Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
varias fotos de viagens de familia
foto 5
Flávia Sphair

Turismo em Família

Dicas para passeios com as pessoas que você ama

Paris em família: A cidade do amor com seus amores

Paris é a queridinha da Europa, e pode se tornar a cidade da viagem mais incrível de sua vida, com as pessoas que você mais ama!

Crédito: Arquivo Pessoal - Arco do Triunfo
Crédito: Arquivo Pessoal - Arco do Triunfo

Já que estamos as vésperas de celebrar muito amor com a chegada mais uma vez do dia dos namorados, depois de nossas dicas de ideias e escapadas que demos no último post para a ocasião, decidi então esta semana falar de um dos destinos mais românticos do mundo: Paris! E apesar dos casais serem os que mais procuram o destino, há programas diversos para todos. Na verdade, eu vou falar só um pouquinho de tudo o que a cidade tem pra oferecer, porque chegando lá, tanta coisa legal em cada cantinho dela que você vai desejar voltar lá muitas vezes, para explorar cada vez mais! Vamos as dicas?

Dicas Gerais

Crédito: Arquivo Pessoal - Jardim de Luxemburgo
Crédito: Arquivo Pessoal – Jardim de Luxemburgo

* É possível fazer programas com todas as idades (e vou dar opções para isso), porém eu recomendo a cidade mais para jovens e adultos – não apenas pelos tipos de programas culturais, mas também por ter muita opção e isso demandar muita caminhada e deslocamento. PREPAREM-SE PARA ANDAR MUITO. Vocês realmente farão isso, mesmo que facilitem o máximo possível os trajetos de um para o outro. Só os museus por exemplo já dão uma infinidade de passos para vocês verem e apreciarem suas obras.

* Use transporte público. É bem diferente do que estamos acostumados por aqui. Existem opções bacanas também de ônibus de 2 andares que deixam vocês em frente aos pontos turísticos, mas a opção mais rápida é o bom e velho metrô. Na verdade, o bacana é que na Europa o transporte público é integrado, ou seja, você consegue usar ônibus, metrô e trens, fazer as trocas necessárias quantas vezes desejar, tudo usando a mesma passagem, dando atenção ao que podemos chamar de zona – há passagens para circular na região central, e outras para circular nas áreas mais distantes, como para o Palácio de Versailles e a Disney. A dica de ouro é comprar um cartão de transporte público que dá pra 1 semana, é o melhor custo benefício, ao invés de comprar sempre bilhetes individuais. Pra fazer o cartão tem que ter uma foto 3×4 (você pode levar daqui ou tirar em uma cabine em qualquer estação de metrô automaticamente por 5,00 euros) e você paga pelo cartão também, o que definitivamente vai compensar já no segundo dia de viagem. Só um detalhe importante: esse cartão é válido da segunda a domingo, e só. Não vale de terça à segunda ou 7 dias corridos. Começa sempre na segunda, e se você for ficar 1 dia a mais por exemplo (meu caso) vc compra pra semana, e compra o bilhete individual para um último passeio. Tem muitas tarifas, então pesquise bem antes pra ver o que vale mais a pena pra você montar seu programa.

 

Paris está recheada de opções charmosas e gostosas de estadia. Encontre a sua agora mesmo: Hospedagem em Paris

 

Crédito: Arquivo Pessoal - Patisserie
Crédito: Arquivo Pessoal – Patisserie

* A comida é tudo aquilo que você já ouviu falar, e não estamos falando dos restaurantes com estrelas Michellin. A questão é que tudo é gostoso! As patisseries e boulangeries encantam e qualquer vitrine nos deixa com água na boca, não tem erro, aproveite para provar muitas delícias. E há muitas regiões com pequenos restaurantes, de todas as partes do mundo: comida não apenas francesa, mas italiana, japonesa, vietnamita (recomendo, é algo diferente que não temos aqui), árabe… tudo vale a pena. E há menus, em média de 12,00 à 18,00 euros com entrada, prato principal e sobremesa, que você pode escolher opções de cada um. É mais caro que uma refeição na rua, mas pelo menos 1 dia vale pegar um almoço ou jantar desses, delicioso!

