Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Print
12376367_10208214455101821_4006627003388078480_n
Adriana Moura

SOS Mãe

Posso ajudar?

Craniostenose – o que é isso?

Cranioestenose é uma deformidade progressiva da cabeça do bebê, que se dá pelo fechamento precoce de uma ou mais suturas cranianas - articulações fibrosas que estabelecem ligações entre os ossos dessa região. Suas causas podem estar associadas a fatores genéticos e às condições da gestação.

cranioestenose

Olá pessoal, tudo bem?

Hoje o tema é Craniostenose. Nome complicado né? Mas vamos abordar esse assunto super interessante para as mamães de maneira bem didática. Vamos lá, então?

Todo recém-nascido tem duas aberturas no alto da cabeça, chamadas fontanelas – uma mais à frente e outra mais no topo do crânio – conhecidas popularmente como moleira. Suas funções principais são facilitar a passagem do bebê, na hora do parto e permitir o crescimento adequado do cérebro.

Por isso, nos primeiros meses de vida, a cabecinha do bebê ainda é molinha. Já escutaram a vovó ou a titia dizer: “cuidado com a moleira da criança?” Pois é, elas tem toda razão!

Em geral, a fontanela do bebê demora de 15 a 18 meses para fechar completamente. Esse processo começa por volta dos 8 meses, podendo permanecer parcialmente aberta até os 2 anos de idade em algumas crianças. Durante esse período, a estrutura permite o crescimento adequado do cérebro.

E o que é a Cranioestenose?

Cranioestenose é uma deformidade progressiva da cabeça do bebê, que se dá pelo fechamento precoce de uma ou mais suturas cranianas – articulações fibrosas que estabelecem ligações entre os ossos dessa região. Suas causas podem estar associadas a fatores genéticos e às condições da gestação. E, ao contrário do que se pensa, a cranioestenose não causa retardo mental. Segundo o neurocirurgião Fernando Gomes Pinto, a posição inadequada do bebê dentro do útero durante a gestação ou até fatores genéticos podem causar a cranioestenose. Existem tipos diferentes de deformidades causados pela craniostenose, cada caso é um caso, por isso reforçamos a avaliação e orientação médica, sempre.

Tratamento

O tratamento dos casos é exclusivamente cirúrgico, e o planejamento cirúrgico em conjunto com os pais é muito importante. A criança não operada pode não atingir o máximo de inteligência que seria possível para seu cérebro, e em casos específicos apresentar alterações visuais por deformidade das órbitas. Por isso é tão importante seguir a recomendação e o planejamento cirúrgico do médico que acompanha o seu bebê o quanto antes.

Bom, semana que vem eu volto! Boa semana a todos.

bebê sorridente

 

Visite o meu site | Facebook | Instagram

Por

Comentários

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Leia também