquise a melhor opção e faça o seu agora com desconto de 5% usando o cupom TURISMOEMFAMILIA – Seguro Viagem

 

Porém, em geral, se você se prepara, é possível driblar a maior parte dos desafios e até o retorno da família para o lar, incluindo lembranças incríveis na bagagem de tudo o que fizeram juntos.

Mas, esquecemos o que vem depois disso, e não nos preparamos para esta hora também. É aí que entro no post de hoje.

É fato sim que tudo não volta ao normal na hora que pisamos em casa, afinal foram muitas vivências diferentes ao longo de vários dias (ou mesmo meses) de viagem.

Mãe e bebê na fila do raio x no aeroporto
Crédito: Arquivo Pessoal

Se você está viagem marcada, especialmente ao exterior, ficam algumas ideias e dicas de como evitar problemas no retorno de uma viagem com filhos pequenos:

* A rotina de sono pode mudar: talvez você tenha até a sorte de ter filhos que mudem pra melhor a hora de dormir, mas, se você tem filhos que já dormem bem à noite toda, pode ser que eles não o façam nos primeiros dias na volta. Meus filhos sempre dormiram bem, e sozinhos (no sentido de colocá-los no berço e lá adormecerem, sem precisar niná-los), mas tanto com o mais velho como com o mais novo, em destinos diferentes, depois de viajarem conosco e dormirem no mesmo quarto por alguns dias, eles choraram na hora que colocávamos eles no berço para sair do quarto. Outro ponto foram os horários, já que eles dormiam mais cedo, mas nas primeira semanas foram dormir entre 1h-1h30 mais tarde que o normal. Isso tudo demorou pelo menos 1 mês para voltar á rotina e eles se sentirem confortáveis e seguros para dormirem como faziam antes da viagem.

* A alimentação pode ser mais difícil: mesmo que procuremos as melhores refeições e próximas da realidade da criança, ainda assim pode ser que a comida se torne um problema. Em viagens costumamos relaxar um pouco, no sentido de “estamos de férias, vamos dar apenas o feijão que ele gosta bastante e não os legumes, na volta insistimos neles”, e quando você chega em casa, o pequeno não quer nem saber de provar os legumes novamente.

* A separação dos pais possivelmente será mais dolorosa: especialmente aos pais que trabalham fora e precisam retornar às suas atividades profissionais, mas mesmo para aqueles que ficam com os filhos em casa e precisam deixá-los em algum momento sob responsabilidade de outra pessoa; os filhos pequenos podem acabar “reclamando” mais, afinal, como assim você estava o tempo todo comigo e não vai mais ficar? Eu tenho um “grudinho” e em vários momentos foi (e às vezes ainda é) difícil dele ficar com outra pessoa, é necessário distrair e achar uma melhor forma para ele ficar mais tranquilo.

Como superar isso? Algumas ideias:

  1. Tenha paciência (MUITA paciência) para adaptá-los novamente à rotina, você já conseguiu instituir alguns hábitos antes, com certeza conseguirá novamente.
  2. Use passos de adaptação que você já usou anteriormente, como a maneira que você fez a introdução alimentar ou estabeleceu a rotina de sono, eles precisam estar seguros e para retomar o que era antes.
  3. Procure planejar mais tempo para retornar a rotina como antes. Por exemplo: se você tem uma pessoa que cuida de seu filho, fique mais tempo você, a criança e o responsável juntos ao invés de sair logo que a pessoa chegar. Estabeleça o vínculo novamente com a maior calma que for possível. E pode ser que ainda tenham muitos choros, mas seu filho pequeno vai ficar bem sim.

Com muito amor, carinho e cuidado, tudo dá certo, e lembre-se que tudo leva tempo, e cada criança tem o seu. O retorno de viagem vai ser muito mais tranquilo se você planejá-lo também!

Você já passou por algo assim? Me conta ou compartilha aqui sua experiência!

Vai viajar no Brasil e no Mundo? Acompanhe as dicas em tempo real no Instagram @turismoemfamiliablog ou no pinterest.com/turismoemfamilia e use os nossos parceiros! Você me ajuda a continuar produzir conteúdos bacanas e não paga mais por isso. Aliás, até ganha descontos!

Reserve sua Hospedagem aqui: Booking.com

Tenha 5% de desconto no Seguro Viagem com o cupom TURISMOEMFAMILIA: Seguros Promo

Garanta 10% off para Chip Internacional com o cupom @TURISMOEMFAMILIA: Brasil Roaming

Veja outras vantagens locais, quem sabe é seu destino: Descontos e Benefícios

 

 

Por

Comentários

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Leia também