* Se eu tiver que indicar uma época, eu indico o verão. A cidade venta bastante, você anda muito pela rua e chega uma hora que você cansa de passar frio. No inverno também monumentos e estátuas acabam sendo cobertos como proteção caso dos jardins de Versailles. Eu pessoalmente gosto mais e acho melhor pra passear, mesmo indo na primavera e já estar acostumada com frio, sendo curitibana, ainda assim é desagradável passar frio na rua. É claro que, se não der pra você, ainda assim tem muito o que curtir.

* Tenha paciência com filas, você provavelmente irá enfrentar muitas delas, afinal Paris é a cidade mais visitada no mundo, faz todo sentido, não?

* Verifique as datas de fechamento das atrações, a maioria delas fecha ao menos 1 vez na semana, como os museus e palácios. Boa parte deles fecham às segundas (já o Louvre fecha às terças). Informe-se dos dias certos para não dar com a cara na porta.

* A região indico se hospedar a nos arredores da L’Opéra. Ali tem muitos restaurantes, muitas lojas bacanas, é próximo às grandes lojas como Printemps e Galeries Lafayette, e fácil de se deslocar para os principais pontos turísticos, com menos trocas de metrô e transporte.

* Quer muitos detalhes e dicas para planejar cada pedacinho da viagem? Abuse da internet. Há grupos no facebook específicos com dicas, atualizados diariamente inclusive informando de imprevistos, mudanças em atrações locais, indicações de profissionais de viagem e turismo, e você consegue muitas indicações e ideias. Sites e blogs? Tem uma infinidade, e as dicas valem a pena. Você encontra detalhes por bairros e atrações diferentes de cada um, afinal tem muitos brasileiros que vivem lá ou trabalham nessa área que alimentam as redes e sites com dicas constantemente.

E vamos aos programas?

Crédito: Arquivo Pessoal - Torre Eiffel
Crédito: Arquivo Pessoal – Torre Eiffel

Para TODOS – A Torre Eiffel: O símbolo de Paris é único, e emocionante. Pra mim, estar em frente à ela pela primeira vez foi surreal, algo como “me belisca, é de verdade mesmo?”. Alguns podem dizer que estou exagerando, mas é realmente incrível a primeira vista. Para subir, a estação mais próxima do metrô é a Trocadéro, você anda menos até a bilheteria, ainda que existam outras estações para chegar, como a estação do Campo de Marte, e você pode andar por todo o jardim.

 

Viaje conectado desde o Brasil e compartilhe sua viagem com 10% de desconto para Chip Internacional com o cupom @TURISMOEMFAMILIA: Brasil Roaming

 

Tem fila pra subir e ingressos para 2 níveis: até o meio e ao topo, e você obviamente sobe em 2 etapas até em cima. Não quer pagar nada? Enfrente a escadaria (é grande pra valer), dá pra ir também, porém só até o primeiro nível. Minha dica é: vá no final da tarde, suba de dia a vista, e como deve ter fila pra descer também, o dia vai escurecer, você come um crepe e dá uma voltinha, e termina vendo a torre piscar. Em geral, é a cada hora cheia assim que anoitece, é lindo!

Para crianças

Parques com jardins: Paris tem muitos jardins lindos próximos aos principais monumentos, como na própria Torre Eiffel, os Jardins de Tuileries, em frente ao museu do Louvre, e o Jardim de Luxemburgo. Além de serem lindos pra passear e espaços públicos que rendem boas fotos e valem ser visitados, também são locais que podem divertir bastante. Paris tem vários locais com carrosséis, sim, e são todos lindos e funcionam. Leve seus pequenos para uma volta lá! E nos jardins sempre tem parquinhos infantis, com brinquedos até diferentes dos que tem por aqui. Entre um passeio e outro, deixar as crianças brincarem com certeza vai ser muito gostoso, pra família toda. Ah, fiquem atentos que estes espaços tem tipo uma areia fininha pra caminhar, botas ou calçados fáceis de lavar são boas pedidas.

