Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Grupo de pesquisadores retira a laje de mármore que cobre o túmulo de Jesus. Foto: National Geographic.
Grupo de pesquisadores retira a laje de mármore que cobre o túmulo de Jesus. Foto: National Geographic.
Atualidades, Religião

Sepulcro de Jesus Cristo é aberto pela primeira vez em 500 anos

Desde 1555, a laje de mármore que cobre o local, na Basílica do Santo Sepulcro, não era retirada. Assista ao vídeo da abertura do sepulcro.

Pela primeira vez em quase cinco séculos, foi retirada na última quarta-feira (26/10) a laje de mármore que cobre o local onde o corpo de Jesus teria sido depositado após a sua morte, na Basílica do Santo Sepulcro, em Jerusalém.

Trata-se de uma etapa do processo de restauração da estrutura, que está sendo conduzido por uma equipe da Universidade Técnica Nacional de Atenas dirigida pela professora Antonia Moropoulou. Problemas de umidade ameaçam o local. É o primeiro trabalho de restauro desde 1810, quando houve um incêndio no local.

O sepulcro fica hoje dentro de uma estrutura chamada Edícula, que foi reconstruída pela última vez na restauração de 1810. Depois de retirarem a primeira camada – o que não era feito desde 1555 – os arqueólogos encontraram uma pilha de entulho e uma nova pedra de mármore, que será removida para que possam visualizar o que esperam: o lugar onde o corpo de Jesus teria ficado por alguns dias após a sua crucificação.

“O revestimento de mármore da tumba foi retirado e nos surpreendeu a quantidade de material embaixo dela”, afirmou Fredrik Hiebert, arqueólogo da National Geographic Society, sócia no projeto de restauração. “Será uma análise científica longa, mas seremos finalmente capazes de ver a superfície da rocha original na que, segundo a tradição, se colocou o corpo de Cristo”, disse Hiebert em uma nota publicada no site da organização.

Atualmente, seis denominações cristãs – católicos romanos, ortodoxos gregos, ortodoxos armênios, ortodoxos sírios, etíopes e coptas – dividem a custódia do templo. Os seis grupos concordaram com a restauração da estrutura em março deste ano. Espera-se que o trabalho seja concluído na metade do próximo semestre.

Assista ao vídeo que a National Geographic produziu mostrando a retirada da laje:

 

Com informações de National Geographic.

1 Comentário
Leia também