Crédito: Arquivo Pessoal - La Geóde (La Villette)
Crédito: Arquivo Pessoal – La Geóde (La Villette)

La Villete: Uma área enorme compreende este parque, lar da Cidade da Ciência de Indústria, e ótima opção para os pequenos. Existe uma área verde bem grande, com canais, parques, brinquedos ao ar livre, além das áreas mais famosas, os pavilhões de exposições, 5 no total. O destaques são o pavilhão principal, da ciência mesmo, que tem exposições fixas e itinerantes, com ingressos separados pra cada uma, e inclusive com indicações de idade – tem para os bem pequenininhos e os maiorzinhos também. E claro, a La Geóde fica lá também! Esta grande esfera é provavelmente o cinema mais legal que você vai visitar na sua vida, com uma tela de 180 graus. Há filmes geralmente de hora em hora, e a maioria deles tem em espanhol e inglês também, e costumam ser sobre vida animal e natureza. A experiência é bem interessante, mesmo que não seja seu estilo de filme, só de ver a sensação desta telona vale o passeio.

Crédito: Arquivo Pessoal - Disneyland Paris
Crédito: Arquivo Pessoal – Disneyland Paris

Disney de Paris: E quem é que não vai querer se encantar e virar criança junto na Disney de Paris? Comparado à Orlando, obviamente é muito menor, com 2 parques apenas, que podem ser visitados em um único dia, mas tire até o fim da noite pra isso. Se preferir, hospede-se no hotel, e você pode fazer com mais calma, encarar mais filas e dar aquele descanso que os pequenos em geral precisam.

Programe-se para ver as atrações que possuem o chamado Fast Pass: não paga nada e vejo como um serviço para melhorar o espaçamento das filas. Você passa o código de barra de seu ingresso (não jogue fora por isso) em uma máquina ao lado da atração, e recebe um intervalo de horário onde você pode furar boa parte da fila, mas claro, tudo dentro da regra. Você economiza pernas e cansaço, vale a pena. Ah, e lá tem Castelo também, com show no final do dia, eles fazem várias projeções com histórias da Disney e muitos, muitos fogos, e show de águas, emocionante, não tem como não ser um grand finale para o dia!

Adolescentes

Crédito: Arquivo Pessoal - Museu Grévin
Crédito: Arquivo Pessoal – Leonardo da Vinci – Museu Grévin

Museu Grévin: Paris tem seu próprio Museu de Cera, e ele é bacana (apenas o preço é um pouco salgado – foi o museu mais caro que visitei). Conta com personagens famosos da música, teatro, cinema, esporte (até o Pelé estava por lá), assim como ícones da história, e retratam momentos e fatos do mundo. O bacana é que não são só as estátuas, mas também os ambientes são todos decorados e cheios de estilo, e dá pra fazer muitas fotos legais. No final da visita há os detalhes das explicações de como as peças são feitas criadas, assim como a área mais famosa e divertida, das estrelas da Moda, você se sente na própria passarela!

Museus: tem muitas pessoas que não gostam de museus, mas se você apenas visitou o que tem no Brasil, saiba que em Paris eles são muito diferentes do que temos por aqui, e não desmerecendo o que é nosso, mas eles tem as obras de arte que tanto ouvimos falar, além de existir um acervo muito maior (afinal tudo lá começou muito antes do que temos aqui) que tenho certeza que vai surpreender quem é jovem – e quem não é também. O Museu do Louvre é o maior é mais famoso mesmo e deve ser visitado na sua primeira vez lá, com certeza! A estátua Vênus de Milo, o enorme e incrível quadro da coroação de Napoleão, o famoso quadro da Revolução Francesa e claro, própria Mona Lisa, são apenas algumas das grandes atrações. E as pinturas no teto, os ambientes, as obras… é tudo muito impressionante.

 

Não fique mesmo sem Seguro Viagem! Compre com 5% de desconto no Seguro Viagem com o cupom TURISMOEMFAMILIA: Seguros Promo

 

Para quem gosta dos impressionistas e também quer ver esculturas e obras famosas em um museu bonito e bacana, o Museu D’Orsay merece sua visita também, só de ver o que tem de Monet, Van Gogh e lindo relógio da antiga estação de trem é motivo suficiente para ir até lá.  Para quem gosta da história das guerras e quer ver armamentos, armaduras e outros objetos de guerra e fatos, o Invalides é o lugar, e ele é show. O local fala de toda a história da França em conflitos e batalhas, e como eles estão no meio de tudo, a maioria delas eles acabaram envolvidos. Junto dele você consegue visitar o túmulo de Napoleão Bonaparte. E um museu bem ao lado do Invalides que é menor, mas tem esculturas lindíssimas, um bonito jardim e a famosa escultura do Pensador é o Museu Rodin, que mostra com perfeição a sua arte.

Adultos

Crédito: Arquivo Pessoal - Catedral de Notre Dame
Crédito: Arquivo Pessoal – Catedral de Notre Dame

Igrejas e Catedrais: É claro que Paris tem algumas das Igrejas mais famosas do mundo. A Notre Dame deve ser visitada sem dúvida, é muito grande e lindíssima. Se você quer visitar os vitrais mais lindos de sua vida, próximo a Notre Dame também está a Saint Chapelle, uma das únicas igrejas pagas, mas que vale o dinheiro. A basílica Sacre Couer vem não apenas com a bela arte, mas com uma das vistas mais bonitas de Paris na região de Montmatre, que deve ser bem apreciada (dica para esta região, ao chegar de metro, você vai subir, subir e subir – use elevadores sempre que puder, na estação Abcesses tem, e se você descer na estação Anvers, use o Funiculaire, um bondinho que, no caso de ter o cartão do metrô, você consegue usá-lo ali também). O Panteão também foi uma Igreja no passado, e agora abriga o famoso pêndulo de Focault e é morada de descanso de pessoas nobres – como os cientistas Marie e Pierre Currie, e do escritor Victor Hugo. E no mais, dê umas entradinhas e todas as bonitas Igrejas, mesmo que menos famosas, elas são lindas. Eu me surpreendi por exemplo com a Catedral de St. Etienne ao lado do Panteão, lindíssima e fora dos roteiros comuns.

Arco do Triunfo e Champs Elyseé: Passear na avenida mais famosa do mundo está bom pra você? Pra mim está ótimo! Tem marcas famosas, tanto as mais chiques como Louis Vitton (na verdade as marcas de grife mesmo estão em uma rua ao lado), porque tem marcas bacanas como Sephora (mas tem essa em toda a parte), H&M e por aí vai. Comece de baixo (se for de metrô, sugiro parar na estação Franklin Roosevelt) e subir até o arco, que é lindíssimo e quem decidir subir tem uma vista bem bacana das 12 ruas que saem dele (mas, é pago e tem que subir quase 300 degraus de escada – como eu disse, tudo vai andando).

Crédito: Arquivo Pessoal - Versailles
Crédito: Arquivo Pessoal – Versailles

Palácio da Versailles: a história, riqueza e os jardins mais lindos e enormes que você verá provavelmente são aqui. Ele é imperdível. O palácio é realmente muito bonito, em seus vários ambientes, com destaque ao Salão dos Espelhos, a corte fazia eventos incríveis nestes locais. Mas os jardins… tem que ver, são únicos, e cada cantinho que você passa é impressionante. Se quiser explorar o dia todo, tem passeio pra isso e vá a pé mesmo. Se quiser aproveitar mais rapidamente, há um trem que pára em locais específicos ou você pode alugar carrinhos de golfe, cobrados por 1h e acrescentando a cada 15 minutos. Vale ir mais longe para conhecer os Trianons, sendo o Petit Trianon a casa que Maria Antonieta pediu ao Rei para ela.

E tem mais Paris? Tem, tem mil coisas! as praças (minha favorita é a Place de La Concorde, bem no meio entre o arco e os jardins do Louvre, onde no fim do filme a personagem de Anne Hathaway joga o celular na fonte no filme o Diabo veste Prada), a Perfeita e simétrica Place des Vosges, onde também está em um dos cantos a Casa de Victor Hugo; as esculturas e monumentos em toda parte que você passa, as comidinhas… entre muitas outras;

Vai viajar no Brasil e no Mundo? Acompanhe as dicas em tempo real no Instagram @turismoemfamiliablog ou no pinterest.com/turismoemfamilia e use os nossos parceiros! Você me ajuda a continuar produzir conteúdos bacanas e não paga mais por isso. Aliás, até ganha descontos!

Reserve sua Hospedagem aqui: Booking.com

Tenha 5% de desconto no Seguro Viagem com o cupom TURISMOEMFAMILIA: Seguros Promo

Garanta 10% off para Chip Internacional com o cupom @TURISMOEMFAMILIA: Brasil Roaming

Veja outras vantagens locais, quem sabe é seu destino: Descontos e Benefícios

Bom passeio!

Por

Comentários

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Leia também